Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > World Trade Center: o memorial que lhe faz jus!

World Trade Center: o memorial que lhe faz jus!

Categoria: Outros
Comentários: 4
World Trade Center: o memorial que lhe faz jus!

11 de Setembro de 2001 é um dia que nunca sairá da memória de ninguém, principalmente dos norte-americanos, pois foi o dia em que parte do sonho americano foi destruído, quando os aviões embateram naquele que era o expoente do símbolo americano. Muitas foram as vidas perdidas em prol de uma guerra sem sentido.

Daniel Libeskind é o arquitecto que vai ter a responsabilidade da construção do complexo (memorial, prédios comerciais e museu) que ocupará o vazio que o World Trade Center deixou. Este é um projecto de grande responsabilidade, mas nada que preocupe este professor universitário, de 62 anos, descendente de polacos, habituado a ser premiado pelos seus trabalhos arquitectónicos. Tudo o que constrói é motivo de controvérsia, mas isto é algo que não o aborrece, aliás dá-lhe ainda mais vontade de seguir em frente. Talvez toda a polémica que cria, tenha a ver com o facto de ser conhecido por subverter formas estabelecidas.

O Ground Zero é um projecto de grande responsabilidade, que demorou muito até ser aceite, já que lida ao mesmo tempo com várias imposições, quer a nível politico, quer a nível emocional, quer a nível das complexidades de Nova Iorque, mas também com as famílias das vítimas e com os investidores. No entanto, todas estas imposições estimulam ainda mais o trabalho do arquitecto. No entanto, até para um projecto desta complexidade, a crise está latente, já que inicialmente apenas será construído o edifício principal, sendo concluídos mais tarde, os restantes prédios comerciais. Com um estilo próprio, Libeskind, irá dar uma nova cor e um novo significado ao Ground Zero, provocando mesmo emoções sinceras, desprovidas da inércia comercial, que normalmente marca as grandes construções.

É certo que irá criar um espaço novo e único, porém com ligação à tradição, porque a compreensão do passado é para o arquitecto uma preocupação importante. Mas Libeskind tem consciência das limitações que terá: o preço, a localização, a importância e a proposta, mas são estes limites que lhe dão força criativa, já que lhe impõem uma certa tensão. Este projecto não vai ser uma reconstrução de algo, já que para o arquitecto é impossível refazer, querendo criar um fosso com o passado.

Certamente que irá ser um projecto único que fará jus às memórias deixadas. Eu já estou curiosa pelo resultado final e aposto que você também está. Afinal, mesmo que nunca tenha ido a Nova Iorque, o World Trade Center é um símbolo que faz parte das nossas memórias da cidade que cria sonhos. Criar uma nova imagem que seja tão memorável quanto a que existia não vai ser fácil, Libeskind sabe disso, mas nada teme e pelo fruto dos seus anteriores trabalhos, como por exemplo, o Museu Judaico de Berlim, será certamente mais um êxito garantido.



Catarina Guedes Duarte

Título: World Trade Center: o memorial que lhe faz jus!

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

665 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    27-07-2014 às 22:44:01

    Que seja um grande monumento e que gere um sentimento maior que o World Trade Center. Que triste foi ver aquele desastre em 2011, mas que volte com tudo para a vida dos americanos e que fique sempre boas lembranças desse lugar em nossas mentes!

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    16-09-2012 às 23:16:10

    Catarina, o seu texto está fantástico e é sempre de lembrar o dia o que o mundo mudou, mas de certa forma discordo consigo. Acho que nenhum edifício ou monumento farão jus ao que ali estava. Os edifícios eram imponentes e nunca mais se apagarão da nossa memória. Acontece chamar-nos a atenção quando vemos um filme filmado quando as torres ainda lá estavam... a falta será eterna.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoroberto

    27-05-2009 às 14:36:57

    Obrigado catarina por recordar acontecimento tão importante. Eu fui acfectado positivamente porque eu estava a trabalhar muito perto do World Trade Center e pelo pánico e danos colaterais tive de ser hospitalizado. Ai conheci a enfermeira Carry , minha actual mulher. Temos uma menina de um ano lindissima.

    World Trade Center está sempre no meu coração como marco de mudança da minha vida sentimental.

    Obrigado Catarina por sua homenagem ao World Trade Center.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSilvia

    18-05-2009 às 04:12:29

    Respeito por todos os que partiram e os que ficaram com as familias destrudaçadas pelo horrivel incidente do World Trade Center

    ¬ Responder

Comentários - World Trade Center: o memorial que lhe faz jus!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios