Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Raças de Gatos - O Abissínio

Raças de Gatos - O Abissínio

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 4
Raças de Gatos - O Abissínio

O Abissínio, um elegante gato de pelo curto, cujo nome sugere uma origem africana (a Abissínia é a atual Etiópia) tem, no entanto, a sua origem um tanto obscurecida. Uma das únicas pistas que parece indicar o seu berço original é de facto o seu nome, pois vestígios da presença desta raça, ou semelhante, nunca foram encontrados na Etiópia. Numa linha de hipótese diferente, sugere-se que possa ter uma origem Egípcia, suposição assente nas semelhanças deste felino com o gato sagrado do Egito antigo. Não obstante estas conjeturas, a mais provável é a que supõe que uma origem asiática esteja subjacente à história deste animal.

De olhos dourados, com um peso que varia entre os 4 e os 7,5kg, este gato de pelo curto e de tamanho médio que pode, face a uma primeira descrição, parecer vulgar, é pelo contrário possuidor de um porte aristocrático, parecendo-se a um pequeno puma, espécie de felino selvagem. Sendo uma das mais arcaicas raças de gatos, está espalhado de forma equitativa pelo globo, tendo-se desenvolvido inclusivamente em dois subtipos, referentes à forma da cabeça. Assim, o abissínio tipo oriental que, apesar do nome que o descreve, é tipicamente inglês, possui uma cabeça alongada, ao passo que o abissínio de tipo europeu, mais uma vez, paradoxalmente, encontrado no continente americano, possui uma cabeça com uma forma mais globular. No que diz respeito às cores de que se reveste, são de destacar o alperce, por vezes manchado de riscas pretas ou o bege revestido de riscas cinzentas. O mais comum, no entanto, é o tom alperce total, com ricas mais concentradas na zona da cabeça.

Quanto às suas características de personalidade, o abissínio diferencia-se pela sua independência, não deixando no entanto de ser meigo, exigindo a atenção dos seus amigos humanos. Por norma brincalhões e energéticos, os gatos pertencentes a esta raça necessitam de usufruir de um espaço aberto, ao ar livre ainda que cercado, onde possam correr e explorar. É, em suma, um grande companheiro, principalmente para o seu dono, a quem se encontra sempre muito ligado, devotando-lhe uma atenção maior que aos restantes humanos com quem convive.

Sofia Nunes

Título: Raças de Gatos - O Abissínio

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 4

658 

Comentários - Raças de Gatos - O Abissínio

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios