Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Pratique pilates durante a gravidez

Pratique pilates durante a gravidez

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Pratique pilates durante a gravidez

A atividade física durante a gestação, desde que moderada e não contraindicada (cada caso é um caso), aporta vários benefícios para a saúde e o bem-estar da mãe e do bebé. Naturalmente que não se deve optar por desportos violentos ou com maiores probabilidades de embate ou queda (porque a grávida, embora os escolha, não os pratica sozinha e tem de levar em linha de conta a fragilidade do pequeno ser que carrega dentro de si), mas modalidades com pouco impacto ajudam a ter uma gravidez sadia e tranquila.

O pilates é um programa de exercícios físicos passível de proporcionar maior conforto à gravidez e ao parto, tendo como principais enfoques a estabilidade da postura e do assoalho pélvico e o fortalecimento e alongamento suave dos músculos, aumentando a disposição corporal das futuras mamãs. De facto, a gestação induz a alterações que vão muito para além das hormonais e das emocionais; também a musculatura, as articulações e a coluna vertebral são grandemente afetadas, com progressão equiparada à evolução do processo gestativo.

O método pilates é ideal para as gestantes, uma vez que tem como base de trabalho a respiração, que otimiza a execução dos movimentos e estimula a conexão dos músculos de sustentação da coluna, do abdómen e do assoalho pélvico, cuja ativação simultânea promove: uma capacidade superior de contração e de relaxamento muscular no decurso de um parto normal (útil para o momento da expulsão do bebé); acautela a incontinência urinária e as luxações e instabilidade dos ossos da pelve; evita a separação das fibras dos músculos abdominais (com consequente proteção e estabilização da coluna vertebral); incrementa a circulação sanguínea na região pélvica e aperfeiçoa o suporte dos respetivos órgãos; fautoriza uma recuperação pós-parto mais rápida; atenua a fadiga e a falta de ar; combate o aparecimento de varizes e minimiza os riscos de perda de massa óssea. De salientar ainda que a respiração que se aprende e treina contribui para a redução do stress da grávida, a ativação da circulação do sangue e uma mais perfeita oxigenação do feto.

No decorrer de uma sessão completa de pilates há exercícios de relaxamento e de perceção corporal (preparando o grande acontecimento do parto e estreitando a relação da futura mãe com a criança), de equilíbrio, de alongamento corporal, de fortalecimento da musculatura geral do corpo, de pés, pernas e tornozelos (que subsidiam a redução de edemas e cãibras), entre outros. No que se refere aos trabalhos de robustecimento dos membros superiores, as vantagens far-se-ão sentir, de igual modo, quando a mulher amamentar e andar com o bebé ao colo, com mensurável diminuição da contração dos músculos do pescoço e da zona cervical. Na verdade, um corpo mantido forte e flexível nos nove meses de gravidez mais rapidamente poderá voltar às rotinas diárias.

À partida, não haverá contra-indicações para a prática de pilates durante a gravidez, mas esta modalidade não é recomendada a gestantes com descolamento prematuro da placenta, sangramento vaginal persistente, pré-eclâmpsia, patologia cardíaca grave, hipertensão decorrente da gravidez e atraso do crescimento intra-uterino. Seja como for, é sempre fundamental consultar-se o médico e esperar pelo término do primeiro trimestre de gestação para iniciar as aulas de pilates (porque a partir desta altura o risco de aborto espontâneo é menor).

Uma premissa essencial é ter consciência do próprio corpo e parar quando se sentir cansaço, tensão ou dispneia. Outra, não menos relevante, diz respeito ao aumento de necessidade de água durante a gravidez, sobretudo quando se faz exercício. Hidrate-se!


Maria Bijóias

Título: Pratique pilates durante a gravidez

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

698 

Imagem por: jo-h

Comentários - Pratique pilates durante a gravidez

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: jo-h

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios