Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Técnicas de primeiros socorros

Técnicas de primeiros socorros

Categoria: Saúde
Comentários: 1
Técnicas de primeiros socorros

Apesar de haver indícios de que a sociedade está cada vez mais egoísta e egocêntrica, continuo a acreditar que tal não é verdade e ainda vamos a tempo de inverter a tendência e lutar pelo bem comum. Não entrando em questões sociais, políticas ou económicas, quero apenas alertar os leitores para a necessidade de saber executar técnicas de primeiros socorros. Na verdade, nunca se sabe quando tais conhecimentos terão de ser postos em prática, para auxiliar um familiar, amigo ou mesmo um desconhecido. De salientar que as dicas que aqui deixo devem ser aprofundadas e renovadas. São questões de saúde que estão sempre a sofrer alterações e actualizações, pelo que procure estar informado das últimas regras. Sinceramente, espero que estas curtas linhas deixem um “bichinho” de querer saber mais e procurar formação adequada e creditada sobre estes assuntos.

Quando se deparar com uma vítima, comece por verificar o seu estado de consciência. A pessoa não tem de estar necessariamente deitada no chão, podendo encontrar-se em qualquer posição.
- Comece por abanar suavemente a vítima pelos ombros, enquanto lhe pergunta em voz alta “está-me a ouvir” ou “aperte a minha mão”, aguardando uma resposta da sua parte.

- Se a vítima reagir ao seu contacto, coloque-a numa posição confortável e se necessário transporte-a até ao hospital.

- Se a vítima não responder, verifique se está a respirar. Em caso afirmativo, coloque-a em posição lateral de segurança - ajoelhe-se ao lado da vítima e levante-lhe a perna mais próxima de si, de modo a fazer um ângulo recto. Nunca largando a perna, coloque o braço da vítima que está mais longe de si, num ângulo recto com o tronco. O braço mais próximo de si deve ser colocado sobre o peito da vítima. Segure a vítima no ombro e por baixo da perna que esteve sempre a segurar e volte-a, de forma a ficar de costas para si. Mantenha a perna em ângulo recto e coloque-a de modo a impedir que a vítima role para a frente. Por fim, cruze o braço sobre o braço que está no chão.

- Chame uma ambulância.

Se a vítima não ventilar, terá de verificar se há algum objecto a obstruir as vias aéreas e possivelmente executar técnicas de reanimação cardiopulmonar. Este tipo de técnicas não se aprendem por um livro ou num simples texto informativo como este. Apenas num curso de Suporte Básico de Vida vai conseguir aprender e treinar estas técnicas.

Se se deparar com uma vítima que não respira e não tem preparação para a auxiliar, chame imediatamente uma ambulância e não abandone a vítima.



Cláudia Bandeira

Título: Técnicas de primeiros socorros

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 0

711 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 15:53:25

    O tema do seu texto é algo em que penso frequentemente. Isto porque considero necessário que se implemente das escolas, a partir do ensino primário, cursos básicos e obrigatórios de primeiros socorros. Se as crianças forem desde cedo familiarizadas com estes procedimentos e com a eventualidade de os virem a ter de utilizar, mais naturalmente reagirão face a uma situação de emergência envolvendo tanto conhecidos como desconhecidos. Estou certa de que tal empreendimento salvaria vidas.

    ¬ Responder

Comentários - Técnicas de primeiros socorros

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios