Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Rolos compressores, compactadores e vibradores

Rolos compressores, compactadores e vibradores

Categoria: Máquinas
Visitas: 221
Comentários: 1
Rolos compressores, compactadores e vibradores

O rolo compressor é uma máquina pesada, rebocada ou de autopropulsão, que rola sobre cilindros. Ele é utilizado como auxiliar na construção de estradas, praças, urbanizações, galerias e para a compactação de solos em geral e em locais delimitados.

O rolo liso-cilindro liso é mais usado na compactação de acabamento e em terrenos com mistura de argila e areia, onde há plasticidade média ou baixa.

O rolo pneumático consiste em vários pneus de borracha, todos com eixos individuais e acabamento liso. Utilizado em solos de granulação fina e arenosa e em acabamentos de asfalto.

Rolo pé de carneiro é um cilindro metálico com saliências que penetram no solo. Ele é ideal para solos argilosos, pois propicia um ótimo entrosamento entre as camadas compactadas.

Compactadores são máquinas movidas por um motor elétrico, a diesel ou a gasolina, que geram movimentos oscilatórios ou de percussão em uma chapa de aço em sua parte inferior. Suas utilizações são em compactação de valas, de esgoto, aterros em geral e calçamento.

O compactador de percussão, também conhecido como “sapo”, é um equipamento portátil, composto por um motor que aciona um soquete cuja sapata percussiona o solo. É usado em pequenas obras.

O compactador vibratório tem uma chapa de aço sobre a qual se apóia um mecanismo vibratório de grande potencia. Ele é manuseado por um operador através de uma grande alça. Fora as aplicações usuais de um compactador, ela também permite vibrar pisos de concreto.

O rolo compactador vibratório é um rolo autopropelido parecido com um rolo compressor, mas em dimensões menores. Seu rolo vibratório pode ser carregado com água para aumentar seu peso total. Ele serve para a compactação de solos granuladores em geral.

Já o soquete é uma ferramenta composta de uma haste de madeira com peso engastado na extremidade. Normalmente consiste em ser uma lata cheia de concreto com um cabo engastado. É usada para compactar terrenos e dar-lhes consistência ao redor de postes, moirões e etc. Também é utilizado para firmar pedras lajes e nos calçamentos.

Vibrador é um mecanismo normalmente elétrico e destinado a gerar por meio de movimento excêntrico de uma peça as vibrações necessárias ao adensamento do concreto. Os vibradores são usados para vibrar o concreto e assim obter melhor adensamento e distribuição homogênea dos agregados, assegurando desta forma um concreto de boa qualidade, sem vazios ou falhas.

O vibrador de imersão é um equipamento composto por um motor, um bulbo e um mangote. No interior do bulbo gira uma peça excêntrica que produz a vibração. O vibrador de imersão é o mais utilizado. Introduz-se o bulbo no concreto que acabou de ser lançado, para obter o adensamento em vigas, lajes e pilares.


Fabiane Martello

Título: Rolos compressores, compactadores e vibradores

Autor: Fabiane Martello (todos os textos)

Visitas: 221

784 

Imagem por: JoshuaDavisPhotography. COM

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • ROSEROSE

    24-06-2010 às 17:45:07

    OLÁ. SOU ESTUDANTE DE EDIFIÇÕES E SEU TEMA ME AJUDOU MUITO NO MEU TRABALHO...
    OBRIGADA

    ¬ Responder

Comentários - Rolos compressores, compactadores e vibradores

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios