Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Quem não tem um desejo

Quem não tem um desejo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 1
Quem não tem um desejo

Os desejos das grávidas permanecem, ainda hoje, um mistério para toda a comunidade científica, que apenas avança motivos hipotéticos para que tal suceda. Deficiência nutricional, carência emocional, desejo de chamar a atenção, são apenas algumas das razões apontadas para esta particularidade que apenas afeta metade das grávidas (cerca de 50% da mulheres grávidas referem ter já sentido desejo por algum alimento especial).

Popularmente, afirma-se que é o bebé que deseja esses alimentos e, consequentemente, a mãe é impelida a ingeri-los; outro mito popular refere que, caso a mãe não consuma esse alimento, o bebé pode nascer com um rosto semelhante ao do alimento que «exigiu» durante a gravidez (um tomate, por exemplo).

Os alimentos mais vezes requestados pelas grávidas incluem comidas muito doces ou muito salgadas ou condimentadas. Frutas, como ananás, morangos, manga ou coco são também alguns dos alimentos desejados. Muitas mulheres chegam, inclusivamente, a acordar durante a noite e a solicitar, sem espaço para recusa, aos seus maridos que lhes tragam o alimento pretendido. Desde que a satisfação do pedido não se transforme num pesadelo para o companheiro – pela impossibilidade de encontrar o alimento em causa – não é errado aceder-se ao mesmo, muito pelo contrário: este gesto transformar-se-á num mimo adicional para a mulher que, ao atravessar uma fase tão delicada da sua vida, agradecerá o carinho do esposo. De qualquer maneira, há que salientar que o bebé não será prejudicado se, por acaso, o alimento não chegar à mulher.

Portanto, se lhe apetecer comer iogurte com presunto, batatas com arroz, esparguete com chocolate, leite condensado à colherada ou salsichas regadas com caramelo, por que não? Poderá sempre satisfazer os seus desejos, mas tenha em atenção a regulação do seu peso e controle rigorosamente o seu nível de glicemia no sangue, bem como a tensão arterial. Estes fatores são fundamentais para que os desejos não se venham a tornar em sérios empecilhos para a sua saúde e do bebé.

Finalmente, existem grávidas cujos desejos fogem bastante do normal ou aceitável. Certas mulheres desejam, verdadeiramente, comer substâncias como gelo, carvão, pó, terra, sabão, pasta de dentes, plasticina, etc. A esta fenómeno atribui-se a designação de «pica». A pica parece ter origem em fatores culturais (uma mulher que tenha crescido no campo pode desejar, de repente, comer palha ou terra) e fisiológicos, uma vez que a anemia costuma estar associada a estes casos. O médico terá de avaliar a situação e impedir que a grávida venha a ingerir quaisquer destas substâncias – que poderiam pôr em perigo a sua própria vida.


Isabel Rodrigues

Título: Quem não tem um desejo

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Imagem por: MeaganJean

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãogilbertos

    07-05-2014 às 00:16:58

    amo mulheres gravidas...que bela foto, claro li o texto

    ¬ Responder

Comentários - Quem não tem um desejo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Eventos
Como Organizar Qualquer Tipo De Evento\"Rua
Com todas as mudanças no mundo precisamos de pessoas capacitadas e qualificadas para se organizar um evento de porte. Não mais uma pessoa que faz tudo, que quebra-galho, mas um profissional estudioso no ramo para levar um evento de grande estima que atinja seu público de forma satisfatória e abrangente.

Para estar na frente exige-se muito trabalho, esforço e dedicação extrema para que se obtenha grande sucesso não somente para quem recebe como também para a própria instituição em que se realiza o evento. Isso tem causado uma procura por esses profissionais e até tem sido reconhecido como uma profissão que será valorizada muito nesses próximos anos.

Como Organizar?

Para estar na frente de um evento é necessário muita dedicação e amor. Muitas horas planejando e com uma grande antecedência. Pois, qualquer problema que ocorra no dia, será de responsabilidade de quem está organizando.

Então, todos os cuidados devem ser levados em consideração, devemos ter ações prevenidas e tudo deve ser listado, feito e dado uma atenção especial. Diante dos que se pretende fazer em um evento seja ele cultural, religioso, comercial, precisa de alguns parâmetros para serem seguidos cuja finalização tenha muito sucesso.

Eis quais são as etapas para você compreender melhor:
1. Objetivos: você deve primeiramente traçar um objetivo daquilo que se pretende realizar. Deve ser dividido em duas partes: a geral e a específica;

2. Públicos: quem são os públicos que serão atingidos? É um grupo de mulheres, um grupo de homens? Que faixa de idade? Essas e outras perguntas devem ser feitas;

3. Estratégias: essas estratégias consistem simplesmente em como você vai atingir o seu público, o que mais irá atraí-los para que possam ir ao seu evento?

4. Recursos: os recursos tanto materiais, humanos, físicos, todos esses recursos devem ser bem estruturados e anotados;

5. Implantação: Que métodos serão usados para o evento desde o início até o término do evento? Refere-se a todos os procedimentos;

6. Acompanhamento e controle: estipular alguém que irá acompanhar todo o processo e controlar, como por exemplo, as despesas;

7. Avaliação: feita após o término do evento, ela é produzida em formato de relatório e entregue a quem organizou o evento;

8. Orçamento Previsto: este deve ser feito bem detalhado. Uma das mais importantes partes de todo o evento. Pode buscar patrocínio, parcerias com empresas para assim evitar os gastos, mas tudo deve ser anotado e controlado.

Pesquisar mais textos:

Luene Zarco

Título:Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Autor:Luene Zarco(todos os textos)

Imagem por: MeaganJean

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios