Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cuide do seu bébe

Cuide do seu bébe

Categoria: Saúde
Cuide do seu bébe

Estudos científicos afirmam que o medo de deitar os bebés de costas por causa da possível sufocação, na eventualidade de bolçarem, não tem sentido. Dizem os especialistas que, em situações normais, o corpo humano está preparado para se defender de tais ocorrências. Este temor levou a que muitos cuidadores deitassem os recém-nascidos de barriga para baixo, posição que actualmente se sabe ser bastante perigosa. Os bebés devem ser deitados de barriga para cima até aos seis meses, altura em que eles já escolhem a postura que se lhes afigurar mais confortável.

A morte súbita não decorre, nem única nem exclusivamente, de “abafar” demasiado os bebés. Continua a haver morte de crianças saudáveis por motivos alheios a qualquer explicação, mas os registos apontam maior prevalência em casos de pais fumadores, em famílias monoparentais e quando o bebé é deitado de barriga para baixo.

O choro dos bebés nem sempre é sinónimo de desgraça. As lágrimas não comunicam apenas fome ou fralda molhada, mas também tensão e outras sensações, consequência de estímulos, a que eles são muito sensíveis. Na verdade, os bebés têm choros diferentes, de acordo com o fundamento que lhe dá origem.

No que se refere à limpeza da pele do bebé, não há que entrar em exageros, pelo que um banho seguido de uma loção hidratante é suficiente. Usar desmedidamente toalhetes de cada vez que se tira a fralda é um contra-senso, dado que, além da sujidade, podem remover, igualmente, a camada superficial da pele. Se a fralda estiver apenas molhada e não se constatar irritação deve prescindir-se de cremes e pastas, para evitar o favorecimento de uma sensibilização excessiva. No que concerne ao famoso pó de talco, entrou em desuso, pois as suas partículas são passíveis de ser inaladas pelo bebé.

Retirar a fralda antes dos dois anos é precoce. O controlo do esfíncter antes desta idade é susceptível de trazer problemas.

A tosse é um sintoma que, geralmente, se tenta combater. Isto está errado. Tossir é um meio de o organismo eliminar secreções e melhorar a respiração. Sobretudo nos primeiros anos de vida, os inibidores são totalmente desaconselhados. Não obstante, perante circunstâncias específicas, a medicação química, de que hoje se abusa, pode ser substituída por remédios caseiros, como o xarope de cenoura e os preparados com mel.

O excesso de brinquedos é pernicioso. De facto, as crianças precisam de estimular a imaginação e, para tal, não podem ter muitos brinquedos, a fim de explorarem ao máximo os que têm, descobrindo-lhes novas funcionalidades. Aconselha-se aos pais que guardem os presentes e que os vão distribuindo pouco a pouco.

Visto que está provado que a socialização só se inicia aos três anos, os pediatras recomendam, sempre que possível, os cuidados dos avós até essa idade, salientando os ganhos de afecto como principal razão.



Maria Bijóias

Título: Cuide do seu bébe

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

659 

Comentários - Cuide do seu bébe

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios