Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Um Turismo Mesmo Rural

Um Turismo Mesmo Rural

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Visitas: 2
Comentários: 1
Um Turismo Mesmo Rural

Há uns poucos anos, assistimos a um programa de televisão, em que figuras ditas públicas, viviam numa quinta.

Num jogo de Big Brother, este programa oferecia entretenimento e tinha como objetivo, confrontar citadinos com o mundo rural.

Com situações mais ou menos caricatas, os personagens desta “história” passavam por pequenas grandes peripécias. Tarefas do quotidiano rural, deixavam nervosos quem nunca tinha planta uma semente de tomate, ou em casos mais extremos, ordenhado uma vaca para poder beber leite.

Quase como uma luta pela sobrevivência, os concorrentes viam-se obrigados a tarefas confusas para um verdadeiro citadino, e se ao final do dia, o desejo de um banho quente e descanso era grande, chocavam-se com chuveiros de pouca pressão e água fria.

Muitas foram as risadas dos telespectadores com os choques térmicos dos banhos dos concorrentes ou com os sustos causados pelos coices de uma vaca. Mas, e se o concorrente fosse você?

Não, ninguém lhe pede que participe num programa da vida real e que se permita a ser filmado dia e noite, mas se acha piada à vida rural, deixamos-lhe uma proposta aliciante.

Existe o conhecido Turismo Rural, e existe o turismo mesmo, mesmo rural.

O alojamento é caricato e tradicional, e as casas são de madeira aquecida com lareiras acesas por si. E se pensa que os troncos estão partidos ali ao lado para o aquecer, engana-se. Vai mesmo ter de pegar no machado e fazer-se à madeira.

Especialistas acompanham-no e ajudam-no nas mais variadas tarefas. Ordenhar uma vaca logo pela manhã para poder beber um saboroso copo de leite é uma tarefa diária e empolgante. Se julga fácil, experimente. É uma experiencia única e não julgue que consegue á primeira.

Planta a horta e conhecer as diferentes sementes são conhecimentos que vai adquirir e quando as provar, vai ter a certeza que o que vem diretamente da panela para o taxo é o melhor que pode comer.

Banhos de água fria são o mais comum, e a água, é muitas vezes tirada do poço.

Se é vegetariano, vai estar no céu, mas se carne é a sua preferência, vai sentir-se sensibilizado quando olhar para as galinhas e para os coelhos que estão na quinta.

Para quem nunca viveu ou conhece a vida do campo, esta experiencia é deveras alucinante e emocionante. Criar para comer e viver 15 dias no meio do campo é único e saudável. Imagine que no meio de toda a azafama que uma quinta de turismo rural, a noite vai cair e vai poder usufruir de um céu estrelado enquanto alguém toca violão e você pensa no trabalho emocionante e divertido que vai ter no dia seguinte.


Carla Horta

Título: Um Turismo Mesmo Rural

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

609 

Imagem por: Brianforbes37

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    14-06-2014 às 06:51:19

    Ainda fiz um turismo rural, mas adoraria experimentar!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Um Turismo Mesmo Rural

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Brianforbes37

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios