Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Categoria: Saúde
Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Os consumidores dos dias de hoje estão suficientemente alertados para o perigo de ingerirem gorduras saturadas e são instruídos, desde os tempos da escola – lembremo-nos da famosa «Roda dos Alimentos» - a reduzir o consumo de laticínios gordos e carne vermelha.

Os riscos, alertam os especialistas, são grandes e vão desde a ameaça do depósito de gorduras nas artérias e consequente formação de trombos e coágulos, até a uma morte prematura devido à presença de colesterol elevado no sangue.

Ora, após a publicação de um artigo na revista masculina «Men's Health», os focos de atenção incidiram sobre uma opinião pouco ortodoxa proferida pelo Dr. Aseem Malhotra, cardiologista britânico, que defende o consumo de, pelo menos, um laticínio gordo diariamente. Sim, leu bem: pode esquecer o leite, manteiga, iogurtes e queijos light e apostar nos (muito mais deliciosos) laticínios gordos.

Este médico cardiologista vai mais longe e afirma que a epidemia de obesidade que teve início no final dos anos 70 e que decorre até à atualidade, está intimamente relacionada com o «boom» de produtos magros e a defesa dos mesmos na época. É que existe um outro ingrediente que as pessoas consomem exageradamente associado a estes produtos «diet» e que, esse sim, vai provocar alterações orgânicas graves e conduzir a doenças como a diabetes tipo 2: o açúcar.

O Dr. Aseem Malhotra defende que, ao invés de se apostar numa Coca-Cola (que contém cerca de nove colheres de chá de açúcar – uma autêntica bomba calórica), que se beba um copo de leite gordo, por exemplo. O segredo permanece, contudo, na moderação, segundo recomenda o especialista.

No artigo, o médico vai mais longe e propõe-se considerar as gorduras saturadas como verdadeiros medicamentos para o coração. De facto, estas declarações enquadram-se no parecer emitido pelo Conselho Sueco para a Tecnologia de Saúde, que indica que um plano nutricional baseado na redução dos hidratos de carbono e no aumento da ingestão de gorduras saturadas, poderá auxiliar doentes cardiovasculares e/ou obesos a melhorarem os seus níveis de colesterol e a reduzirem alguns quilogramas.

Por isso, já sabe: corte nos açúcares e aposte numa alimentação à antiga, com leite, iogurte, queijo e manteiga integrais.


Isabel Rodrigues

Título: Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Afinal, a gordura é o melhor remédio!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios