Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Pratique pilates durante a gravidez

Pratique pilates durante a gravidez

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Pratique pilates durante a gravidez

A atividade física durante a gestação, desde que moderada e não contraindicada (cada caso é um caso), aporta vários benefícios para a saúde e o bem-estar da mãe e do bebé. Naturalmente que não se deve optar por desportos violentos ou com maiores probabilidades de embate ou queda (porque a grávida, embora os escolha, não os pratica sozinha e tem de levar em linha de conta a fragilidade do pequeno ser que carrega dentro de si), mas modalidades com pouco impacto ajudam a ter uma gravidez sadia e tranquila.

O pilates é um programa de exercícios físicos passível de proporcionar maior conforto à gravidez e ao parto, tendo como principais enfoques a estabilidade da postura e do assoalho pélvico e o fortalecimento e alongamento suave dos músculos, aumentando a disposição corporal das futuras mamãs. De facto, a gestação induz a alterações que vão muito para além das hormonais e das emocionais; também a musculatura, as articulações e a coluna vertebral são grandemente afetadas, com progressão equiparada à evolução do processo gestativo.

O método pilates é ideal para as gestantes, uma vez que tem como base de trabalho a respiração, que otimiza a execução dos movimentos e estimula a conexão dos músculos de sustentação da coluna, do abdómen e do assoalho pélvico, cuja ativação simultânea promove: uma capacidade superior de contração e de relaxamento muscular no decurso de um parto normal (útil para o momento da expulsão do bebé); acautela a incontinência urinária e as luxações e instabilidade dos ossos da pelve; evita a separação das fibras dos músculos abdominais (com consequente proteção e estabilização da coluna vertebral); incrementa a circulação sanguínea na região pélvica e aperfeiçoa o suporte dos respetivos órgãos; fautoriza uma recuperação pós-parto mais rápida; atenua a fadiga e a falta de ar; combate o aparecimento de varizes e minimiza os riscos de perda de massa óssea. De salientar ainda que a respiração que se aprende e treina contribui para a redução do stress da grávida, a ativação da circulação do sangue e uma mais perfeita oxigenação do feto.

No decorrer de uma sessão completa de pilates há exercícios de relaxamento e de perceção corporal (preparando o grande acontecimento do parto e estreitando a relação da futura mãe com a criança), de equilíbrio, de alongamento corporal, de fortalecimento da musculatura geral do corpo, de pés, pernas e tornozelos (que subsidiam a redução de edemas e cãibras), entre outros. No que se refere aos trabalhos de robustecimento dos membros superiores, as vantagens far-se-ão sentir, de igual modo, quando a mulher amamentar e andar com o bebé ao colo, com mensurável diminuição da contração dos músculos do pescoço e da zona cervical. Na verdade, um corpo mantido forte e flexível nos nove meses de gravidez mais rapidamente poderá voltar às rotinas diárias.

À partida, não haverá contra-indicações para a prática de pilates durante a gravidez, mas esta modalidade não é recomendada a gestantes com descolamento prematuro da placenta, sangramento vaginal persistente, pré-eclâmpsia, patologia cardíaca grave, hipertensão decorrente da gravidez e atraso do crescimento intra-uterino. Seja como for, é sempre fundamental consultar-se o médico e esperar pelo término do primeiro trimestre de gestação para iniciar as aulas de pilates (porque a partir desta altura o risco de aborto espontâneo é menor).

Uma premissa essencial é ter consciência do próprio corpo e parar quando se sentir cansaço, tensão ou dispneia. Outra, não menos relevante, diz respeito ao aumento de necessidade de água durante a gravidez, sobretudo quando se faz exercício. Hidrate-se!


Maria Bijóias

Título: Pratique pilates durante a gravidez

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

698 

Imagem por: jo-h

Comentários - Pratique pilates durante a gravidez

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: jo-h

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios