Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > Os filmes do Rocky Balboa

Os filmes do Rocky Balboa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
Visitas: 2
Comentários: 8
Os filmes do Rocky Balboa

Todos crescemos a ver filmes de ação. Os bons ganhavam sempre e os maus e terríveis, eram abatidos a tiro ou em grandes explosões. No meio de toda esta ação, os tiros de pistolas e metralhadoras dominavam as grandes cenas dos filmes e os efeitos especiais eram dignos de comentários face a tanta explosão.

No meio de todas estas guerras, tiros e lutas, apareceu um herói que resolvia o assunto com os punhos. De famílias humildes, o personagem principal mostrava uma grande simplicidade de gostos e desejos, e chega mesmo a apaixonar-se por uma mulher simplória e de beleza disfarçada.

O primeiro filme de Rocky Balboa, aparece nos anos 70, fruto de uns manuscritos do ator Sylvester Stallone. A ideia estava lançada e com um orçamento muito baixo, o sucesso foi conseguido. De uma forma extraordinária e única no mundo, uma produção de baixo custo alcançou um sucesso extraordinário. Campeão de bilheteiras, o filme Rocky mostra-nos a vitória de um pugilista amador e humilde que acredita e luta em todos os sentidos pelo seu sonho.

Depois da primeira grande luta ganha por Sylvester Stallone, seguiram-se outras tantas. No filme Rocky IV, o ator contra-cena com um soviético alto e musculado de nome Ivan Drago. Neste filme, cuja banda sonora fez história (“the eye of the tyger” - Surviver) surgiram aplausos no fim da luta que parecia tantas vezes desigual. Rocky Balboa levava o público ao rubro.

O capitalismo internacional estava no enredo, quando o pugilista de origem Italiana, aceita ir lutar à pátria do seu adversário. Enquanto o Soviético treinava com maquinaria pesada e desenvolvida, Rocky treinava com a mesma força e humildade de tempos antigos. Lutou e ganhou.

Se ao fim de cinco filmes de Stallone, o víamos permanentemente a ganhar depois de intensos treinos e duros combates, o mesmo não aconteceu no sexto filme. O título porá ser dito de forma muito característica – simplesmente “Rocky Balboa”. Neste filme, Stallone encontra-se em fase de acalmia do género reforma. Está viúvo e apesar de ser um homem honesto e de nome limpo, o filho, estudante na grande cidade, sente vergonha do pai.

Na mesma altura, um pugilista pouco popular devido ao seu comportamento pouco próprio dentro do ringue, desafia-o para um derradeiro combate.

Mais uma vez e com a determinação de outros tempos, Rocky luta até ao fim. Apesar da derrota dentro do ringue, Rocky sai vencedor pelo carisma tão próprio e pelo carácter que sempre o acompanhou. Rocky Balboa ficou na história dentro e fora da tela.


Carla Horta

Título: Os filmes do Rocky Balboa

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

771 

Imagem por: Phim Ảnh

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-04-2014 às 04:25:45

    Rocky Balboa é um dos filmes que mais assistia quando criança e adolescente. Hoje vemos como o tempo passa e eu continuo admirando-o! Muito bom!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãodayane

    02-04-2013 às 13:46:44

    oi sou sua melhor fã quero te ver

    ¬ Responder
  • Mateus M. Souza

    25-09-2012 às 21:41:17

    Ola! achei muito legal, nunca assisti esse filme mas sempre tive vontade, me parece um grande clássico do cinema, com essas novas informações sobre o filme estou com muita vontade de assistir e vou procurar pelo filme.
    o texto esta bem feito e bem explicado e também interessante de se ler gostei de mais !
    aproposito poderia escrever sobre o Senhor Dos Anéis? é um ótimo filme de RPG e também um clássico se pudesse escrever sobre ele ficaria feliz e leria o texto com muita alegria !! Tchau

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTristão

    24-07-2012 às 09:54:56

    Joaquim, eu também ia a essas matinés. Eram divertidas e juntar os amigos todos lá da rua era uma aventura.
    Os filmes do Rocky ficaram na história.
    Sabiam que a grande bandeira que aparece por trás do ringue no 1º filme do Rocky, veio enganada depois da encomenda? Experimentem assistir mais uma vez ao filme e vão ver que conseguem apanhar umas quantas coisas que o baixo orçamento impedia que fossem melhores. O próprio Stallone passou as passas do Algarve para poder fazer o filme.
    Valeu a pena o sacrifício e a devoção dos atores e do produtor / realizador. Os filmes foram campeões de vendas e os cinemas enchiam-se para ver o famoso Rocky Balboa.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJoaquim

    23-07-2012 às 11:43:30

    Existiam alguns filmes como estes do Rocky, quando eu era mais miúdo, mas estes foram sem duvida as histórias que nos faziam vibrar. Eu ia assisti-los nas matinés de Domingo à tarde com os meus amigos e saiamos de lá a querer também nós dar uns quantos socos (acabávamos por dá-los no ar, claro) e acerta no inimigo.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPaulo

    23-07-2012 às 11:42:46

    De todos os filmes, o que mais gostei foi o último de todos. Aquele em que o Rocky Balboa já está mais maduro e onde se nota o caminhar para uma fase muito, muito adulta. A forma como o filho se envergonha dele (sem motivos, claro está, ou não fosse isto um filme de Hollywood), mas a volta que mais uma vez vemos o Rocky a dar à vida. Tem um último combate onde perde fisicamente, mas a moral do filme está toda lá quando ele sai vitorioso de dignidade do ringue. Estes eram os filmes e as sagas que fizeram a minha adolescência.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTomás

    19-07-2012 às 12:12:02

    Achei engraçado o autor do texto dizer que no final existiam aplausos. É mesmo verdade. Eu ia sempre assistir aos filmes do Rocky (também eterno Rambo) e no final das lutas, quando era ele quem ganhava todos aplaudíamos entusiasmados. Sinceramente nos dias de hoje não sei se é falta de emoção nos filmes ou se os miúdos já não se entusiasmam tanto, mas na minha altura, os combates do Rocky eram uma verdadeira aventura. Quantas vezes é que o Rocky Balboa se levantava e voltava a cair. Era de ter o coração aos pulos. Eu lembro-me também de alguns aplausos no final dos filmes. Parece que fazia parte. Aquele em que entrava o Sovietico foi o mais giro. Até parecia que a Paz mundial dependia do combate, não era. Tenho saudades deste tipo de filmes.

    ¬ Responder
  • Oo_oramatinaAngelina machado

    15-12-2010 às 11:33:58

    Olá, bom dia! ando a procura da coleção do Rocky Balboa, sabe onde posso encontrar?

    Bgd.

    ¬ Responder

Comentários - Os filmes do Rocky Balboa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Imagem por: Phim Ảnh

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios