Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Como se cadastrar no Facebook

Como se cadastrar no Facebook

Categoria: Internet
Comentários: 3
Como se cadastrar no Facebook

O Facebook é uma plataforma que permite criar uma página sua que depois é utilizada para partilhar informações sobre si e encontrar amigos. Apesar do Facebook ser maioritariamente utilizado para reencontrar amigos antigos e manter um contacto mais próximo com os atuais também serve para fazer novos amigos.

Para se cadastrar deve ir ao site www.facebook.com e prestar atenção à zona do lado direito do ecrã onde vai aparecer o título ‘’Regista-te’’ abaixo desse título existem caixas de texto com as informações que são necessárias ao seu cadastro. Deve inserir em cada caixa as suas informações corretas: Nome Próprio, Sobrenome, O teu e-mail, Palavra-passe, Data de Nascimento, Sexo. De seguida, depois de todas as informações inseridas e verificadas, deves clicar com o rato no botão verde onde diz ‘’Regista-te’’.

A partir deste último passo a tua página de Facebook está criada deves agora seguir os passos seguintes para encontrares amigos. Deves preencher a restante informação sobre ti e inserir alguns pormenores da tua vida que vão ajudar o motor de busca a sugerir-te pessoas que passaram pelas mesmas escolas e pelos mesmos locais de trabalho. Desta forma, poderás, mais rapidamente, encontrar pessoas conhecidas em diferentes alturas da tua vida e adicioná-las aos teus amigos.

No primeiro passo que te apresentam podes colocar o teu e-mail e, através dos contactos que lá tens, o facebook vai apresentar-te alguns perfis de contactos teus e poderás adicionar esses amigos rapidamente.
No segundo passo deves inserir o nome da tua escola secundária, da faculdade, do empregador, da tua cidade atual e da tua naturalidade. Abaixo de cada informação que coloques tens a opção de tornar essa opção pública, isto é, todos a poderão visualizar ou definir quem queres que possa aceder a essas informações.

O Facebook, como tudo o que envolve muitas pessoas diferentes, é muito interessante mas também tem os seus inconvenientes. Não é por isso que deve deixar de se registar. Até porque cada um sabe o que faz com o seu registo e qual é o seu objectivo com as ações que pratica. Tenha alguns cuidados principalmente se o perfil for criado para crianças. Explique-lhes como tudo funciona para que o Facebook seja uma plataforma divertida e de interesse de todos.

Boas conversas!


Rua Direita

Título: Como se cadastrar no Facebook

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Carina Anjo

    04-11-2014 às 11:39:59

    Claro, Rafaela! Devemos publicar somente o que quisermos que seja público e esteja ao alcance de todos.

    ¬ Responder
  • Rafaela CoronelRafaela

    26-10-2014 às 02:33:28

    É bem fácil e simples fazer o cadastro no facebook, só o que é mais chato é preencher todas aquelas informações. Muito demorado e temos que privar algumas coisas, pois as pessoas são muito maldosas e invejosas. Muito cuidado com o que publica e coloca informações sobre sua vida.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    18-04-2014 às 23:21:51

    A Rua Direita agradece pelas explicações!

    ¬ Responder

Comentários - Como se cadastrar no Facebook

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios