Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Escolhendo a companhia aérea

Escolhendo a companhia aérea

Categoria: Viagens
Visitas: 2
Comentários: 1
Escolhendo a companhia aérea

Para tire suas férias, e para escolher uma boa companhia aérea, existem varias, as opções de preços que estão cada dia muito mais em conta devido a tantas promoções. Mas o que se aconselha neste momento é comprar passagens com agentes de viagem e operadoras, para ao menos ter um canal de assistência. Evite planejar viagens em companhias áreas baratas estrangeiras, saiba que muitas rotas em algumas companhias deixaram de existir em um futuro próximo. É bom saber que as companhias aéreas internacionais são regulamentadas pela Anac, portanto as companhias aéreas não podem vender passagens por um piso bem mais inferior do que o estabelecido, o que você tem que levar em conta em viajar em uma companhia aérea, é no que você deve confiar.

Aprenda que o melhor é estudar a sua estrutura, como qualidade de serviços, alta tecnologia, segurança, motivação, produtividade da equipe, e uma enxuta estrutura de custos com tarifa mais acessível. No Brasil tem as companhias com passagens que cabe no seu bolso. Onde você pode escolher o local para passar suas férias com tranqüilidade. Mas isso é não, é só em baixa estação, o Brasil esta dando um grande incentivo para o turismo, e isso é uma boa jogada, afinal, o que devemos fazer além de você conhecer seu país, você está deixando o seu dinheiro no seu próprio país e isso é uma jogada de mestre. As companhias aéreas no Brasil são boas como a TAM e a Gol, Azul, Cruiser, NHT, Ocean. Air, Pantanal Airlines, Passaredo Linhas Aéreas, Rico Linhas Aéreas, Trip, Webjet que esta proporcionando o brasileiro a viajar tranqüilo, e gastar menos. Entre outras opções de companhia internacional que são elas as: Aerolineas Argentinas, Aeromexico, Aerosur, Air Canadá, Air China, Air Europa, Air France, Alitalia, American Airlines, Avianca, British Airways, Continental Airlines, Copa Airlines, Cubana de Aviación, Delta Airlines, Emirates, Ibéria Airlines, JAL – Japan Airlines, KLM, Korean Air, Lan Chile, Lufthansa, SAA – South African Airways, Swiss, TACA, TAF, TAP, United Airlines.

Saiba que conhecer o mundo é muito mais do que uma viagem, é uma rica experiência e cultura. É tantas companhias aeres que às vezes nos deixa confuso na hora de escolher, mais saiba pesquisar na hora em que você for viajar. E a melhor propaganda, ainda é o de boca a boca. Portanto não custa nada pesquisa, e escolha bem e boa viagem.

Waldiney Melo

Título: Escolhendo a companhia aérea

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 2

637 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 01:26:01

    Também concordo que viajar o mundo é uma rica experiência, vale a pena cada centavo! Escolha companhia aérea que esteja dentro das condições que você pode pagar, as low cost são mais acessíveis.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Escolhendo a companhia aérea

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios