Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Diga não ás alergias

Diga não ás alergias

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 8
Comentários: 1
Diga não ás alergias

Uma alergia ocorre quando o nosso corpo deteta alguma substância que não lhe agrada?
E, existe uma uma enorme variedade de alergias, quase infinita. Mas, no entanto elas agrupam-se em: alergias alimentares, de pele e de contacto.

Estas são as mais usuais e fáceis de identificar. Algumas delas são propagadas pelo ar que respiramos, sendo esta a mais comum. Outras são causas por determinados agentes, tais como: pólens, fungos, pelos dos animais, pó etc.

A alergia ao pó doméstico é muito frequente e os ácaros podem existir nas carpetes, tapetes, almofadas...

O pólen vem mais do exterior, jardins, florestas, causando muitos incómodos.

Os agentes alérgicos estão presentes por toda a parte, até inclusive na respiração.

Que fazer então para minorar estes sintomas tão aborrecidos?.

Em primeiro lugar, no caso dos ácaros, torna-se absolutamente necessário limpar e ventilar a casa , ou evitar carpetes ou outros materiais com pelos, mais suscetíveis de provocar alergias. Instalar um purificador de ar é uma boa alternativa para purificar o ar. O desumidificador não deixa o ar secar e alivia a propagação. Por outro lado , devem limpar-se as áreas mais húmidas com um remédio próprio. Os animais domésticos devem ser afastados, dado que os seus pelos podem provocar alergias frequentes. Em casos graves de alergia ao pó deve usar-se uma máscara, afim de não haver tanta exposição ao pó. Os tecidos sintéticos também são de evitar e devem se lavados com água bem quente.

Se sofre qualquer alergia para além de tomar anti histamínicos, deve ter muito cuidado com o revestimento dos tecidos nas almofadas, etc.

Eis alguns sintomas típicos a que deve dar atenção, prevenir e tratar: respiração sibilante, congestionamento do peito, asma, espirro, pele avermelhada, eczemas de pele, tudo isto são sinais de aviso para qualquer alergia. As alimentares são também usuais, por isso deve dar-se especial atenção aos alimentos que as provocam.

As novas tecnologias, hoje ,podem facilitar e ajudar a resolver, certos sintomas alérgicos , especialmente os de casa, pois há aparelhos especiais para prevenir estes problemas tão comuns na vida de todos.

Torna-se desnecessário enumerar quais são, pois são conhecidos por todos. Pena é que não sejam acessíveis a todo o cidadão.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Diga não ás alergias

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 8

808 

Imagem por: Marco Raaphorst

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Joao Sidonio Mendes AguiarCarlos Eduardo brigido

    14-11-2011 às 00:15:26

    Foi de grande ajuda pois tive alergia pela terceira vez aos 41 anos fiquei um pouco asustado
    agora vou procurar saber doque é.
    Obrigado
    Carlos

    ¬ Responder

Comentários - Diga não ás alergias

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: Marco Raaphorst

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios