Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Automóveis > Proteja seu carro do sol do verão

Proteja seu carro do sol do verão

Categoria: Automóveis
Comentários: 1
Proteja seu carro do sol do verão

A temperatura do planeta tem aumentado cada vez mais devido as alterações climáticas.

As concentrações de concreto nas grandes cidades aumentam a sensação de calor no verão.

Com o aumento das temperaturas e com agravante do amento da sensação térmica de calor, devemos nos proteger, dos raios solares, causadores de doenças na pele, a mais grave é o câncer, mas podem ocorrer manchas, e envelhecimento precoce, o uso constante de muito protetor solar, bloqueadores, beber muita água, usar sombrinha, bonés, roupas leves, e evitar ao máximo expor ao sol, principalmente nos horários mais críticos, que vai das 10 horas da manhã ás 16 horas da tarde.

Os carros também precisam de proteção, para não ter seu desempenho, e nem sua estrutura danificadas pelos raios solares, e não nós afetar também, com queimaduras.

O carro se fazermos um paralelo aos cuidados que devemos ter com nossa pele, o mesmo acontece com a sua lataria. Ele deve ser encerado no mínimo a cada dois meses, a cera tem a ação protetora, e conservará muito mais a pintura contra a ação tanto do sol quanto da chuva.

Se o carro fica exposto no tempo, ou seja, fica fora de cobertura, ou garagem, os componentes internos do painel também sofrem com a exposição ao sol, existem produtos que podem ser aplicados para que fique mais protegido.

O uso do insufilm ajuda a amenizar os efeitos dos raios solares no interior do carro, e diminui a temperatura.

No caso dos bancos e volante de couro tome muito cuidado, se deixou o carro exposto, o couro esquenta e pode causar queimaduras, antes de entrar deixe as portas abertas para refrigerar e dirija com os vidros abertos por um bom tempo, só depois feche os vidros e ligue o ar-condicionado.

Estacione se possível na sombra, ou use protetores dobráveis, no painel.

É sempre importante estar atento ao sistema de arrefecimento, devido às altas temperaturas, para não haver o superaquecimento do motor e fundir, troque periodicamente a água e os aditivos do radiador, os pneus nesta época sofrem alterações, sempre verifique se está calibrado, e em boas condições de rodagem.

Se for viajar para a praia, logo que retornar faça uma lavagem completa, pois os resíduos de areia danificam toda a lataria, pois ela é corrosiva.

Independente de qual época esteja do ano é sempre importante fazer a manutenção do carro, atitudes preventivas, evitam dores de cabeças, e prolongam a vida do seu carro.


Sheila Leite

Título: Proteja seu carro do sol do verão

Autor: Sheila Leite (todos os textos)

Visitas: 0

803 

Imagem por: flickrohit

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-06-2014 às 05:33:11

    Muito bom! Nem sabia que haveríamos de proteger o carro do sol do verão. Agora, já sei! Obrigada!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Proteja seu carro do sol do verão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: flickrohit

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios