Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Ponha-se a caminho!

Ponha-se a caminho!

Categoria: Viagens
Comentários: 1
Ponha-se a caminho!

Há uma perspectiva filosófica que diz que só há três lugares no mundo: onde estamos, aquele em que já estivemos, e aqueloutro que ainda não possui as marcas da nossa presença. Este último constitui, precisamente, o destino perfeito para uma viagem inesquecível.
Geralmente, viaja-se para conhecer novas paragens, para alargar conhecimentos e vivências, para enriquecer o nosso espólio cultural e “laurear a pevide” em sítios que nos digam algo de diferente, que nos surpreendam e “fintem” as malhas dos problemas e dificuldades que nos aprisionam.

Se no dia-a-dia se for uma pessoa extremamente organizada, metódica, limpa, arrumada e tão direita que mais parece que se engoliu o pau da vassoura, porque não agarrar um bilhete para a discrepância e tornar-se, por uns dias, num turista de calças de ganga, sapatilhas e máquina fotográfica em punho, esboçando uma expressão de espanto e êxtase com tudo o que se nos depara, num ser desgrenhado e cheio de lama, a escalar montanhas ou a fazer circuitos de bicicleta entrando em todas as poças que se forem encontrando, num atleta de ocasião que corre à procura de sossego, enfim, em alguém tão distinto que nem os mais próximos pudessem reconhecer? Isto sim, seria transportar-se verdadeiramente para outra realidade, o que, no fundo, constitui o objectivo principal de qualquer viagem. Além do mais, há que manter a competência no que toca ao merecido repouso! É um acto de pura sensatez, que se pode traduzir num investimento de grande valia, presente e futura.

Há quem goste de viajar para perto, talvez pela segurança que a semelhança e a cercania aportam, enquanto que as preferências de outros apontam para locais distantes, com costumes opostos, fusos horários inversos e comidas esquisitíssimas. Mesmo dentro do próprio país é possível encontrar ritmos e tradições bastante díspares. Contudo, é certamente no estrangeiro que as divergências mais se fazem notar. E é esta diversidade que atrai tanto os espíritos mais abertos e ávidos de novidades.
Paralelamente, o “currículo” pessoal sai imensamente favorecido. Não é a mesma coisa dizer-se que se esteve na praia vizinha a tomar banhos de sol, que muitas vezes não passam de meros escaldões, e deixar que os recuerdos façam notar uma passagem por Madrid, Paris, Veneza, Nova Iorque, e outros locais de excelência, ou que o tom da pele denuncie uma temporada na República Dominicana ou algo que o valha…

Seja pelos ares, gastronomia, belezas naturais, aventura, clima, arte e história das localidades, ou simplesmente por si mesmo, o importante é pôr os pés (ou as rodas, ou as asas, dependendo de para onde se for) ao caminho!

Maria Bijóias

Título: Ponha-se a caminho!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

608 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 01:31:16

    É realmente existem momentos que devemos nos deixar levar pelo caminho. Muito bom!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Ponha-se a caminho!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios