Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Saiba mais sobre o transtorno bipolar – Sintomas e tratamento

Saiba mais sobre o transtorno bipolar – Sintomas e tratamento

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Saiba mais sobre o transtorno bipolar – Sintomas e tratamento

Você sabe o que é o transtorno bipolar? Ele é uma doença caracterizada por extremas mudanças de humor de uma pessoa intercaladas com momentos de normalidade. Ou seja, acontecem oscilações normais como estados de alegria e tristeza, ou até mesmo, alterações mais bruscas como euforia e depressão. Em muitos casos, o transtorno bipolar é confundido com mudanças de humor momentâneas que podem ocorrer devido às dificuldades do cotidiano, mas que tendem a sumir quando as dificuldades são resolvidas.

Sintomas do transtorno bipolar: Seus sintomas aparecem por meio de mudanças súbitas de comportamento eufórico para depressão ou vice-versa. E, como o senso crítico e a capacidade de raciocínio do indivíduo ficam prejudicados, ele não consegue perceber essas oscilações de humor. Veja quais são os sintomas do transtorno bipolar na fase eufórica e na fase depressiva.

Sintomas na fase de euforia:
- Alegria duradoura e exagerada;
- Sensação de ter poderes especiais, grandeza e poder;
- Otimismo e autoconfiança exagerados;
- Irritabilidade e impaciência;
- Pensamentos acelerados e tagarelice;
- Distração fácil;
- Insônia;
- Agitação, inquietação física e mental;
- Aumento do desejo sexual;
- Em casos mais graves: delírios e alucinações, abuso de álcool e drogas, ideias de suicídio, desinibição exagerada e comportamentos inadequados.

Sintomas na fase de depressão:
- Irritabilidade, desespero;
- Falta de sentimentos de prazer e alegria na vida;
- Tristeza, humor melancólico, angústia ou sensação de vazio;
- Desânimo, preguiça, falta de energia física e mental, cansaço;
- Pensamentos negativos, pessimismo, ideias de culpa, fracasso;
- Sentimentos de insegurança, medo, baixa autoestima;
- Perda ou aumento de apetite ou peso;
- Insônia ou dormir demais sem se sentir descansado;
- Depressões graves, alucinações ou delírios;
- Falta de interesse, iniciativa;
- Em casos mais graves: dores ou sintomas físicos que não podem ser explicados por outras doenças, ideias suicidas.

Tratamento para transtorno bipolar – O mais indicado é fazer o uso de medicamentos e psicoterapia. Um diagnóstico que é feito por um profissional terapeuta ajuda o paciente a controlar suas mudanças súbitas de humor e alivia os sintomas.

O apoio da família neste momento também é muito importante para a pessoa que sofre com a doença. Assim, ela irá se sentir mais segura e a sensação de apoio e compreensão serão aspetos fundamentais no relacionamento familiar, o que ajuda a aumentar a possibilidade de uma vida com qualidade e produtiva.

Por fim, é válido ressaltar que muitas pessoas não conseguem percebem que possuem o transtorno bipolar. Por isso, caso repare qualquer tipo de sintoma parecido com os da doença, procure a orientação de um médico especialista. Somente este profissional poderá diagnosticar e solucionar o problema por meio de um tratamento.


Rua Direita

Título: Saiba mais sobre o transtorno bipolar – Sintomas e tratamento

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

639 

Comentários - Saiba mais sobre o transtorno bipolar – Sintomas e tratamento

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios