Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > A arte

A arte

Categoria: Arte
Visitas: 32
Comentários: 2
A arte

Quer se trate de artes marciais, gráficas, decorativas, ilusionismo, pintura, escultura, dança, artesanato, costura, representação ou qualquer outra forma de expressão, o importante é que todas elas integram o grande domínio da Arte. Quando lhe disserem: «És cá um artista…», não leve a mal. No fim de contas, saber viver também é um dom!

Infelizmente, na actualidade a arte é geralmente encarada como puro divertimento ou lazer, rodeada por falsas ideologias que atestam que os que fazem dela profissão não têm condições de sustento, ou são promíscuos e possuem uma vida inadequada, enfim, retiram-lhe por completo a nobreza e a respeitabilidade, bem como as hipóteses de um reconhecimento profissional condigno. Mesmo a nível escolar, os professores destas disciplinas são considerados como que de segunda, apenas se recorrendo a eles quando é necessário proceder à decoração da escola, por alguma ocasião festiva, ou produzir lembranças para dias especiais, como o Dia do Pai, o Dia da Mãe, o Dia da Árvore, e demais invenções do comércio.

Os jovens em idade de escolher um rumo para a vida, ainda que detentores de uma vincada característica artística e manifestando o desejo de lhe dar asas, são encorajados a optar por ocupações mais sensatas: medicina, advocacia, gestão, …, e a concretizarem o seu talento somente nos tempos livres, quando não precisarem de estar a ganhar dinheiro para comer e pagar as contas… Contudo, os mais novos conseguem ser bastante persuasivos e saber negociar constitui, igualmente, uma arte.

O espírito artístico é algo que nasce e morre com a pessoa. Mesmo ante a impossibilidade de o desenvolver convenientemente numa determinada direcção, porventura a predilecta ou mais manifesta, ele encontrará outras maneiras de se exprimir, porque não pode, de modo nenhum, ficar aprisionado. Só o acto artístico tem a dita de preencher os vazios cavados durante o amadurecimento forçado pelo intelecto!

Para desanuviar e exercitar o artista que há em si, há quem se dedique à cozinha, que é outra das artes muito apreciadas. Neste âmbito, pode dominar-se a melhor técnica de confecção, a decoração de pratos, o apuramento em entradas, a feitura de deliciosas sobremesas, a execução de maravilhosas sopas, a invenção de iguarias várias, etc… Pena é que, neste campo, a falta de queda se perceba de imediato e desemboque, muitas vezes, num esforço sobrenatural para suportar o resultado final! Digamos que se trata de uma vertente da arte que, volta e meia, cheira a esturro…



Maria Bijóias

Título: A arte

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 32

635 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    09-09-2012 às 18:10:56

    É muito importante termos uma arte na nossa vida. Eu sou historiadora de arte e adoro. Não conseguia viver sem ler livros de arte, sem ir a museus ou lugares com história e/ou arte. A arte e a literatura são duas paixões na minha vida, e não consigo compreender quem consegue viver sem uma destas. Adorei o seu texto e acho que tem toda a razão. A arte deve estar presente na vida.

    ¬ Responder
  • linda lourençolinda lourenço

    23-11-2009 às 12:23:41

    Obrigada,Maria...pelo seu texto que me tocou muito...
    desde já,convida a para visitar a minha galeria em artelinda8.blogspot.com espero que gosta.Como escreveu, sinto me presa as artes e desde pequena..Fugir a realidade é bem possível!Tantas horas, noites f de semanas,O artista é solitário em final,perde se convivo com amigos,família..e por pouco que não sou compreendido ainda pior!Pois trata se de sentimentos,emoções mas não desisto já não posso.. passaram já 8 anos de work in progresse!A vida é breve a arte é longa!beijo.
    Linda.

    ¬ Responder

Comentários - A arte

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios