Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Igualdade e Motivação no local de trabalho

Igualdade e Motivação no local de trabalho

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 1
Igualdade e Motivação no local de trabalho

Para o trabalhador é mais que importante e relevante que a entidade patronal, esteja ciente e ponha em prática uma justa e correta filosofia de igualdade no local de trabalho, bem como, que respeite o direitos e segurança no local de trabalho. Estes fatores são muitas das vezes um dos grandes estímulos, que com o tempo é bem recompensado, o empregado trabalha mais satisfeito e atinge mais metas rapidamente, a clássica relação entre causa e efeito.

O resultado de uma boa prática de gestão de pessoas pode muitas vezes dar a origem a várias formas de compensação extra (isto se a pessoa tenha noção que os seus funcionários precisam volta e meia de ser lembrados do seu bom trabalho), tanto na melhora do ambiente de trabalho quanto nos prémios (bónus), aumentos salariais, como viagens surpresa. O importante é colher os benefícios ideais para sua equipe.

Cada empresa tem de fazer uma pesquisa com os funcionários e saber o mais adequado a sua realidade, pesquisas realizadas em grandes e medias empresas revelam que 98% delas dispõem de planos de saúdes, 93% oferecem benefícios de alimentação e 83% proporcionam algum tipo de assistência em medicamentos.




Se as empresas pretendem manter um quadro de pessoal minimamente comprometido, é impensável não oferecer algum tipo de incentivo extra, para além do que está na lei como o mínimo, o sistema dos benefícios flexíveis é uma outra opção posta em prática em alguns países que vem de encontro com este lema de incentivo, assim ao entrar na empresa, o empregado recebe uma verba em pontos para trocar por benefícios. Acaba por ser o funcionário a escolher aquilo, que de um pacote posto à sua disposição, escolhe aquilo que mais lhe atrai.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a formação académica, e como esta pode em muito ser um benefício para a empresa versus aos funcionários sem formação mas que através da formação personalizada podem ser moldados às necessidades específicas da empresa, trazendo esta segunda hipótese, uma mão de obra mais barata e é logo à entrada uma grande força motivacional para o funcionário recém-chegado.

Claro que é posto em causa, os valores e tempo que se perde com a formação de pessoas sem formação, ou que assim não se está a dar valor ao esforço escolar que muitas pessoas fazem para obter uma formação no ensino superior.




Porque não tentar obter, quando possível um equilíbrio entre ambas, não será esse o melhor caminho? Obtendo-se assim uma equipa de trabalho diversa e multidisciplinar, que vai a longo prazo contribuir para a aprendizagem da equipa como um todo?

Em suma, o recrutamento e uma noção de atitude motivacional por parte da identidade empregadora, deverá ser para além de humana, justa. “Quem faz a casa são os empregados”, é das frases ditas que mais se enquadra para descrever este conceito.


Rua Direita

Título: Igualdade e Motivação no local de trabalho

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

689 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJoaquim

    11-05-2012 às 14:37:25

    Realmente é verdade, estou farto de ter um patrão que não me respeita e uma patroa que me assedia constantemente.

    ¬ Responder

Comentários - Igualdade e Motivação no local de trabalho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Energias Renováveis
Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais\"Rua
Economizar energia elétrica é importante para nós e para o planeta, já que esse recurso é produzido, em sua grande maioria, através de processos caros e extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

O consumo racional e eficiente de energia elétrica depende de mudanças de hábito por parte dos consumidores (residenciais, comerciais e industriais), principalmente no que diz respeito a ações cotidianas.

Nesse texto selecionamos algumas dicas e informações de grande utilidade pra ajudá-los a programar o uso racional da energia elétrica em condomínios, empresas e em edificações comerciais.

Tome nota:

•Faça manutenção planejada e constante nas instalações elétricas, e não sobrecarregue os circuitos além do que foi especificado em projeto, ou pelo eletricista. A falta de manutenção e a sobrecarga dos circuitos podem causar curtos, aquecer a fiação e permitir que quantidade significativa de energia elétrica se perca pela rede, e ainda danifique a própria fiação.

•Troque todas as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (tubulares ou compactas), e, se possível, invista na iluminação de LED. As lâmpadas de LED consomem cerca de 80% menos de energia elétrica, quando comparadas às incandescentes e duram oito vezes mais.

•Se o ambiente é muito grande, muito largo, ou muito extenso, divida a iluminação em vários circuitos. Essa medida permite o desligamento parcial de lâmpadas em desuso ou desnecessárias.

•Em áreas de pouca circulação e de permanência transitória como corredores, sanitários, garagens, áreas de serviço e copas, é recomendável a instalação de sensores de presença, mecanismos que acionam a iluminação somente quando houver circulação de pessoas.

•Em áreas cuja iluminação natural consegue ser aproveitada, podem ser também instalados sensores de fotocélulas, dispositivos que detectam automaticamente a necessidade de acionamento da iluminação artificial quando a iluminação natural é insuficiente (á noite e em dias nublados, por exemplo).

•Mantenha as luminárias sempre limpas para que a potência das lâmpadas seja 100% aproveitada.

•Pinte as paredes internas e os tetos dos ambientes com cores claras, pois essas refletem e espalham a luz para todo o ambiente.

•Troque equipamentos elétricos velhos, motores defasados, aparelhos de ar condicionados antigos, luminárias muito gastas, por modelos mais novos, que já são projetados para consumirem menos energia elétrica, e contam com selos de garantia que os qualificam com relação à eficiência.

•Faça manutenção e limpeza constantes nos aparelhos de ar condicionado. Filtros sujos exigem maior esforço dos aparelhos (maior gasto energético) no processo de refrigeração e ainda causam grande risco à saúde.

•Não deixe caixas condensadoras e resfriadoras do sistema de ar condicionados instaladas em locais onde recebam incidência solar constante. Quando recebem sol durante muito tempo esses equipamentos chegam a consumir o dobro da energia prevista, já que a utilizam primeiramente para promover o seu próprio resfriamento e só depois a refrigeração dos ambientes.

Aproveitem nossas dicas e se precisarem de mais informações, entrem em contato com um profissional capacitado.

Pesquisar mais textos:

Danília Oliveira Gonçalves

Título:Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Autor:Danília Oliveira Gonçalves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios