Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Importância do teste de gerador e UPS nas empresas

Importância do teste de gerador e UPS nas empresas

Categoria: Empresariais
Comentários: 2
Importância do teste de gerador e UPS nas empresas

Quando se tem um negócio pelo qual os clientes são as peças principais, é fundamental oferecer os melhores serviços em todos os sentidos, inclusive, com a energia elétrica. Um meio essencial para realização de atividades cotidianas e execução de tarefa. Os clientes não podem ficar na mão em nenhum momento. Apesar de que, no Brasil, os picos de energia são desastrosos e comuns. Por isso, a importância do teste de gerador e UPS torna-se mais que fundamental!!

Os sistemas eletrônicos, tais como as redes de computadores, os sistemas de gestão e os sistemas de segurança são ferramentas essenciais para garantir a continuidade dos negócios e fazer com que as organizações funcionem de forma harmoniosa e eficaz. Muito mais que isso é deixar seus clientes seguros, satisfeitos e sem acarretar prejuízos.

Na verdade, dependemos do fornecimento de energia elétrica estável para viver as nossas vidas, porém, infelizmente, as fontes de fornecimento de energia elétrica, a nível mundial não são tão confiáveis De acordo com um estudo da IBM, os computadores estão sujeitos a uma média de 128 distúrbios de alimentação por mês, significando isto, que os sistemas de computadores e os seus arquivos e aplicativos, como o e-mail, informações financeiras, documentos de trabalho, fotos, músicas e todo o tipo de registros estão em risco de falharem mais de quatro vezes por dia!

A UPS é a melhor solução

Embora existam muitos métodos menos dispendiosos que pode utilizar para conseguir obter algum grau de proteção contra problemas de energia, nenhum deles consegue isolar o seu sistema dos problemas de alimentação elétrica tão bem como uma boa unidade de alimentação ininterrupta (UPS).

A ideia por trás de uma UPS é bastante evidente a partir do seu próprio nome; além da filtragem e do reforço ou modificação da rede elétrica, circuitos especiais e baterias são usados para proteção dos equipamentos contra as quebras de energia durante uma interrupção ou queda de tensão. A estas unidades são dados diferentes nomes dependendo da sua tipologia de concepção, mas todas se encaixam na categoria geral de “unidades de reserva de energia”.

Sem a adequada proteção de energia a partir de uma UPS, a maioria das organizações deparam-se com paragens que resultam em perdas de informações, produtividades e lucros. A maneira mais fácil de proteger sistemas e objetivos críticos é investir em proteção de energia através de uma UPS.

Uma unidade de alimentação ininterrupta (UPS), também conhecida como “reserva de baterias”, fornece energia de emergência e, dependendo da tipologia, também a estabilização da alimentação elétrica aos equipamentos a esta ligados, mediante o fornecimento de energia a partir de uma fonte distinta, quando a energia do sector não está disponível.

Um gerador não substitui uma UPS porque, em caso de corte da rede de alimentação elétrica, haverá sempre um hiato entre a falha de alimentação e o arranque do gerador do seu estado de "standby". Esta interrupção no fornecimento de energia pode resultar em perdas financeiras significativas e justifica a necessidade de uma UPS.

A UPS difere de um sistema de alimentação auxiliar de emergência ou gerador, que não oferece proteção imediata à interrupção momentânea de energia, porque esta fornece energia ininterrupta aos equipamentos, tipicamente de 5-15 minutos, até que uma fonte de alimentação auxiliar seja ligada ou a rede elétrica do setor restabelecida ou os equipamentos sejam desligados em segurança.

Não se limitando à proteção de um determinado tipo de equipamentos, uma UPS é normalmente usada para proteger computadores, centros de dados, equipamentos de telecomunicações, blocos operatórios cirúrgicos ou qualquer equipamento elétrico no qual uma inesperada interrupção de energia pode causar lesões, mortes, interrupção de negócio ou perda de dados.

As UPS não só oferecem proteção contra todos os tipos de falhas no fornecimento de energia, como são também capazes de filtrar uma vasta gama de problemas encontrados nesse mesmo fornecimento de energia elétrica, proporcionando assim uma fonte de energia limpa às cargas mais sensíveis.


Rua Direita

Título: Importância do teste de gerador e UPS nas empresas

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

608 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoZé Carlos

    21-04-2014 às 01:06:52

    UPS nas empresas , brutal claro é mesmo assim a importância do teste de gerador

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    22-04-2014 às 19:25:35

    Apesar de serem caras, mas seus efeitos são recompensadores! Com certeza, a Rua Direita recomenda a todas as empresas como medida de segurança, proteção.

    ¬ Responder

Comentários - Importância do teste de gerador e UPS nas empresas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios