Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O casamento não é um mar de rosas

O casamento não é um mar de rosas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 29
Comentários: 4
O casamento não é um mar de rosas

O casamento não é um mar de rosas ao contrário do que muitos são levados a crer durante o namoro. O casamento é uma viagem muito longa e cheia de complicações com vales profundos e cumes íngremes.

Não deixe a tensão crescer
Com o passar do tempo, muitos casais perdem a paixão no seu relacionamento, mas isso não significa que isso seja natural. Isso leva a que muitas pessoas acreditem que, após a lua de mel, é natural que os casais se acostumem e entrem numa rotina o que faz com que o romance desapareça. A verdade é que os casais podem investir na sua relação e não deixar que a tensão se instale e cresça.

Quando o amor desaparece
Quando se está apaixonado, o romance e a paixão estão no auge e os recém-casados acreditam que será sempre assim para o resto das suas vidas. Mas por que não deveria ser assim? Quando deixa de haver amor no casamento, você começa a sentir-se como se estivesse com um companheiro(a) de quarto, e a aperceber-se de sentimentos pouco saudáveis, que antes não sentia. Os hábitos emocionais são negligências continuadas ao longo de vários anos - quando você deixa de ver o seu casamento com sendo a sua prioridade número um, quando você deixa de falar com seu parceiro sobre suas necessidades, quando você deixa de resolver e curar ressentimentos escondidos, e assim por diante.

Continue a amar o seu parceiro
No sentido real, o casamento não é um regime de vida, mas sim um compromisso com o seu parceiro amoroso e você terá de fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que o relacionamento continue a funcionar. O facto é que, a não ser que ambos estejam dispostos a serem participantes ativos na relação, então não há nenhuma parceria. Você pode querer fazer o trabalho sozinho(a), mas o casamento é um assunto entre duas pessoas. Se o seu parceiro não está disposto a fazê-lo funcionar, então não há necessidade de permanecer nesse relacionamento.

Sinais de alerta
Mas antes de decidir colocar um ponto final na relação, você deve fazer um último esforço para salvar o seu casamento. Há sinais de alerta que indicam que a relação está em perigo. Assim que começar a notar algum desses sinais tente inverter a situação falando com o parceiro. O diálogo é a melhor forma de resolver situações difíceis, e assim podem mudar comportamentos e fazer com que a relação se mantenha saudável.


Carlos Vieira

Título: O casamento não é um mar de rosas

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 29

799 

Imagem por: kumon

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • marlon

    17-08-2013 às 20:04:24

    para um casamento ser feliz e duradouro deve se permanecer eternos namorados ,como no namoro um conquistar e agradar ao outro ,bilhetes de amor,rosas e ate mesmo uma mudanca na rotina vale tudo para apimentar a relacao sem esquecer que o amor prescisa de paixao para se reacender felicidades

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    16-09-2012 às 22:42:59

    Qualquer casamento tem os seus problemas. Antes de mais há que identificá-los para os poder resolver. No entanto, nada como precaver-se de certas crises no casamento. mantenha sempre um dialogo constante e um respeito mutuo. mantenha a chama acesa e seja feliz.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAna

    10-02-2010 às 11:15:16

    @Santiago
    Deve tentar entender problema que pode então existir.

    ¬ Responder
  • Mecatécnica Indústria de Aparelhos de MediçãoSantiago

    11-01-2010 às 12:01:54

    estou com problemas no casamento mas nao kero acabar.
    preciso de ajuda para reactivar a minha relaçao.
    o k devo fazes

    ¬ Responder

Comentários - O casamento não é um mar de rosas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: kumon

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios