Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Plantas medicinais que não devem faltar em casa

Plantas medicinais que não devem faltar em casa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 6
Comentários: 5
Plantas medicinais que não devem faltar em casa

Sou grande apreciadora de chá. É uma bebida fantástica para todos os gostos e paladares, consoante a infusão escolhida. Bebo-o durante todo o ano, quente no inverno e frio no verão. Para além de me deliciar com a sua degustação, procuro tirar partido das suas propriedades medicinais.

A utilização de plantas medicinais remonta ao início da civilização. Desde sempre o homem soube valer-se os bens que a natureza lhe oferecia, utilizando-os da melhor forma.

Normalmente tenho em casa algumas plantas medicinais, previamente colhidas e secas nas melhores condições, às quais recorro para o tratamento de pequenos males, evitando o consumo despropositado de medicamentos. Deixo-vos alguns exemplos que facilmente podem adquirir e ter sempre por perto:

Erva cidreira – utilizo-o essencialmente em problemas de estômago, como má digestão ou sensação de enfartamento, sendo também eficaz como calmante;

Lúcia-Lima –pode ser utilizada para tratamentos de estados nervosos, casos de insónias, palpitações, náuseas, indigestões e úlceras;

Salsa – o seu chá é bastante eficaz para problemas de fígado e hipertensão;

Erva-de-São-João – um estudo americano indicou que a erva-de-são-joão é tão eficaz quanto os anti-depressivos comuns e melhor do que os placebos no tratamento de depressões leves a moderadas;

Camomila – utilizo-a vulgarmente para acalmar os nervos, mas também é utilizada nas dores de estômago e cólicas;

Tília – para além de acalmar problemas de estômago, é ótima no combate de bronquites e gripe;

Cebola – apesar de não ser uma planta medicinal propriamente dita, não podia deixar de referir as propriedades fantásticas das cascas exteriores da cebola. O seu chá, ao qual se pode incorporar mel e limão, tem excelentes propriedades contra a tosse seca;

Poejo – também esta planta tem ação curativa no tratamento da tosse;

Alecrim – para além de o utilizar como erva aromática, recorro a esta grande planta medicinal para pequenos males de depressão.

Aproveito também estas linhas para explicar as diferentes formas de obtenção de bebidas a partir de plantas medicinais. Lembre-se que a forma como as prepara influenciam as suas propriedades medicinais.

Infusão - A infusão é preparada regando-se as partes ativas do vegetal (folhas ou flores) com água a ferver. Este é o modo tradicional de preparar chá.

Decocção - Na decocção, geralmente coloca-se a planta em água fria, em seguida aquece-se a mesma num recipiente fechado até à ebulição, deixando ferver por alguns minutos.

Maceração - É um preparo que requer longa imersão. Coloca-se a planta em água fria, cobre-se o recipiente e deixa-se repousar num lugar fresco durante uma noite.


Cláudia Bandeira

Título: Plantas medicinais que não devem faltar em casa

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 6

763 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 15:34:33

    É muito importante e saudável ter algumas plantas medicinais em casa, ainda mais quando estamos com algum tipo de dor. Recorrer aos remédios não é uma boa saída, por isso, devemos ter essas plantas em nosso lar sempre.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Marcela

    24-03-2013 às 07:33:01

    Gostaria de saber sobre a babosa e o capim limáo

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    18-09-2012 às 10:50:18

    Olá! Muito interessante e legal as informações que você passou nesse texto, esses chás proporcionam diversos benefícios para todos nós e as receitas deveriam ser de conhecimento de todos. Eu gosto mais desses: “Erva cidreira – utilizo-o essencialmente em problemas de estômago, como má digestão ou sensação de enfartamento, sendo também eficaz como calmante;” e “Camomila – utilizo-a vulgarmente para acalmar os nervos, mas também é utilizada nas dores de estômago e cólicas;” São Ótimos!

    ¬ Responder
  • alanakarolinav.alanakarolinav.

    03-11-2010 às 22:36:34

    Ooie... este site é bom, mas poderia ter mais exemplos de Plantas Medicinais... são muitas poucas Plantas citada de exemplo... Boom, fora isso, tudo está ótimo em seu site...

    ¬ Responder
  • maria diasmaria dias

    14-03-2010 às 17:56:48

    Cláudia Bandeira, boa tarde:

    Gostei muito do seu site, muito claro, objetivo. Dá para complementar alguns já conhecidos. Parabéns. By.

    ¬ Responder

Comentários - Plantas medicinais que não devem faltar em casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios