Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Arte Sacra

Arte Sacra

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 10
Comentários: 2
Arte Sacra

Todos conhecemos o nome e de certa forma identificamos os seus trejeitos. Arte Sacra! De uma beleza inconfundível, caracterizam-se pelos gestos finos e delicados e pela extraordinária harmonia e acalmia que transmitem.

Algumas peças, traduzem-se em verdadeiro monumentos de sentimentos, de dor e de fé, inspiradas na vida e passos de Jesus Cristo, outras, mais contidas e pequenas, mas de imponência idêntica, retratam Santos e discípulos seguidores e fiéis.

Arte Sacra é o nome dado à produção qualificada e destinada ao culto sagrado e obriga-se a uma elevação espiritual, sagrada.

Independentemente de existirem obras que retratem imagens com carácter religioso, estas podem não ter essência suficiente para serem consideradas Arte Sacra, sendo denominadas como Arte religiosa.

Por exemplo, um quadro, mesmo que de ordem religiosa, pode não ser o mais apropriado para que perante tal imagem se celebre uma Santa Missa.

Considerada a teologia em imagens, o artista que produz uma peça de arte tão sublime, obriga-se a uma espiritualidade suprema. Um artista na sua mais extraordinária palavra.

Com várias imposições e proibições pelo Vaticano, a Arte Sacra é uma das mais procuradas em todo o mundo, podendo ser expostas em Igrejas, Sés e monumentos históricos, mas também em casas particulares, onde a devoção e respeito se aliam ao bom gosto.

Muitas vezes noticia nos meios de comunicação social, esta Arte é procurada por seguidores compulsivos que abraçam e associam a sua fé à imagem que idolatram.

De espólios de valor incalculável, as igrejas vêm muitas vezes os seus lugares de culto violados por ladrões de Arte Sacra. Nas investigações e pesquisas feitas até hoje, relativamente aos roubos de Arte Sacra, entende-se que os assaltantes têm um perfil muito característico, ou seja, não estamos a falar de um ladrão normal.

Normalmente roubadas para serem vendidas no mercado negro, muitos são os colecionadores que se sentem tentados a comprar a beleza destas peças, mesmo sabendo a sua origem.

Desengane-se quem julga que da Arte sacra, apenas de vislumbram estátuas e imagens espiritualmente religiosas. A música e as joias, também podem fazer parte destas obras tão peculiares.

Detentoras de uma beleza profunda e límpida, de inegável pureza, os colecionadores destas obras, mostram-nas com cuidado mas com uma enorme vaidade. Em altares próprios para a devoção necessária, ou se em casas mais pequenos, o lugar de destaque é sempre imponente e sagrado.

Só para apreciadores e amantes, pois os custos são elevadíssimos, e muitas vezes incalculáveis.


Carla Horta

Título: Arte Sacra

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 10

779 

Imagem por: dweekly

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • amanda

    28-09-2012 às 16:15:34

    quem compra obras sacras ?? tenho uma para vende- lá mais é um crucifixo , e dentro tem reliquias de Santos dentro do crusifixo em miniaturas , é um crusifixo muito antigo , esse crusifixo tem 4,1 cm ...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    09-09-2012 às 18:56:37

    A arte sacra é uma arte muito bonita, ainda mais para quem é crente. Deslumbra-se o poder da Igreja através desta. Cheia de riqueza, como pedras preciosas incrustadas em crucifixos, castiçais, custódias, entre outros elementos do serviço religioso. No Mosteiro São Vicente de Fora podemos ver uma exposição de bens usados por figuras importantes da Igreja, o que chega a ser muito interessante mesmo para quem não é crente. O seu texto está agradável.

    ¬ Responder

Comentários - Arte Sacra

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Imagem por: dweekly

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios