Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Arte e ciência – que relação?

Arte e ciência – que relação?

Categoria: Arte
Visitas: 527
Comentários: 4
Arte e ciência – que relação?

A arte, definida pela nossa língua ancestral, o Latim, como «ars» (técnica ou habilidade), define todas as manifestações de natureza estética que são produzidas por funcionários muito especiais, os artistas. E por que razão são eles tão únicos, tão singulares? Precisamente porque são os trabalhadores da emoção, das ideias, são os que conseguem exportá-las de si e impregná-las no receptor, no espectador, no apreciador. A ciência, por seu lado, surge-nos como um conceito estreitamente relacionado com investigação, com a conquista do conhecimento, com o domínio esmagador da razão sobre a emoção.

Todavia, dois conceitos aparentemente tão antagónicos e distantes poderão, efectivamente, andar de mãos dadas. E como? Através, por exemplo, da organização de exposições científicas em que a arte tenha também um papel preponderante a desempenhar, nem que seja na disposição e organização dos espaços, na combinação das luzes ou na colocação de música que, por algum motivo, se associe ao tema científico exposto e tratado. Poder-se-ão também propor intercâmbios de ordem financeira e publicitária (como já foi sugerido pelo físico Brian Schwartz): os artistas conquistam mais público, mas carecem de fontes de financiamento; os cientistas deparam-se com maiores dificuldades em chegar ao público, mas, por outro lado, obtêm incentivos pecuniários com muito maior facilidade. Uma relação de mútuo auxílio é, portanto, também possível. Organizem-se exposições, sessões de esclarecimento científicas, debates em torno de problemáticas científicas, todos eles coadjuvados pelo irresistível apelo da arte, que poderá estar presente através de exposições simultâneas, passivas ou não.

Pensemos agora no aspecto educativo desta relação simbiótica. É sabido, em termos de senso comum, que as crianças, enquanto tais, apreciam experiências científicas, mas que, ao crescerem e se tornarem em adolescentes, acabam por se desinteressar do tema, talvez pela sua complexidade se ir adensando. Ora, a intervenção da arte é, nesta fase, providencial. As cores, sons, texturas, aromas e sabores de várias experiências científicas, tratados de uma forma artística, ou seja, esteticamente apelativa aos sentidos, funcionará como alavanca para o mundo da ciência para o adolescente demasiado absorvido pelas facilidades da tecnologia – que mais não é do que «ciência digerida».

Conclua-se, pois, que a arte atrai um público possivelmente diverso daquele que irá assistir a uma palestra científica. Conjuguem-se ambos os gostos, ambos os interesses, ambas as formas de ver e estar na vida e consiga-se uma maior e mais vasta audiência, tanto para as exposições de índole científica, como para as outras, de pendor artístico. O público ficará surpreendido e tenderá a aderir ao conceito com prazer, permitindo que a torrente de conhecimento o invada de forma indelével, até porque os opostos se atraem e a arte e a ciência são, definitivamente, opostos que, atraindo-se, augura-se que se dêem às mil maravilhas.

Isabel Rodrigues

Título: Arte e ciência – que relação?

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 527

777 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Arus Wood Conceptsbrunelly

    10-05-2011 às 14:30:18

    eu como estudante concordo prenamente com está resposta

    ¬ Responder
  • mdhgytsmdhgyts

    19-04-2011 às 19:04:51

    jjjçkntertdhijihh

    ¬ Responder
  • mataburrosmataburros

    30-05-2012 às 14:21:29

    burro do caralho

    ¬ Responder
  • Regina Maris Barbosa de SiqueiraRegina Maris Barbosa de Siqueira

    29-08-2009 às 02:33:11

    Gostei muito, concordo plenamente com o texto sobre Relaçao Arte-Ciência. Tenho formação em Artes Visuais e acho que a Arte sobre todas suas formas de expressão deve ser valorizada, incentivada cada vez mais nas escolas, interligada as ciências p/ benificio maior de todos.

    ¬ Responder

Comentários - Arte e ciência – que relação?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como consertar seu fone de ouvido

Ler próximo texto...

Tema: Electrodomésticos
Saiba como consertar seu fone de ouvido\"Rua
É quase certo que, se não forem todas as pessoas, boa parte delas já tiveram problemas com os fones de ouvido e trocaram-nos, pelo menos uma vez na vida. Há casos que são necessárias várias trocas. Por ser um dispositivo sensível e pequeno, um manuseio incorreto ou peças de má qualidade, interfere na vida útil dos fones de ouvido. Seja um chiado, mau contato no cabo ou um lado que parou de funcionar, quase sempre ocorre.
Isso acaba gerando um gasto, às vezes não planejado. O custo é bem pequeno, porém, se for somado todos os fones já adquiridos, pode ser um valor razoável. A manutenção não é tão cara, mas exige um pouco de dedicação. Se você já não aguenta mais comprar essas pequenas peças que estragam o tempo todo, aprenda como arrumar o seu e livre-se desse problema.

Materiais necessários
Esse artigo irá tratar de três tipos possíveis de manutenção: troca do pino, conserto de mau contato e o reparo dos cabos conectados aos fones. Segue a lista de equipamentos necessários:
- Alicate de bico ou corte com área específica para cortar;
- Estilete;
- Lixa;
- Ferro de solda;
- Estanho para solda;
- Conector P2 estéreo e Fita isolante.




Conector do fone de ouvido: Troca
1 - Com o alicate, corte o cabo onde está o conector;
Nessa etapa, não corte muito próximo ao conector porque o mau contato pode estar na parte flexível do cabo. Também não corte tão longe para não diminuir muito o tamanho.
2 - Com bastante cuidado, utilize o estilete para desencapar o cabo;
Se você aplicar muita força nesse passo, pode danificar os fios ou até se machucar.
3 - Dois fios, correspondente aos fones, estarão visíveis. Peque-os e, com cuidado, tire a capa deles com o estilete;
Existem alguns modelos de fones que não tem capa protetora, apresentando três ou quatro fios. Caso seja o seu caso, veja o passo a seguir.
4 - Utilize a lixa para remover a proteção dos cabos encapados;
5 - Ligue o ferro de solda à tomada;
6 - Passe os fios pela capa do novo conector;
7 - Caso seu fone possua dois fios-terra, torça os dois juntos;
8 - Com o estanho e o ferro de solda, grude os cabos no conector;
Antes de realizar esse paço, verifique a ordem correta dos conectores (fone direito e esquerdo). Se você não tiver certeza, veja no outro conector a ordem correta para soldar os fios.
9 - O fio-terra deve ser soldado no buraco central do conector;
10 - Coloque a capa do conector nele e teste seu fone!

Problema de mau contato: Conserto
Agora, você aprenderá a consertar um cabo com mau contato. É recomendado trocar o cabo todo, pois não se sabe onde exatamente está o mau contato e se é somente naquele ponto.
1 - Com o alicate, corte o cabo próximo ao fone;
2 - Com bastante cuidado, utilize o estilete para desencapar o cabo que resta no fone;
3 - Dois fios, correspondente aos fones, estarão visíveis. Peque-os e, com cuidado, tire a capa deles com o estilete;
4 - Utilize a lixa para remover a proteção dos cabos encapados;
5 - Ligue o ferro de solda à tomada;
6 - Utilizando o estanho, solde os fios do cabo novo no que está com o fone;
7 - Com a fita isolante, encape os remendos realizados;
8 - Utiliza a fita isolante para encapar a parte remendada e teste seu fone!

Defeitos nos contatos dos alto-falantes: Arrumando
Agora, você verá como é simples realizar a manutenção nos fones. Confira os passos a seguir.
1 - Ligue o ferro de solda à tomada;
2 - Abra o fone de ouvido;
Nesse item, verifique se o fone não possui parafusos para evitar danos a ele ao abri-lo. Lembre-se de como você abriu para poder fechar depois.
3 - Apenas com o ferro de solda, aqueça onde os cabos estão conectados para derreter a solda e retirar os fios;
4 - Corte a parte dos fios que estão com mau contato;
5 - Com o estanho e o ferro de solta, grude os fios do cabo nos fones;
6 - Monte o fone de volta e teste-o!

No corpo da matéria, há um vídeo feito pela equipe do Baixaki que pode auxiliar você. Gostou das dicas? Comente!

Pesquisar mais textos:

Lucas Souza

Título:Saiba como consertar seu fone de ouvido

Autor:Lucas Souza(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    16-04-2014 às 18:40:31

    Muito valiosa todas as dicas, gostei muito e detalhou muito bem. Obrigada! Parabéns pelo texto!

    A equipa da Rua Direita

    ¬ Responder
  • Vitoria Ribeiro 12-09-2013 às 08:40:23

    Esta com dificuldade em consertar seu fone de ouvido, mesmo com as explicações acima? Consertamos para você! Temos loja física no Centro do Rio de Janeiro, recebemos e enviamos para todo o BRASIL - - 21-25071518 Vitoria Ribeiro

    ¬ Responder
  • João 08-09-2013 às 02:07:31

    Tenho um Headfone Beats Solo HD vermelho e o arco quebrou bem no lado direito no suporte dobrável do fone, Alguem sabe aonde compro esse arco? Moro em Curitiba.

    ¬ Responder
  • mariel 27-01-2016 às 20:30:21

    Conseguiu, João? Estou com o mesmo problema.

    ¬ Responder
  • André 21-07-2013 às 20:00:44

    Comprei um daqueles fones com entrada para cartao de memoria. dos modelos que encaixam na orelha, porem um dos lados foi quebrado. saberiam irformar se existe peca de reposicao, preciso apenas do encaixe da orelha, paguei R$50,00 e vou perder todoo fone por uma unica peça quebrada. MRH-8806Q NIA

    ¬ Responder
  • joaoa 19-06-2013 às 13:31:56

    tenho um skullcandy navigator, e o lado esquerdo do arco quebrou , a 'caixa' esta solta, tem como consertar??

    ¬ Responder
  • sidney 02-04-2013 às 09:18:23

    Qual o endereço da loja? Tenho um fone Philips HLS 8800 e o cabo arrebento e quero consrtalo.

    ¬ Responder
  • Vc é Plagiador 18-02-2013 às 15:19:44

    Engraçado, tu pega a matéria do Baixaki e cola aqui no site.

    ¬ Responder
  • Daniel 27-02-2013 às 12:00:11

    Copiou na cara dura!

    ¬ Responder
  • Marcelo 26-01-2013 às 08:27:20

    VC ESTA COM DIFICULDADE EM CONSERTAR SEU FONE OUVIDO, MESMO COM AS EXPLICAÇÕES ACIMA? CONSERTAMOS PARA VC! TEMOS LOJA FÍSICA NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO, RECEBEMOS E ENVIAMOS PARA TODO O BRASIL -2125071518 . BEATS BY, SONY, PHILLIPS, COBY ENTRE OUTROS

    ¬ Responder
  • Renildo 19-08-2014 às 20:58:42

    VOCE TEM COMO CONSERTAR UM ARCO DO BEATES ORIGINAL?..ELE QUEBROU BEM NO CENTRO..SE TEM COMO CONSERTAR, ME MANDE ENDEREÇO OU EMAIL PRA CONTATO...POR FAVOR..MORO EM BRASILIA..SE TIVER ASSISTENCIA TECNICA POR AQUI PRECISO TELEFONE OU ENDEREÇO..

    ¬ Responder
  • Amparo 07-09-2014 às 14:09:59

    Renildo, Vc conseguiu trocar o arco do beats? estou com o mesmo problema. Tb moro em BSB. Peço me orientar.
    Amparo

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento 17-09-2012 às 12:37:14

    Gostei do texto. Sou fã dos artigos publicados pelos autores do ruadireta.com devido à variedade de temas que posso encontrar, além de que a maioria deles são muito ricos em conteúdo, como este! Parabéns autor pela sua dedicação, saiba que as dicas que encontrei aqui poderão me ajudar muito, pois precisava mesmo saber como consertar meu Fone De Ouvido. Espero por novidades, pois sempre estou à procura de novos conhecimentos. Muito obrigada e Boa escrita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios