Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Madeira – A ilha-jardim

Madeira – A ilha-jardim

Categoria: Viagens
Visitas: 6
Comentários: 1
Madeira – A ilha-jardim

Costuma dizer-se de Portugal que é um jardim à beira-mar plantado. Pois bem, se assim é, então a ilha da Madeira é um jardim dentro do mar plantado! De facto, a quantidade e a variedade das flores, a beleza das paisagens, a vegetação semitropical e a amenidade permanente do clima são alguns dos atractivos principais desta ilha.

O Funchal, a capital, apresenta um cenário pitoresco com as suas casas brancas espalhadas pelas colinas verdejantes, em torno de uma graciosa baía. A freguesia do Monte, uma das mais fustigadas pelo recente temporal e onde se pode chegar por teleférico, constitui um dos locais mais apaixonantes da Madeira, sendo detentora de uma exuberante vegetação e de vistas esplendorosas sobre a baía do Funchal. A igreja de Nossa Senhora do Monte, padroeira da ilha, o Jardim Tropical do Monte Palace e a famosa descida nos carros de cesto são ex-libris do Monte.

O monumento dedicado a Nossa Senhora da Paz, edificado em 1917 no sítio do Terreiro da Luta (na sequência do bombardeamento de submarinos alemães ao Funchal), é o maior de toda a ilha e dista cerca de dois quilómetros do Monte.

A freguesia do Curral das Freiras é outro local imperdível. O nome ascende ao ano de 1560 e deriva de ter servido de refúgio às freiras do convento de Santa Clara, no Funchal, que ali encontraram protecção dos corsários franceses luteranos. A sua localização num vale profundo oferece paisagens vertiginosas que não deixam ninguém indiferente.

O miradouro do Pico do Areeiro situa-se a 1818 metros de altura e permite uma vista única sobre os maciços no centro da ilha. Em Santana encontram-se casas primitivas de forma triangular e tecto coberto de colmo, mantendo a mais pura tradição. O Parque Temático da Madeira, ainda em Santana, proporciona conhecimentos da história, das tradições e da cultura do povo madeirense de maneira divertida e moderna, oferecendo uma vasta panóplia de atracções para miúdos e graúdos.

As grutas e o Centro de Vulcanismo de São Vicente são outra paragem obrigatória. Criadas pela Natureza há 890 mil anos, as grutas integram, provavelmente, a descoberta geológica mais valiosa da Madeira.

O miradouro «Véu da Noiva», situado na estrada que liga São Vicente a Porto Moniz, permite a observação de uma das mais emblemáticas quedas de água, que faz lembrar, precisamente, o véu de uma noiva. Uma vez em Porto Moniz, o ponto mais noroeste da ilha, há que visitar as piscinas naturais, formadas a partir de rochas vulcânicas, e o inovador Centro de Ciência Viva, de interesse científico e cultural.

O Porto Santo fica localizado a quarenta quilómetros da ilha da Madeira e ostenta nove quilómetros de praia de areia fina e um mar calmo, morno, límpido e de um azul incomparável. O Porto Santo é tido como uma estância balnear de relevo, estando indicada para a cura de várias doenças do foro ortopédico, reumático e fisiátrico. Chega-se à ilha dourada por via aérea (15 minutos do Funchal) ou marítima (duas horas de barco). Afinal, neste caso, a insularidade não é, de todo, sinónimo de isolamento…


Maria Bijóias

Título: Madeira – A ilha-jardim

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

627 

Imagem por: anybookers

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    14-06-2014 às 05:58:00

    Muito bom saber mais da Madeira - a ilha jardim.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Madeira – A ilha-jardim

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Imagem por: anybookers

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios