Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Categoria: Saúde
Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Os consumidores dos dias de hoje estão suficientemente alertados para o perigo de ingerirem gorduras saturadas e são instruídos, desde os tempos da escola – lembremo-nos da famosa «Roda dos Alimentos» - a reduzir o consumo de laticínios gordos e carne vermelha.

Os riscos, alertam os especialistas, são grandes e vão desde a ameaça do depósito de gorduras nas artérias e consequente formação de trombos e coágulos, até a uma morte prematura devido à presença de colesterol elevado no sangue.

Ora, após a publicação de um artigo na revista masculina «Men's Health», os focos de atenção incidiram sobre uma opinião pouco ortodoxa proferida pelo Dr. Aseem Malhotra, cardiologista britânico, que defende o consumo de, pelo menos, um laticínio gordo diariamente. Sim, leu bem: pode esquecer o leite, manteiga, iogurtes e queijos light e apostar nos (muito mais deliciosos) laticínios gordos.

Este médico cardiologista vai mais longe e afirma que a epidemia de obesidade que teve início no final dos anos 70 e que decorre até à atualidade, está intimamente relacionada com o «boom» de produtos magros e a defesa dos mesmos na época. É que existe um outro ingrediente que as pessoas consomem exageradamente associado a estes produtos «diet» e que, esse sim, vai provocar alterações orgânicas graves e conduzir a doenças como a diabetes tipo 2: o açúcar.

O Dr. Aseem Malhotra defende que, ao invés de se apostar numa Coca-Cola (que contém cerca de nove colheres de chá de açúcar – uma autêntica bomba calórica), que se beba um copo de leite gordo, por exemplo. O segredo permanece, contudo, na moderação, segundo recomenda o especialista.

No artigo, o médico vai mais longe e propõe-se considerar as gorduras saturadas como verdadeiros medicamentos para o coração. De facto, estas declarações enquadram-se no parecer emitido pelo Conselho Sueco para a Tecnologia de Saúde, que indica que um plano nutricional baseado na redução dos hidratos de carbono e no aumento da ingestão de gorduras saturadas, poderá auxiliar doentes cardiovasculares e/ou obesos a melhorarem os seus níveis de colesterol e a reduzirem alguns quilogramas.

Por isso, já sabe: corte nos açúcares e aposte numa alimentação à antiga, com leite, iogurte, queijo e manteiga integrais.


Isabel Rodrigues

Título: Afinal, a gordura é o melhor remédio!

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Afinal, a gordura é o melhor remédio!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios