Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > A Evolução Da Saúde

A Evolução Da Saúde

Categoria: Saúde
Visitas: 22
A Evolução Da Saúde

Desde o século V a.c. que se fala de saúde através de Hipócrates, tido como o pai da medicina. No final do século XVIII descobriu-se a vacina antivariólica, no século seguinte surgiram modernas concepções de saúde pública, em 1875 descobriu-se a microbiologia e em 1940 surgiram os antibióticos, uma das maiores descobertas do século XX.

Ao longo dos séculos muitas foram as doenças que ensombraram os povos, tais como a peste, a tuberculose, mas apesar de terem sido períodos negros, contribuíram para a pesquisa e descoberta de formas de combater as doenças.

No fundo os humanos foram durante décadas as cobaias mais fáceis, no entanto, actualmente a maioria das experiências começa por ser feita nos animais, antes de ser testada nos humanos.

Chegámos a um ponto que há cura para quase todos os males e digo quase todos, porque doenças como a sida ou o cancro, continuam a tirar vidas diariamente, sem que se consiga combatê-las.

Ter saúde é um dos melhores bens que a vida nos pode dar, porque sem saúde a vida deixa de fazer sentido e é uma agonia constante.

Muitas vezes nem nos apercebemos dos afortunados que somos ao ser saudáveis e só damos valor a isso quando somos confrontados com uma situação de doença. Haja saúde e tudo o resto se resolve...


Rua Direita

Título: A Evolução Da Saúde

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 22

772 

Imagem por: crucially

Comentários - A Evolução Da Saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: crucially

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios