Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Fibromialgia – A Dor de Viver Cansado!

Fibromialgia – A Dor de Viver Cansado!

Categoria: Saúde
Visitas: 20
Comentários: 10
Fibromialgia – A Dor de Viver Cansado!

Foi durante muito tempo considerada uma preguiça permanente e desculpa para quem não queria sequer levantar-se pela manhã. Acontece porém que a dor física e mental é insuportável e só quem vive de perto com esta doença consegue perceber o quanto pode destruir vidas. A fibromialgia está entre nós numa forma devastante e tantas vezes incompreendida.

Mas no que consta afinal a fibromialgia? A fibromialgia é na realidade uma doença reumática, que ao contrário da artrite reumatóide, não envolve articulações. Por outro lado a fibromialgia causa dores insuportáveis a nível de músculos, tendões e ligamentos, incapacitando os doentes de uma forma devastante. Apesar desta incapacidade, os doentes de fibromialgia não sofrem de deformações do esqueleto.

As dores começam gradualmente e são muitas vezes descritas como ardores (como os das queimaduras) picadas ou cortes. Dependendo do esforço feito ou do stress que acumulamos, as dores intensificam-se.

A sensação de cansaço é frequente pela manhã e torna-se insuportável ao inicio da tarde, a meio das actividades diárias. A falta de concentração instala-se devido às noites mal dormidas e falta de sono profundo. Consequentemente dá-se as dores de cabeça e uma maior fadiga acompanhada por dores musculares cada vez mais fortes. Não se julgue no entanto que uma sesta a meio da tarde pode fazer passar esta doença tão complicada.

São possíveis ainda dormências nas extremidades do corpo, dor torácica, zumbidos, visão turva e tonturas.

As queixas permanente e muitas vezes as faltas de apoio (esta doença é muitas vezes confundida com preguiça ou desmazelo) podem levar a depressões nervosas, ansiedades e palpitações. Naturalmente que a vida profissional é afectada, tal como muitas vezes a vida familiar e relações sociais.

Mas como diagnosticar a doença. O estado de cansaço extremo não basta. São necessários testes clínicos durante um período que pode ir até aos 3 meses. O doente terá de executar um diário onde terá de manifestar as dores que sente e em que pontos. O médico indicará os 18 pontos fulcrais do nosso organismo, e a fibromialgia é detectada por exemplo se a dor ou formigueiro for detectada em 11 dos pontos referidos.

A fibromialgia é crónica e tem naturalmente períodos de agravamento durante a vida do doente.

Ainda em estudo, não existem ainda certezas das causas, mas julga-se que influência hereditária, vida sedentária, stress ou traumas podem ser influentes.

Tal como o diagnostico, não existe ainda um tratamento específico para a fibromialgia. Uma doença silenciosa e complicada, muitas vezes incompreendida e com tanto por descobrir.


Carla Horta

Título: Fibromialgia – A Dor de Viver Cansado!

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 20

781 

Imagem por: (~+) Luis Barreto

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    15-07-2014 às 21:37:13

    Nem sabia que existia nome para quem tem dor de viver cansado...hehehe..Mas, devemos combatê-lo, sempre que possível!
    A fibromialgia é bem recente e podemos com muita vontade mudar este cenário.

    ¬ Responder
  • Maria Emília

    01-11-2013 às 14:26:32

    Eu não sei se sofro de fibro, tem muitas dores de cabeça , tonturas , vertigens, dores nos músculos dos ombros e na face , tb sofre de um problema na articulação da face mas não passa com nada por isso me leva a pensar que possa sofrer de fibro, além disso acordo cansada, durmo mal ao mínimo esforço fico de rasto com cansaço e dor nas costas...
    Sempre me apelidaram de preguiçosa...
    O que acham ? Que medico devo procurar ?

    ¬ Responder
  • rosemeri

    15-02-2013 às 21:12:58

    sofro com essa doença a mais de 4 anos ja nao to suportando mais setir dor sei qeu existe pessoa q nao acredita nessa fibrimialgia so mesmo quem tem a doeça sabe a dor q nuca passa asvezes nao cosigo pentea o cabelo as pessoas nao copriende o agente sente e muito triste so deus pod da a vitoria

    ¬ Responder
  • Raquel Eugenia de Carvalho

    04-01-2013 às 11:39:07

    Sofro desse mal há um ano e 3 meses... pensei que fosse morrer por varias vezes, e confesso que até desejei... pois são tantos os sintomas, achei que tivesse cancer terminal, ou uma infecção generalizada, pois um dia tive o meu corpo inteiro queimando igual fogo... hj tenho dias melhores, mas essa dor nunca me deixou, não sei o que é não sentir dor... mas a dor emocional da incompreensão vinda daqueles que mais esperamos nos confortar só faz piorar...se um dia alguém que realmente me ama ou amou ler isso, eu só peço que entre para o grupo de fibromialgicos, e que pesquisem muito sobre essa doença, e ajudem pelo menos uma pessoa, dando-lhe o devido respeito a essa dor que nos mata aos poucos, eu tenho fibromialgia e não sou invissivel...

    ¬ Responder
  • leila ferreira bernardelli

    17-07-2012 às 18:12:22

    Oi, tenho 32 anos e há 1 e meio fui diagnosticada com fibro,tenho dores terriveis, cançaço, vivo irritada com tantas dores, hoje está bem frio e a sensação é ainda pior.Já sai de um emprego por conta dessa doença, as vzs é muito dificil e o pior é que muita gente ainda acha que fibro é "frescura, desculpas pra não enfrentar alo na vida"!!! que dor!!!

    ¬ Responder
  • SilviaSilvia

    19-05-2012 às 13:14:14

    Sofro com fibromialgia, as dores e o cansaço só não são maires que a incompreenção. Sou bastante trabalhadora e escuto os comentários "Se doesse tanto não trabalharia tanto " eu tenho que lutar contra as dores e contra o preconceito espero vencer os dois.

    ¬ Responder
  • Rosa Maria

    21-09-2012 às 11:38:35

    eu fui diagnosticada com fibromialgia em 1988. ainda não se sabia, ou falava dela,desta dor e incomprênsão de que sou como tantas milhares de pessoas, principalmente mulheres, eu tenho 51 anos e digo de sofrimento em todos os "sentidos" fisico e a maldade do der humano inclusive da minha família! pq, a cencia que já está tão avançada não descobre uma cura para esta doença tão invisivel como dolorosa.ter 24 horas por dia dor e ainda ser chamada de tudo e mais alguma coisa é revoltante! Um bem aja para todas e muita força*

    ¬ Responder
  • M. lurdes V. SantosM. lurdes V. Santos

    17-11-2011 às 12:33:12

    Disem-me que sofro de fibromialgia, ainda não me conformei, porque rialmente sofro muito com dores e é pior no inverno. Se a medicina está tão avansada o porquê!!! de não nos ajundarem e darem mais atenção e mais ajuda? ...

    ¬ Responder
  • lubelia mirandalubelia miranda

    22-09-2010 às 23:46:19

    ola tenho 32 anos e a 3 meses foi-me diagnosticada fibromialgia tem sido muito dificil lidar com a doença mas as vezes o que me doi mais e a imcompreençao de quase todos ate mesmo de familiares

    ¬ Responder
  • robertaroberta

    12-09-2010 às 00:42:26

    Tenho uma dor que acho que só louco suporta tenho fogo nos músculos juntas e ossos e´muito doloroso ter isso oque nos consola são os filhos.E principalmente saber que há gente em pior situação.obrigado roberta

    ¬ Responder

Comentários - Fibromialgia – A Dor de Viver Cansado!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Arrendamento Jovem: Porta 65

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Arrendamento
Arrendamento Jovem: Porta 65\"Rua
Ouvia-se há uns tempos atrás – Quem casa, quer casa! Tão correcta e tão certa, esta frase mantém-se para tudo e para todos. Mas, como dizia outro alguém, os tempos e as vontades também mudaram, e hoje em dia não é só quem casa que quer casa.

Cada vez mais somos independentes e cada vez mais cedo. Sair de casa e ser independente, gerir a sua vida financeira e emocional está nos planos de muitos jovens. Sós ou acompanhados, partem então para a aventura de viver sozinhos, mesmo que seja na mesma rua onde moram os pais – sempre se janta ao cimo da rua, certo?

Com as oscilações das taxas de juro nos últimos anos, o mercado da casa própria por empréstimo bancário caiu, dando lugar ao mercado do arrendamento de imóveis. Alugam-se mais casas e aquelas que estavam desocupadas há muitos anos, ganharam vida com novos inquilinos e roupa estendida nos estendais.

Entre arrendamentos e jovens, a distância não é muita, mas entre jovens e grande poder de compra a distância é abismal. Mas então como podem os nossos jovens arrendar casa se ganham pouco e saem tarde? A resposta pode vir mesmo de cima e não é do céu.

Há uns anos o Governo Português resolveu criar um sistema que ajuda a apoia ao arrendamento jovem de forma a incentivar á independência, ao arrendamento e ao incentivo aos jovens. Chama-se a Porta 65.

Um dos objectivos é trazer vida a muitas zonas necessitadas de gente jovem e em progresso.

Após a candidatura, o Governo oferece aos jovens habilitados, uma percentagem da renda da casa o que lhes permite um desafogo muito grande.

Mas nem toda a gente se pode candidatar. Para ter direito a este subsídio, não pode candidatar-se a mais nenhum relativamente a arrendamento. Não pode ser proprietário de outro imóvel, nem ter mais nenhum contrato de arrendamento. Tem de ter mais de 18 anos e pode usufruir até aos 30. Acima de tudo é obrigado a ter um contrato de arrendamento legal, com imposto de selo da Repartição de Finanças pago e o imóvel não pode ser de nenhum familiar directo.

Estes são apenas alguns requisitos (existem mais uns quantos) exigidos aquando a candidatura. Os documentos podem ser apresentados via internet e depois é esperar pela resposta.

Apesar deste apoio ser importante e fundamental para muitos jovens, a verdade é que é muitas vezes complicado. Arrende sem contar com isto, mas nunca deixe de se candidatar.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Arrendamento Jovem: Porta 65

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: (~+) Luis Barreto

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 21:37:31

    Que bom saber desa forma de incentivo aos jovens em morar sós. Essa porta 65 parece ser bem interessante, a Rua Direita agradece pelas informações. Acredita-se que muita gente não sabe.

    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios