Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Hum! Que torta deliciosa de Queijo e Mortadela!

Hum! Que torta deliciosa de Queijo e Mortadela!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Comentários: 1
Hum! Que torta deliciosa de Queijo e Mortadela!

Lanches sempre são bem-vindos, principalmente naqueles horários de maior fome. Entre uma atividade e outra, entre uma reunião importante, seja nos encontros casuais e informais, seja após os estudos, enfim, naquela hora que bate aquela fome estarrecedora, nada melhor que desfrutar de um bom lanche gostoso e nutritivo. Eles são excelentes para revigorar nossas forças e nos fazem bem para voltar novamente a essas atividades. Então, para que esse momento seja bem legal, que tal experimentar uma torta deliciosa de queijo e mortadela? Muito fácil de fazer, você mesmo pode preparar em casa, são econômicos, não pega muitos ingredientes e possui um sabor delicioso ao paladar. Eles irão adorar experimentar essa receita pra lá de saborosa.

Você pode servir os seus amigos e familiares. Pode convidar visitantes para provarem no café da manhã, no lanche da tarde ou até mesmo no fim da noite. Você vai ver que eles irão adorar, vão se alegrar e ainda agradecerão pelo seu convite. Pode ter certeza que fará o maior sucesso no seu lar!

Primeiramente, vou começar pelos ingredientes que você precisará para preparar esta torta de queijo e mussarela. Então, anote tudo com a listinha abaixo:
Para a massa:
3 ovos;
3 xícaras de farinha de trigo;
3 xícaras de leite líquido;
4 colheres de margarina;
1 pitadinha de sal;
1 colher de óleo;
1 colher de fermento em pó.

Para o recheio:
250g de queijo mussarela;
250g de mortadela.

Pegue todos os ingredientes da massa e bata no liquidificador, com exceção do fermento, que você colocará no final. Depois de bater todos os ingredientes, jogue o fermento e bata devagar. A mistura fica homogênea, bem soltinha, não fica grossa não. Depois, pegue a forma e unte-a com óleo, acenda o fogo no forno em temperatura média.

Com a forma jogue a primeira camada com a massa, depois o queijo e depois a mortadela. Coloque-os na forma, de preferência, em cubinhos para que a mistura fique bem espalhada por toda a forma. Após isso coloque no forno em aproximadamente 35 minutos.

Terminando de assar é só esperar um pouco esfriar que já está pronto para servir. Viu como é fácil e super econômico? Faça hoje mesmo para sua turma.


Adriana Santos

Título: Hum! Que torta deliciosa de Queijo e Mortadela!

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 0

667 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    22-09-2012 às 18:59:43

    Fiz essa receita e ficou fantástica. Além de muito fácil, é super econômica , gostosa e nutritiva. Ideal para os momentos de curtição com a turma e familiares. Como ela é uma torta salgada, aconselho não utilizar muito sal porque a mortadela em si já é salgada. Mas, capriche no recheio que vai arrancar muitos elogios de toda a garotada. Bom apetite!

    ¬ Responder

Comentários - Hum! Que torta deliciosa de Queijo e Mortadela!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios