Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Utilidades Domésticas > O poder das utilidades domésticas

O poder das utilidades domésticas

Visitas: 8
Comentários: 2
O poder das utilidades domésticas

As utilidades domésticas são fundamentais para um quotidiano minimamente normal. Temos o hábito de esticar o braço e alcançar aquilo de que precisamos, mas raramente nos detemos a contemplar o mecanismo dos utensílios que usamos e das invenções aí implícitas. Muitas delas, aparentemente simples, fizeram “queimar” neurónios atrás de neurónios aos seus autores e consumiram horas e horas de trabalho árduo. A persistência e a garra dos inventores, para além dos sacrifícios e frustrações, proporcionaram aos vindouros, nos quais temos a dita de nos incluir, benefícios mensuráveis e duradouros a que, amiudadamente, não damos o devido valor.

Mesmo nas famílias ricas, em que os patrões não trabalham com os materiais, tais utilidades revelam-se sumamente importantes na excelência do desempenho daqueles que para eles laboram. Nestas casas, dizem estudos sociológicos, certas alfaias domésticas só são utilizadas com autorização expressa dos amos, e, por outro lado, ante uma qualquer avaria, a solução passa pela imediata substituição. A rapidez da permuta prende-se com o facto de os mais abastados possuírem tudo a duplicar, para, precisamente, evitar dissabores com eventuais estragos. Ser rico é realmente outra louça… Um pobre teria de andar a contar os tostõezinhos todos para ver se era nesse mês ou no próximo, ou no próximo, ou no próximo, que poderia voltar a servir-se da coisa danificada, depois de consertada, ou comprar uma nova. Até uma mulher-a-dias tem mais liberdade. Brincando, há quem diga que ela se compara ao tempo, porque deita fora aquilo que acha que é velho e não serve para mais nada sem ter de pedir licença a ninguém…

Basicamente, toda a gente tem conhecimento dos avanços tecnológicos em termos de utilidades domésticas e, dizem os especialistas que, mais cedo ou mais tarde, virá a usá-las. Seja como for, algumas delas não carecem de grande tecnologia, mas nem por isso são menos importantes. Veja-se a investidura de poder que um simples avental pode propiciar. Quem o enverga representa, invariavelmente, a autoridade culinária! Se é real ou de circunstância já é outra conversa…

Por tradição, as mulheres são quem mais conhece, maneja e trata por “ tu” os apetrechos de cozinha.
Porém, agora que um crescente número de homens, por gosto, necessidade ou hobby, decidiu invadir esses domínios, talvez se possa inserir o livro de receitas no rol das indispensáveis ferramentas a ter sempre à mão. E, já agora, convém que esta mão tenha também a medida certa para o sal, o açúcar, as especiarias e tudo aquilo que não se quer, nem em excesso, nem em defeito…

Maria Bijóias

Título: O poder das utilidades domésticas

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 8

699 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-06-2014 às 18:43:18

    Penso que as coisas que utilizamos em casa são de grande importância. Elas têm o poder realmente de facilitar nosso cotidiano.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • [email protected]

    17-05-2012 às 23:15:14

    buceta

    ¬ Responder

Comentários - O poder das utilidades domésticas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios