Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Hábitos para investir na saúde

Hábitos para investir na saúde

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 1
Hábitos para investir na saúde

A saúde é sem sombra de dúvidas o melhor fundo de investimento que se pode fazer. Por isso se deve pensar nele a longo prazo, a fim de obter a sua máxima rentabilidade e qualidade de vida.
O ideal é iniciar com a atividade física, significa todos os dias ou, pelo menos três vezes por semana, totalizando um máximo de cento e cinquenta minutos.

De acordo com um estudo recente de Harvard Scool of Public Healt, em boston, prova que pouco exercício e ver muita televisão é igual a pessoas mais deprimidas. O mesmo refere que, com apenas trinta minutos de caminhadas, os homens podem baixar o risco de disfunção erétil em 41%. Por outro lado, nos séniors, a atividade física é sinónimo de equilíbrio e de redução de quedas.Em casos de pessoas especiais,como os diabéticos, ajuda a controlar os níveis de açucar, no sangue.

E, para os jovens e crianças é igualmente benéfico, porque ajuda a travar a obesidade infantil.

A alimentação deve ir de encontro ao comer bem e barato e a aposta deve incidir nas sopas e saladas, e nas carnes brancas, por serem mais saudáveis e terem menos teor de gorduras saturadas. Os peixes são ricos em ferro e vitaminas B12, bem como boas fontes de ómega 3. Deste modo devem ser incluidos de forma a aumentar a riqueza nutricional da dieta.

A gordura está associada a doenças cardiovasculares, a diabetes e infertilidade. Deve pois, reduzir-se o peso, evitando a obesidade e conhecer as estratégias anti-gordura.

O cigarro contêm mais de 4 mil químicos e quatrocentas substâancias tóxicas,devendo ser evitado o máximo. Está ainda associado a doenças crónicas e, em média, cada cigarro encurta a vida do fumador em onze minutos.

Fazer o bem, ou iniciar projetos de voluntariado, reduz ou elimina, problemas como insónia, úlceras, dores de cabeça e depressão. Conviver com os outros é bastante importante porque aumenta a estima e reduzi a ansiedade e depressão.

A quantidade de horas de sono é importante, porque o dormir mal está associado a doenças cardiovasculares, aumenta o peso e a pressão arterial.

Deve aprender-se a beber vinho, na quantidade precisa, pois está provado que o vinho tinto, protege o coração dos ataques cardíacos.

O cérebro precisa de novos estímulos para se manter em forma e, para retardar o envelhecimento deve manter-se sempre ocupado.

Os programas termais e de spas, devem deixar de ser um luxo para ser uma necessidade. Os seus benefícios são enormes, em especial o duche vichy, as massagens e as águas termais sulfurosas, úteis em doenças reumáticas e respiratórias.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Hábitos para investir na saúde

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

783 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTeresa Maria Batista Gil

    01-08-2012 às 10:24:44

    A nossa saúde é o bem mais precioso, por isso devemos investir nela, o mais possível. Além de consultas de rotina frequentes, no médico de família, devemos ter hábitos saudáveis, para a preservar.Não basta ir ao médico de vez em quando, ou fazer análises anualmente, para ter uma saúde de ferro. Cabe-nos também o papel de cuidar-mos do nosso físico como o bem mais precioso.A alimentação deve ser cuidada e rica em vitaminas e sais minerais. O excesso de alguns alimentos, os açúcares e sal refinado, contribuem para minar a saúde do corpo, causando distúrbios de toda a ordem.Com efeito, devemos comer na justa ptroporção em tudo.´Os hábitos alimentares excessivos e pesados causam transtornos a nível do aparelho digestivo, das artérias e do coração. Os abusos de gordura são altamente nocivos.Nada melhor do que fazer uma dieta saudável, acompanhada de um desporto ao ar livre ou no ginásio, para descarregar enegias negativas e acalmar das fadigas diárias. Além disso tonifica os músculos e desintoxica.Contribuir para a saúde é no fundo criar hábitos de higienização diária, evitar preocupações por antecipação, dormir cerca de sete ou oito horas por dia, evitar fumar e ambientes tóxicos e pesados.O ambiente doméstico deve ser calmo e sereno , afim de proporcionar a saúde física e mental . Deste modo, devemos criar harmonia e conforto no lar, para usufruír dos seus efeitos benéficos a todos os níveis.Investir na casa, é no fundo contribuir para uma maior conforto. assim, convêm torná-la um local de recolhimento, dotando-a de tudo o que contribua para o aumentar. A decoração, harmonia, sol e luz contribui para acalmar e relaxar.Há pessoas que gostam de investir em seguros de saúde, para melhorar a sua saúde. contudo não fazem nada para evitar que a saúde se desgaste no seu dia-a-dia. Na verdade ir ao médico muitas vezes não evita que as doenças surjam. O importante é que se tenham hábitos de vida saudáveis e sem vícios.O tabaco, por exemplo faz muito mal e mata muita gente, dos pulmões.O álcool, contribui para doenças de fígado e mentais. Os anti-depressivos, causam habituação e dependência. Logo, devem ser eliminados e substituídos por hábitos mais benéficas. A saúde agradece!

    ¬ Responder

Comentários - Hábitos para investir na saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios