Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Cálculos matemáticos a alta velocidade

Cálculos matemáticos a alta velocidade

Categoria: Máquinas
Cálculos matemáticos a alta velocidade

O ruído das registadoras faz disparar na cabeça de quem se prepara para receber e pagar uma conta um mecanismo automático de irritação e rejeição. O “tic tic” daqueles cálculos matemáticos feitos a alta velocidade, em direcção a um temível e incógnito total provocam uma tensão nervosa, que geralmente aumenta quando se agarra o papelinho da adição.

«Será que estas máquinas só sabem somar e multiplicar, não podendo, de vez em quando, subtrair ou dividir?», indagam alguns, perplexos ante o montante a despender.

Todavia, ainda que possam não ter frequentado a escola, não saibam realizar todas as operações matemáticas e sejam inseparáveis dos “irmãos” recibo e factura, as registadoras são “civilizadas” e “educadas”, dado que tanto passam cartão a ricos como a pobres.

Além disso, quando se encontram em estabelecimentos comerciais com movimento mensurável, atribuem prioridade a grávidas e a idosos, coisa que muitos buçais não fazem.

Adicionalmente, desenvolveram com os peritos em economia e finanças uma fiel relação de amizade (ou inimizade, consoante os resultados se adeqúem ou não às expectativas…!).

Não obstante, são verdadeiras, objectivas, incansáveis e leais (pelo menos enquanto lhes for fornecida corrente ou bateria).

Paralelamente, constituem para os amigos do alheio, que as elegem como as mais apetecíveis aventuras, uma irresistível tentação. Quando ficam assim aprisionadas, nada mais resta às registadoras que dar o troco…


Rua Direita

Título: Cálculos matemáticos a alta velocidade

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

627 

Imagem por: House Of Sims

Comentários - Cálculos matemáticos a alta velocidade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: House Of Sims

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios