Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Sociedade Presa Ao Trabalho

Sociedade Presa Ao Trabalho

Categoria: Outros
Sociedade Presa Ao Trabalho

Em nosso modelo de sociedade atual, o trabalho é considerado por muitas pessoas a principal razão de existência. As crianças desde cedo são estimuladas a pensar sobre o seu futuro profissional.

Algumas escolas, ainda na etapa do ensino fundamental, inserem disciplinas e conteúdos relacionados ao tema do empreendedorismo e línguas estrangeiras aclamando a necessidade de se preparar bons candidatos para ingressar no mercado de trabalho.

Durante o ensino médio, é comum a realização de “aulões” e simulados destinados a preparar muito bem os alunos para o vestibular, para que o ingresso no ensino superior seja o melhor possível.

Por detrás de todas essas estratégias, é inerente a preocupação em fazer com que crianças, adolescentes e jovens tenham êxito em sua carreira profissional.

Que encontrem um posto de trabalho que ofereça boa remuneração e, ainda, a expectativa é que o ofício lhe traga realização pessoal e prestígio.

Na fase adulta, a profissão é algo que costuma ser tão importante, que o indivíduo, ao ser questionado “Quem é você?”, tende a responder, “Me chamo Maria, sou arquiteta” ou ainda, “Sou Promotor de Justiça, meu nome é Marcos Roberto”.

Quer dizer, muito além de constituir uma forma de vender a força de trabalho ou de explorá-la, o trabalho da pessoa traz consigo um sentido de identidade, que para alguns, pode ser uma forma de status, reconhecimento e aceitação, isto é, extrapola o simples entendimento de ser uma maneira de se ganhar dinheiro.

Neste cenário, a preocupação e as reflexões em torno do tema trabalho são comuns e fazem parte do nosso aparato cultural.

Na contramão desse processo, somos pouco estimulados a meditar e ponderar a questão do lazer em nossas vidas. Não é intenção, de modo nenhum, negar a relevância de se planejar e de se organizar para ter um bom emprego, nem tampouco, deslegitimar o papel que cumpre o trabalho na sociedade capitalista que vivemos.

Na atualidade, o que parece bastante necessário é amadurecer e clarear as ideias que permeiam o tema do lazer. É um assunto que sempre parece menos importante, que costuma ser relegado a segundo plano na vida cotidiana, na visão de alguns, um “capricho” para quem pode.

Este modo de enxergar o lazer está carregado de preconceitos e distorções e escondem o legítimo do conceito. Por isso, vemos uma sociedade tão presa ao trabalho e a ideias tão erradas.


Kizua Urias

Título: Sociedade Presa Ao Trabalho

Autor: Kizua Urias (todos os textos)

Visitas: 0

387 

Comentários - Sociedade Presa Ao Trabalho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios