Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Como baixar a febre

Como baixar a febre

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 16
Comentários: 5
Como baixar a febre

A febre é um mecanismo de defesa do corpo. Quando ela aparece revela que o corpo está com uma infeção proveniente de bactérias ou de um vírus. A elevação da temperatura depende do estado emocional, da atividade física, do vestuário, do ambiente. A temperatura é regulada pelo centro termo-regulador localizado no hipotálamo que funciona como um termóstato ao qual compete manter a temperatura nos 37 graus centígrados. Quando ultrapassa esse valor é a resposta a agentes infeciosos e outras doenças.

Assim, no caso de a temperatura exceder os 38 graus centígrados o melhor é beber água a fim de evitar a desidratação. Não só deve beber-se quando ela aparece, mas sim todos os dias para hidratar o organismo.

Um banho morno ou frio faz baixar a temperatura tal como se deve colocar panos molhados com água nas axilas ou virilhas. Podem também colocar-se na testa, ou seja ir molhando numa bacia com água meter na testa até esta esfriar.

Convêm usar uma roupa leve e solta, preferencialmente de algodão e manter a temperatura do quarto baixa ou mínima. Pode no entanto ter-se um termo ventilador no mínimo para ajudar a ter a temperatura ambiente ideal.

É indicado tomar analgésicos em comprimidos ou cápsulas para baixar a febre e ir bebendo água.

O descanso é fundamental, por isso deve evitar-se trabalhar com febre ou praticar atividades uma vez que estas podem elevar a temperatura. O melhor é permanecer na cama com roupa leve e temperatura ambiente. O stress é totalmente desaconselhado, devendo permanecer-se em repouso até ela baixar. Pelo menos três dias são bastante salutares uma vez que a febre debilita muito.

A par dos cuidados de repouso, medicação e outros é aconselhável ir sempre ao médico para diagnosticar a origem da febre. Pode ser de uma gripe, doença infeciosa, cancro, vírus e outras.

A alimentação é de extrema importância, devendo ser leve, com sopas de legumes, sumos naturais, chá e café descafeinado e preferencialmente água. Os refrigerantes devem ser banidos tal como a Coca - Cola. Estes são desaconselhados por conterem gás.

Deve evitar-se ambientes com ar condicionado e aquecedores quando a temperatura sobe. O melhor é estar sem nada e com roupa de cama fresca. No caso dos bebés o melhor é tomarem um banho morno e manterem-se frescos. Nunca esquecer a água para se manterem hidratados e frescos. Os mesmos cuidados se devem ter com os idosos por serem mais frágeis.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como baixar a febre

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 16

804 

Imagem por: Sugar Pond

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • alaf

    28-04-2013 às 13:59:30

    obrigado pelo seu nterese de ajuda as pesoas

    ¬ Responder
  • kaiquekaique

    23-04-2012 às 06:08:18

    Quando estamos com febre a mãe coloca alcool na água para nós tomarmos banho por que?

    ¬ Responder
  • carlos eduardocarlos eduardo

    02-10-2011 às 22:29:16

    obrigado sua ajuda foi otima !! parabens.

    ¬ Responder
  • maria da graçamaria da graça

    24-06-2011 às 20:40:12

    adorei a dica, pois tenho 2 filhos pequenos, e as crianças sofrem muito com febre.

    ¬ Responder
  • rafael heriquerafael herique

    15-12-2010 às 22:54:36

    adorei a tua colocação, de sinples entendimento
    parabems

    ¬ Responder

Comentários - Como baixar a febre

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Sugar Pond

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios