Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Estereótipos

Estereótipos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 24
Comentários: 4
Estereótipos

Hoje em dia a nossa sociedade está cheia de estereótipos. Estes estereótipos baseiam-se em fatores como o corpo, a cor da pele, a forma de vestir, o escalão social, o tipo de música ouvido, o local de residência…

IT’S FUNNY ‘CAUSE SHE’S FAT
O estereótipo da gordura corporal é um dos mais usados, a pontos de ter sido usado para uma conhecida piada da internet: it’s funny ‘cause she’s fat – traduzindo – tem piada porque ela é gorda. Esta frase aplica-se muito nos comentários de posts humorísticos em que aparecem raparigas gordas em situações embaraçosas.

A questão de se gozar com as pessoas com excesso de peso é um mecanismo no nosso cérebro, o mesmo que nos faz rejeitar pessoas com aspeto pouco saudável. As pessoas obesas ou mesmo apenas com excesso de peso são menos saudáveis, em geral, que as magras, pois estão mais propensas a uma série de problemas, principalmente relacionados com o sistema cardiovascular.

No entanto, por muito inato que seja, este mecanismo merece ser contrariado, pois o Ser Humano, embora seja ainda um animal, desenvolveu racionalidade, e esta deve ser usada para não ferir os sentimentos dos seus semelhantes.

AMERICANS…
Mais um estereótipo da internet é a crença geral de que os americanos são pouco inteligentes e os asiáticos (principalmente os japoneses) são extremamente inteligentes.

Na realidade, há alguma base de lógica neste estereótipo; no entanto, não deve ser alargado à população em geral, pois existem pessoas de todos os tipos em todo o lado.

A crença de que os asiáticos são mais inteligentes que os americanos baseia-se em duas coisas:

*A Ásia possui uma História e cultura muito mais extensas que os Estados Unidos (pois em geral este estereótipo destina-se apenas aos cidadãos dos EUA), devido à sua fundação ter ocorrido vários séculos antes da dos Estados Unidos;

*O “sonho americano” e o capitalismo tornaram tudo fácil de ter e de atingir; por outro lado, os japoneses continuam a trabalhar arduamente pelo que desejam.

No entanto, não podemos pegar em exemplos únicos e rotular um povo deste modo.

AINDA POR CIMA É GÓTICA, AINDA TE ASSALTA A CASA…

Eis um exemplo pessoal que ouvi ontem. Uma rapariga, amiga de umas amigas minhas, foi a um café, pediu uma bebida e perguntou à empregada se podia levar o copo para fora do café. A empregada deixou, pedindo que depois o devolvesse. A empregada, por sua vez, é também minha conhecida. No entanto, usa um estilo de roupa denominado “Gótico”. Entretanto a rapariga que pediu o copo partiu-o. Ao dizer que ia entregar o copo, respondeu-lhe outra: Não vás, que ela é gótica, ainda te assalta a casa!

Porque motivo o estilo de roupa que uma pessoa usa implicaria modificações na sua integridade moral?

Concluíndo, não devemos julgar as pessoas por estereótipos. Devemos tomar conhecimento delas e julgá-las pela sua personalidade. E assim seremos todos mais felizes.


Patrícia Carvalho

Título: Estereótipos

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 24

798 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    28-07-2014 às 15:45:56

    Concordo também que não devemos julgar a pessoa por estereótipos. No entanto, nós mesmos fazemos isso constantemente quando uma pessoa com certo grau de riqueza nos vem à frente. Mudamos o jeito de cumprimentá-la, a olhamos com outros olhos. Já vi isso acontecer com muita frequência.

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    16-09-2012 às 21:55:25

    Parabéns. O seu texto está muito criativo, o tema é importante e transmite a mensagem correcta. Até que ponto acreditamos mesmo nestes estereótipos, como os alimentamos e como os transmitimos? Dá que pensar...

    ¬ Responder
  • Patrícia CarvalhoPatrícia Carvalho

    19-07-2012 às 17:01:00

    Diogo,
    Eu sou 9gagger, eu entendo que são piadas. No entanto foram apenas exemplos que dei por serem muito conhecidos. No nosso dia-a-dia vemos "aplicações práticas" dessas piadas, que muitas vezes são feitas com o intuito de ofender ou humilhar. Mas de facto tens razão, a melhor arma contra a descriminação é não ligar e entrar na brincadeira!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDiogo

    02-07-2012 às 11:38:59

    Acho que o não é de levar muito a sérios estes rótulos que se espalham cada vez mais por intermédio da Internet.. Pois muitos destes rótulos são apenas um método de se rir. E muitas das vezes não se pode levar estas piadas a sério, pois são para todos, e todos estão sujeitos a elas, por isso se em vez de ficar-mos ofendidos com elas, se nos juntarmos a elas, o mundo fica muito mais brilhante e divertido para todos...

    ¬ Responder

Comentários - Estereótipos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Habitação – Evolução qualidade/Preço

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Alojamento
Habitação – Evolução qualidade/Preço\"Rua
Hoje vivemos dias muito complicados do ponto de vista económico, uma vez que a nossa sociedade moderna consumista tem acarretado para as famílias a triste ideia de que temos que possuir tudo o que existe para ser possuído.

Relativamente ao assunto especifico da habitação, com o passar dos tempos, as pessoas têm adquirido as suas casas em função do que há no mercado, e este mercado tem evoluído de uma forma perigosa em termos de custos; o que quero dizer com isto, é que há vinte anos atrás, encontrávamos apartamentos no mercado, e tenho por base um apartamento T3 que tinha 3 quartos conforme a tipologia descrita, naquele tempo uma cada de banho, uma sala de estar/jantar conjunta e talvez uma varanda, hoje o mesmo apartamento terá os três quartos, a sala, duas casas de banho das quais uma poderá estar num dos quartos a que passou a chamar-se suite, este apartamento hoje, tem forçosamente que ter pré instalação para aquecimento central, lareira com recuperador de calor, e muito provavelmente aspiração central, ou pelo menos a pré instalação… Assim, quem compra um apartamento hoje, apesar das dimensões de cada divisão estarem diminuídas, o preço foi muito incrementado pelos extras, e depois há ainda que adquirir uma caldeira para fazer funcionar a tal pré-instalação de aquecimento central, os radiadores porque sem eles o dito não funciona, naturalmente o trabalho do técnico… há ainda que adquirir em muitos casos o aspirador propriamente dito para fazer funcionar a aspiração central, e algumas coisas mais, acessórios dos quais, antes não tínhamos necessidade.

Não quero dizer com isto, que estes equipamentos não são úteis, são, mas e aquelas pessoas que compraram os seus apartamentos há uns tempos, cujos espaços não dispunham destas “modernices” como viveram? Como vivem hoje? Provavelmente aqueles que tiveram disponibilidade económica para isso, colocaram nas suas habitações, aquilo que julgaram necessário, não colocaram aquilo que não lhes é útil de todo, por outro lado aqueles que não tiveram disponibilidade económica vivem sem os equipamentos em questão, ou colocam um equipamento à dimensão das suas possibilidades. O real problema é que os referidos equipamentos valorizaram muito mais as habitações em termos de preço de compra do que o valor real dos mesmos, e as pessoas, estão apagar vinte ou trinta anos, para não dizer mais, um bom valor acima do que pagariam sem estas coisas, além disso comprariam aquilo que quisessem e pudessem.

Para além do exposto, a qualidade de construção e acabamentos não melhorou, antes pelo contrário. Hoje o valor das casas está a decair rapidamente, e as pessoas em geral vivem em casas cujos valores atuais de mercado são muito inferiores ao que estarão a pagar durante muito tempo…

Naturalmente o mercado poderá mudar, mas não é esse o caminho que parece seguir.

Pesquisar mais textos:

Ana Sebastião

Título:Habitação – Evolução qualidade/Preço

Autor:Ana Sebastião(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    21-04-2014 às 17:09:01

    A compra seja de apartamento ou casa estão mais caras e nem sempre oferecem serviços como mostram na divulgação. Não é bom financiar, pois custará o dobro. Realmente, o melhor a fazer é buscar preços que têm condições de pagar ou aderir a um consórcio.

    ¬ Responder
  • Sofia Nunes 13-09-2012 às 17:07:44

    Na minha opinião e de acordo com o que tenho observado, a relação qualidade/preço das habitações está a melhorar. E isso não é necessariamente bom, uma vez que é resultado da crise económica. Como refere, o valor das casas está a descer, pelo que se pode comprar uma vivenda pelo preço que há uns anos era de um apartamento. O problema é que, apesar de as casas estarem mais baratas, os compradores não têm dinheiro.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios