Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Verdades e Mitos Sobre Anabolizantes

Verdades e Mitos Sobre Anabolizantes

Categoria: Saúde
Visitas: 4
Verdades e Mitos Sobre Anabolizantes

Os anabolizantes em geral ao longo da historia se tornou um tabu entre os praticantes de atividades físicas, médicos e pessoas que simplesmente gostam de difamar sem conhecer.

Mas se os tais anabolizantes fazem tanto mal porque são comercializados? Bem, a finalidade desses medicamentos e pra combater doenças e desconfortos musculares e hormonais de forma extremamente controlada e acompanhada de perto por um medico especializado na área, porém o acesso a esse tipo de medicamento nunca foi difícil, na verdade antigamente praticamente todo fisiculturista utilizava dessas substancias. Fisiculturistas famosos como Arnold Schwarzenegger, que era famoso por seus bíceps montanhosos, admitem o uso de esteroides, pois na época era bastante comum, e tambem os homens mais marombados da historia sao todos dessa época, como Dorian Yates, Ronnie Coleman e Flex Wheeler, não pode ser coincidência.

Hoje em dia, no mercado além dos ditos anabolizantes, encontramos os pró-hormonais e os pré- hormonais. Mas qual seria a finalidade desses produtos? Os pró-hormonais são substancias que prometem fazer o organismo a aumentar a produção de hormonios de forma natural, e realmente aumentam mas não tanto quanto prometem, pois na maioria das vezes não são mais do que minerais encontrados em frutas e carne, são recomendados mais pra quem não tem uma alimentação rica o suficiente nesses nutrientes. Já os pré-hormonais são supostamente como hormônios de consumo oral, normalmente hormonios de crescimento pra pessoas realmente pouco desenvolvidas, se automedicar com essas substancias pode causar problemas estéticos irreversível e não garante ganho de massa muscular esperado pelo usuário.

Inegável, o trabalho surpreendente dessas substancias no corpo humano, mas porém se não controlada pode ser uma carga hormonal extremamente maior do que o corpo está acostumado podendo causar problemas nos rins, impotência sexual e também não podemos nos esquecer que o coração é um músculo e também vai ser forçado com essa carga hormonal.

o certo seria, procurar um medico e se aprofundar no assunto e de preferencia, para acelerar o crescimento muscular, pedir a esse profissional recomendações de suplementos alimentares, que não vão comprometer sua saúde e ainda podem melhorar e muito a qualidade de vida desde que utilizados corretamente, e nunca se esquecer de que praticas esportivas são a base da hipertrofia pois os suplementos não fazem nenhum milagre também.


Carlos Vinicius Silva

Título: Verdades e Mitos Sobre Anabolizantes

Autor: Carlos Vinicius Silva (todos os textos)

Visitas: 4

654 

Comentários - Verdades e Mitos Sobre Anabolizantes

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios