Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > SOS queimaduras

SOS queimaduras

Categoria: Saúde
Visitas: 114
SOS queimaduras

Quem se pode gabar de nunca ter ficado com a pele a "escaldar" por ter apanhado sol a mais? o mesmo se pode dizer que não há casa em que nunca ocorra um acidente doméstico...

Contudo há certos mitos que não passam de falsidades acerca do tratamento dos mesmos, tal como por exemplo o de aplicar manteiga numa queimadura ajuda a tratá-la, ou deve limpar-se uma ferida com água oxoigenada, ou ainda deve rebentar-se as bolhas de queimaduras.

Na realidade isto não passa de mitos, que não levam a nada. O que se deve fazer, no caso de uma queimadura solar simples é deitar água fria e, a seguir, um creme que hidrate, proteja e regenere a pele. Não se deve deitar álcool para dar frescura à pele, mas sim colocar um creme que contenha substâncias eficazes capazes de apaziguar o escaldão e hidratar a pele, acelarando o seu processo de regeneração natural.

As verdades sobre as queimaduras, feridas ou bolhas não têm nada a ver com os falsos mitos que se dizem acerca dos mesmos. É o exemplo também das feridas que não devem ser tratadas com água oxigenada, mas sim lavá-la com água da torneira ou soro fisiológico, secando levemente e depois aplicar um antisético ou um creme regenerador. E se a ferida estiver a sangrar deve limpar-se cuidadosamente com um gaze ou pano limpo humedecido com sabonete neutro, desde a ferida até aos lados, de modo a remover toda a sugidade. De seguida deve ser tapada com gase e um penso até deixar de sangrar e só em caso de sangramento abundante é que se deve ir ao hospital.

Se eventualmente a ferida provocar dores pode tomar-se um analgésico, embora se deva procurar os cuidados médicos. Se a mesma estiver quente, inchada , vermelha e com pus é sinal de que está infetada, necessitando de uma ida ao hospital.

Ainda acerca das queimaduras, antes de agir importa saber o que se deve fazer, no momento, consoante o tipo de queimadura, que é classificada em três graus.

A de primeiro grau, atinge a camada externa da pele, e fica apenas vermelha e quente, provocando ardor e dor. Neste caso o ideal é aplicar soro fisiológico na zona queimada, para arrefecer e acalmar a dor.

A de segundo grau, atinge a derme e é bastante dolorosa, além de ficar vermelha e com bolhas. Nesta deve aplicar-se também soro fisiológico e de seguida um antisético. o creme regenerador, fica para a fase de cicatrização da pele.

A de terceiro grau, atinge os tecidos profundos, destruindo-os e levando até ao choque da pessoa.

Depois de aplicar o soro e antisético sobre a zona queimada, deve envolver-se a pessoa num lencçol húmedecido com soro ou água. Esta porêm requer cuidados hospitalares urgentes.
Quando a pele fica vermelha após o sol, além da aplixcação do creme regenerador deve beber-se muita água para manter o organismo hidratado.

O creme indicado para as queimaduras é o "biafine", que hidrata, cicatriza e acelera a regeneração celular.


Pedro gil Ferreira

Título: SOS queimaduras

Autor: Pedro gil Ferreira (todos os textos)

Visitas: 114

798 

Comentários - SOS queimaduras

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios