Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços > Como aumentar as suas Poupanças

Como aumentar as suas Poupanças

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Serviços
Visitas: 4
Comentários: 5
Como aumentar as suas Poupanças

A actual conjuntura obriga a que as pessoas pensem um pouco mais no seu futuro e dos seus descendentes. Deste modo o ideal é economizar todos os meses um pequeno montante e rentabilizá-lo da melhor forma.

Repartir os investimentos por mercados exteriores ao euro, aumenta as possibilidades de obter ganhos.
Mesmo em quantias modestas, o pequeno investidor pode beneficiar de todas as vantagens da bolsa de valores. O importante é apostar num fundo de investimento rentável.

Apesar dos riscos. o potencial de ganhos a longo prazo é superior ao das aplicações tradicionais, tal como os depósitos a prazo.
Por outro lado têm uma relativa facilidade de subscrição e resgate, montantes reduzidos e elevado grau de diversificação.
A subscrição a longo prazo, multiplica as suas poupanças e limita os riscos inerentes.




Para eleger os melhores fundos, é necessário antes de mais um aconselhamento dos mercados junto da instituição financeira. E, ainda quais os reúnem melhor relação entre rendimento e risco.
A sua escolha tem por base os níveis de cotação, o risco, as perspectivas de crescimento económico e as taxas de juro e de câmbio.
De entre as melhores acções destacam-se as acções do Reino Unido, EUA, obrigações suecas e fundos da França, Alemanha e Suiça.

Neste momento os mercados de maior preferência são o americano, o sueco, britânico, canadiano e suíço. Depois é só encontrar dentro da categoria os fundos com maior desempenho.

A taxa de rentabilidade de acções e fundos, depende da evolução dos mercados e e da conjuntura. Para minimizar os riscos o melhor é a diversificação por vários. A escolha deve também recair nas obrigações dos países referidos anteriormente.
Para quem não gosta de investir a longo prazo, o ideal são os depósitos a prazo, que não têm riscos associados.

As taxas de juro oferecidas pelos bancos variam muito, o que permite uma maior liberdade de escolha e de rendimentos. Pode optar-se por fazer uma simulação de cada produto e só depois aplicar.

O ideal é aplicar nos depósitos dez por cento do ordenado ou dos rendimentos. Como o custo de vida subiu ultimamente há uma maior dificuldade em poupar esse valor, no entanto cabe a cada um arranjar a melhor solução,poupando na luz, água, transportes ou roupa. Há várias tarifas e preços à escolha para minimizar as contas e deixar algum de lado.

Optar por electrodomésticos que reduzem a energia, tal como as máquinas de lavar roupa, loiça e secar, aspirador e tipo de energia e respectiva tarifa, ajuda a poupar bastante.

Para quem quer investir a longo prazo, deve apostar no mínimo cinco anos, estratégia que permite evitar os riscos. estes são mais típicos dos investimentos de curto prazo.
Ao subscrever-se um conjunto de produtos recomendados, reduz-se o perigo sem limitar a rentabilidade dos mesmos. Nunca se deve aplicar mais de vinte por cento do dinheiro que possivelmente se tenha.

O lema de diversificar para sobreviver é hoje em dia muito importante,mesmo que seja pouco.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como aumentar as suas Poupanças

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 4

623 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    26-08-2014 às 00:42:16

    Não se pode gastar tudo que ganha. É preciso guardar uma parte do seu rendimento, para então usá-la quando necessitar ou quando comprar algo queira ou fazer a tão sonhada viagem. Acredito positivamente que isso é possível: aumentar as poupanças!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 23:44:52

    Antigamente, não pensava o quão vantajoso é poupar o dinheiro trazendo grandes benefícios à vida. Só fato de poupar todo mês já demonstra que a pessoa tem um propósito para o futuro e visão de crescimento, além de trabalhar a disciplina!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAlmeida

    15-05-2012 às 14:28:12

    Qual o mercado que já lhe rendeu mais dinheiro?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    14-05-2012 às 11:22:34

    Boas ideias e sugestões

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Baptista gil

    14-05-2012 às 13:47:17

    Do pouco se faz muito José

    ¬ Responder

Comentários - Como aumentar as suas Poupanças

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios