Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > Rap em Portugal

Rap em Portugal

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Música
Comentários: 4
Rap em Portugal

Em Portugal, o Rap é um estilo musical que divide opiniões. Uns consideram-no indispensável, outros criticam-no e ligam-no apenas a situações de droga, roubo, entre outras.

No entanto, o que será realmente o Rap no nosso país?

Para nos informarmos pedimos a colaboração do rapper Kamões.

Kamões é um exímio letrista e cantor de 30 anos, da zona de Carcavelos, que aceitou ajudar-nos na nossa tarefa de definir o Rap nacional, respondendo a uma pequena entrevista.

1.Primeiro que nada, qual a tua opinião do rap/ hip-hop português?
O Rap/Hiphop Português está no bom caminho, tem vindo a evoluir bastante mas infelizmente existem muitas pessoas que criam dramas a partir do nada dentro do meio e há muita inveja infelizmente, tirando isso acho que tem tudo para evoluir ainda mais, existem muitos talentos de norte a sul de Portugal.

2.Achas que há uma diferença substancial entre Norte e Margem Sul?
Nota-se uma difernça em termos de flow , diria que são estilos distintos e pelas experiencias que ja vivi notei que existe muito mais união no movimento do norte.

3.Consideras que a lírica e os temas variam também?
Em parte variam.

4.Em que medida?
Por exemplo cá em baixo ouve-se mais o chamado Rap de rua, gangster rap, etc. No norte são letras mais conscientes , não quero dizer que seja assim por norma, porque há de tudo um pouco em todo o lado.

5.Muitas pessoas consideram que o Rap da Margem Sul incentiva mais a violência e os submundos, enquanto que o do Norte prefere os pilares de educação e prevenção de questões como as drogas. Concordas?
É assim, como disse na pergunta anterior , há de tudo um pouco por todo o lado, mas em certa parte concordo.

6.Mudando de assunto, achas que o Rap pode voltar a funcionar como música de intrevenção, como já foi no passado?
O Rap ainda é musica de intervenção.

7.E consideras que tem visibilidade suficiente para mudar o atual estado do país?
Acho que ainda não tem a visibilidade para tal, mas é capaz de ter poder para tal.
8.Caso ganhasse essa visibilidade, que rapper achas que faria um som que mudasse o País?
(momento para pensar) Dealema, não é um rapper mas sim uma banda. Eles têm mesmo muita consciência, e a visão deles é uma visão construtiva. Até a própria mensagem é construtiva.

9.Falando em ti, qual das tuas músicas achas que te define como pessoa?
O som Regressão e o som Confidências. Está ali muito sentimento, são os dois que me retratam mais enquanto pessoa.

10.Para terminar, o que pretendes fazer no teu futuro musical?
Para começar tenho um concerto dia 6 de julho, nas Festas de Carcavelos. Depois vou continuar a fazer música por enquanto. Muitas coisas hão de vir espero eu. De momento estou a gravar o meu 3º álbum, mas antes disso vai sair o EP da minha banda (3ºDireito). Espero que no futuro haja saúde, felicidade e muita música.

Ficámos assim mais esclarecidos acerca do Rap português, pela boca de um grande rapper.
Obrigada pela leitura, esperamos que tenham gostado!


Patrícia Carvalho

Título: Rap em Portugal

Autor: Patrícia Carvalho (todos os textos)

Visitas: 0

721 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-05-2014 às 19:44:41

    No Brasil ocorre a mesma situação, o rap é visto como algo perigoso e somente por grupos violentos, drogados. Muita gente já aceitou o rap, mas ainda ele sofre as pressões da sociedade.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoNuno

    19-07-2012 às 22:19:53

    em relação a pergunta 6 ate a 8 pergunta acho que rapper/MC com um álbum de pura intervenção dos últimos tempos é a do Chullage-Rapressão vol1 pesquisa e diz-me se tenho ao não razão os Dealema tem um grande album alias fui ao concerto de apresentação no Hardclub mas não considero musica de intervenção...

    ¬ Responder
  • Patrícia CarvalhoPatrícia Carvalho

    18-08-2012 às 00:30:47

    Provavelmente, mas a pergunta não era quem estava a fazer neste momento, mas quem teria capacidade de fazer algo em grande ;)

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJose

    02-07-2012 às 11:13:56

    Isto sim é um Rapper, Continua assim e força..
    Portugal esta no bom caminho para um Rap muito bom

    ¬ Responder

Comentários - Rap em Portugal

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Spa é para relaxar, por isso fique atento ao escolhê-lo. 10 dicas para escolher um bom SPA.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Spa é para relaxar, por isso fique atento ao escolhê-lo. 10 dicas para escolher um bom SPA.\"Rua
Sempre é bom descansar e fugir das preocupações do dia a dia. E muitas vezes nem o conforto do lar proporciona isso. Pensando nisso é que foram criados os Spas. Tanto para quem quer relaxar, quando quem busca benefícios na saúde ou estéticos. No entanto indiferente ao objetivo sempre é bom pensar em alguns pontos antes de escolher o local onde irá desfrutar de saúde e descanso. Neste artigo se dá a conhecer as 10 dicas para que seja feita a escolha certa.

1- Decida o objetivo.
A primeira coisa que se deve ter em mente é: “O que quero fazer num SPA?”. Pois respondendo a essa pergunta poderá se focar em estabelecimentos que ofereçam os serviços que procura. Opte por spas de emagrecimento, estéticos, relaxantes ou até alguns que ofereçam todos os tipos num só pacote, mas para isso é preciso saber o que se quer.

2- Analise com cuidado antes de escolher.
Preste atenção em cada detalhe antes de escolher, pois ninguém vai querer ficar resolvendo pepinos durante a estadia no SPA. Observe bem os contratos, o que eles oferecem? Por qual preço? Que condições terá que cumprir? Que situações podem anular o contrato? Quanto está disposto a pagar? Quais os melhores pacotes? Entre outros detalhes.

3- Procure por várias opções.
Ter mais de uma opção em mente sempre é bom. Nem tanto pela dúvida quanto aos serviços, mas também pela disponibilidade de vagas, horários e dias que combinem com os outros compromissos, afinal de contas a vida moderna é sempre imprevisível.

4- Visite o local físico.
Fotos, vídeos, indicações de amigos e comentário são bem vindos, na hora da escolha, mas não deixe de visitar o local antes de se hospedar, pois às vezes nem tudo é o que parecem ou o que dizem.

5- Pense na decoração.
Uma boa temporada no SPA deve ser perfeita, por isso além dos detalhes técnicos sempre é bom pensar na estática do próprio SPA. Veja a decoração que mais lhe agrada e combina com seu estilo, temáticas orientais, ambiente mais rústico ou moderno.

6- Escolha os melhores serviços.
Essa dica remete ao primeiro ponto. Caso queira serviços para embelezamento facial e de toda a pele, busque por um lugar especializado, de preferência a lugares que são acompanhados por dermatologistas. Caso busque relaxamento pode buscar serviços com práticas espirituais. Caso queira emagrecer prefira os que dão enfoque aos exercícios físicos e com alimentações planejadas, acompanhados devidamente por fisioterapeutas, especialistas em Educação Física e Nutricionistas.

7- Para tratamentos mais longos, locais de fácil acesso.
Se fores fazer um tratamento mais longo, procure um local mais adequado para que as idas frequentes não atrapalhem no bom desenvolvimento das atividades que tem feito. De atenção especial aos locais mais perto de casa e leve o transito lento em consideração.

8- Escolha os técnicos mais bem preparados.
Especialistas sempre são bem vindos principalmente quando se trata da sua saúde física ou mental. Procure saber se os técnicos que lhe atenderão costumam passar por treinamentos frequentes e se realmente sabem o que estão fazendo.

9- Cuidado com tratamentos milagrosos.
Um local que oferece tratamentos milagrosos nem sempre pode ser uma boa escolha. Não que os tratamentos oferecidos não funcionem realmente, mas causa certa frustração quanto o resultado se não obtido em curto prazo. A melhor escolha é pelo tratamento especializado que dure o tempo certo e tenha resultados eficientes.

10- Siga o seu gosto.
De nada adianta seguir todos esses passos se no final não estiver satisfeito com a opção que escolheu. Por isso a maior de todas as dicas é essa: Escolha o lugar que combine com seu estilo estético e de vida! Afinal de contas é parte mais interessada, tanto em sua saúde mental, física ou estética. Depois de escolhido, relaxe e curta a experiência ao máximo, divirta-se indo novamente com sua família, compartilhe sua alegria com os amigos e não deixe o estresse tomar conta da sua vida!

Pesquisar mais textos:

Jhon Erik Voese

Título:Spa é para relaxar, por isso fique atento ao escolhê-lo. 10 dicas para escolher um bom SPA.

Autor:Jhon Erik Voese(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios