Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Facebook - Identidade Virtual

Facebook - Identidade Virtual

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Internet
Comentários: 3
Facebook - Identidade Virtual

O Facebook é incontestavelmente a maior rede social alguma vez criada, isto por causa da sua popularidade, número de usuários, a fortuna que deu ao seu criador, Mark Zuckerberg e todo o conceito que faz com que muitos de nós passemos por lá algumas vezes ao longo do dia, independentemente do local onde nos encontramos.

O Facebook foi lançado por Zuckerberg a 4 de fevereiro de 2004, enquanto este estava ainda na faculdade, tendo a ajuda dos seus colegas de quarto, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz e Chris Hughes, sendo inicialmente um site restrito aos estudantes de Harvard, passando depois a estar disponível às faculdades de Bonston, Ivy League e de Stanford, e mais tarde, juntou-se a ele Sean Parker (criador do Napster) como seu conselheiro.

O Facebook é como todas as outras redes sociais? Não. Este pede-lhe logo à partida que crie o seu perfil, no qual pode para além de colocar o seu nome e fotos, pode também colocar as informações pessoais e gosto de literatura, visões politicas e religiosas. Todos os seus posts (participações), sejam estas, fotos, vídeos ou desabafos, são mostrados no seu Wall (mural), este posts podem ser públicos ou restritos apenas a pessoas da sua escolha.




Possui também o Marketplace (onde publicar classificados de forma gratuita), o Poke (toques) em que pode escolher dar um toque aos seus amigos como uma forma de dizer olá e chamar a sua atenção, no Status é onde pode escrever rápidas mensagens e dar a conhecer aos seus amigos como se sente naquele momento ou partilhar uma mensagem positiva.

Há também a seção de Eventos, em que pode convidar ou ser convidado para um qualquer evento, os aplicativos por outro lado, dizem respeito a jogos que jogue via Facebook e a barra de chat, que lhe permite conversar em tempo real com os seus amigos ou mesmo fazer vídeo chamadas entre um grupo de pessoas.

Este é sem duvida uma força da natureza criada por um jovem, agora milionário e que dificilmente terá novos concorrentes ao trono de A Melhor Rede Social, não só por já ter mais utilizadores do que qualquer outra rede mas por estar constantemente a inovar os serviços que nos oferece.

A fevereiro de 2012, o Facebook contava com mais 845 milhões de usuários ativos.


Rua Direita

Título: Facebook - Identidade Virtual

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

637 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    26-10-2014 às 02:27:08

    O uso do facebook é muito útil para quem precisa divulgar produros, serviços, informações, notícias, enfim, um campo bem expansivo para alcançar milhões de pessoas. É uma pena que a maioria dos usuários estão ali para ver besteira e se entreter com o que não agrega valor. Também passei a gostar mais do instagram e g+.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    13-09-2012 às 17:23:12

    Ao contrário de algumas pessoas, não tenho qualquer problema com o Facebook. É uma ferramenta muito útil para os movimentos sociais, como convocar ou aderir a uma manifestação, para além de que pode servir para recuperar o contacto com amigos cujo paradeiro nos era desconhecido. É ainda interessante como meio de partilhar os nossos gostos, as nossas opiniões e o nosso estado de espírito. Assim, desde que usado com moderação o Facebook não é problemático.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    11-05-2012 às 14:45:00

    Não gosto do facebook, prefiro o Goople

    ¬ Responder

Comentários - Facebook - Identidade Virtual

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios