Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Dermatite atópica

Dermatite atópica

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 26
Comentários: 7
Dermatite atópica

A dermatite atópica, ou eczema atópico, é uma inflamação crónica da pele, que leva ao aparecimento de lesões dermatológicas e comichão. Trata-se da doença crónica mais vulgar nas crianças, ocorrendo, regra geral, antes dos cinco anos, e que se caracteriza por períodos de remissão alternados com outros de agravamento.

Não se conhecem os mecanismos subjacentes à maior reatividade cutânea dos portadores de dermatite atópica frente a determinados estímulos, mas é certo que fatores genéticos, imunológicos e não imunológicos contribuem para o aparecimento desta patologia e que pode haver agentes desencadeantes, tais como o leite, peixe, frutos do mar, trigo, soja, amendoins, ovos, detergentes, amaciadores de roupa, lã, sabão, infeções provocadas por vírus e bactérias, suor, ácaros, fungos, animais, pólen e mesmo condições emocionais. O aumento da incidência da dermatite atópica verificado nas últimas décadas estará, presumivelmente, associado ao incremento da poluição e dos alergénicos e à crescente facilidade de acesso a cuidados de saúde. Efetivamente, a prevalência desta enfermidade acontece em crianças patenteando doenças alérgicas (rinite, asma, …) ou com um historial de alergias na família.

A identificação e o tratamento precoce da dermatite atópica são úteis para mitigar as lesões e os sintomas, precaver as recorrências e alterar o curso natural da moléstia. Habitualmente, as manifestações passam por um intenso prurido, vermelhidão, inchaço, secreção na pele, crostas, descamação, pele ressequida e manchas brancas. Os punhos e a parte anterior dos braços e posterior das pernas costumam ser as áreas mais afetadas. O tratamento deve ir no sentido de minimizar a sintomatologia e a reação inflamatória, sendo que a hidratação cutânea é fundamental. Anti-inflamatórios tópicos, anti-histamínicos orais, imunomoduladores e imunossupressores são os auxiliares a que mais se recorre.

Não existe, propriamente, uma conduta preventiva da dermatite atópica; porém, ela pode ser controlada mediante o reconhecimento, afastamento ou exclusão das causas agravantes. Nesta perspetiva, há alguns cuidados que, observados, concorrem para acautelar surtos. O banho diário, rápido e com água morna, seguido de secagem (sem esfregar) e da aplicação imediata de um creme emoliente é o primeiro. Deste modo, hidrata-se a epiderme e favorece-se a sua função de proteção. Na verdade, a pele seca é mais atreita à comichão, o que piora o ciclo da dermatite atópica. As unhas cortadas e limpas são um obstáculo às infeções microbianas decorrentes do coçar. Durante a noite, pode ser vantajoso usar luvas de algodão.

As roupas em contacto directo com o corpo devem ser também de algodão e bem enxaguadas, a fim de que não haja restos de detergentes, prejudiciais neste contexto. É recomendável optar por calçado de couro e meias de algodão, para possibilitar um arejamento adequado. Sendo o suor uma condição de agravamento, aconselha-se tomar banho logo após o exercício físico.

Os ácaros e o pó são, igualmente, inimigos a afastar. Tapetes, alcatifas, cortinas, peluches e tudo o que seja refúgio de ácaros deve ser banido dos quartos. Da mesma maneira, e dado que as mudanças repentinas de temperatura podem influir, há que arejar bem os quartos, evitando os aquecedores e também o excesso de cobertores na cama, que promoveriam a transpiração.


Maria Bijóias

Título: Dermatite atópica

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 26

790 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 7 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    17-07-2014 às 20:10:20

    Que desconforto! Essa dermatite atópica é muito chata, ainda bem que há tratamento e que podemos viver normalmente.

    ¬ Responder
  • DaianeDaiane

    30-09-2011 às 18:36:41

    Meu filho tem eczema atópica eu descobri quando ele fez 3 meses ele teve uma crise e teve que ser enternado,hoje ele tem 4 anos e estou consiquindo minimizar o quadro da doença ele está esbanjando energia!

    ¬ Responder
  • ITHANA LIRAITHANA LIRA

    10-09-2010 às 20:27:23

    Dr. Maria bijóias, meu filho desde os 16 anos começou de forma agressiva a dermatite atópica, ela além das dobras tbém aparece de forma cruel em todo rosto e pescoço e cabeça. Já fizemos de tudo, inclusive fomos a sao paulo com dr. Mario cezar pires , resolvemos radicalizar um pouco e estamos desmamando o calcort e entramos com homeopatia....uma grande e lenta luta, mas ele já está com 19 anos e continua com crises fortissimas. Está tendo acompanhamento psicológico graças a deus, ele aceitou...mas....as crises são fortes, apesar dele quando está melhor ter uma vida normal faz faculdade e se diverte muito. Gostaria que nos ajudasse em algum aspecto de tratamento...por favor nos ajude.fica em paz. Ithana mãe de pedro o guerreiro do senhor.

    ¬ Responder
  • marciene basilia dos sanosmarciene basilia dos sanos

    20-05-2010 às 21:41:16

    Meu filho tem 1 e 2 meses esta com a dermatite atopica estou usando a medicacao indiacada pela medica, mas nao vejo resultado, so me diz uma coisa as vezes uso venischi um produto para clarear roupas e so agora me dei conta que este produto e quimico, sera que ele pode ser um dos causadores das lesoes que ele tem?
    Obrigada fico no aguardo

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoIvete

    16-03-2010 às 17:10:19

    @Ivanete Aparecida de Siaqueira Mattos Raphael
    Consulte outro especialista! è sempre bom uma 2 opinião

    ¬ Responder
  • Ivanete Aparecida de Siaqueira Mattos RaphaelIvanete Aparecida de Siaqueira Mattos Raphael

    16-03-2010 às 16:58:53

    Boa tarde,esta tal de DERMATITE ATÓPICA tem causado bem mu as crianças.Tenho um filho de 10 anos que tem todos os sintomas de dermatite atópica,mas fez todo tipo de exame clinico p/saber se era de tapete,pelode cachorro de gato,fez de cacau, trigo tudo q se imagina,só q resultado da normal.Mas o próprio dermatologista me falou q no caso de meu filho,pode ser do emocional, anciedade,mas ele fica principalmente nas dobras todo vermelho,no pescoço e apele dele fica meio esbranquiçada e aspera,e eu fico desesperada porq ele coça muito principalmente a noite dormindo,dou PREDSIM quando esta muito atacado, mas sei q não pode porcausa do corticóide.O q mais devo fazer p/ajudar a cura de dessa alergia de meu filho eu fico muito triste de ver ele nesta situação,já aconteceu de estar com a pele tão feia com muito vermelhão e coçando q já faltou várias vezes na aula.Ele tem 10 anos e esta na quela face de ter vergonha por causa da pele,então prefere faltar na escola.Será q vcs poderiam me orientar mais.Porq o engraçado é q os sintomas é muito parecido com a dermatite,só q exames não acusa nada,o médico já me passou hixizine predsim,mas só dou o predsim quando esta muito atacada a pele dele q nem hoje,foi p/escola sabendo q tinha prova quando chegou ontem começou a coceira, vermelhão e fica as vezes a pele escamando,fico morrendo de dó mas o q posso fazer.Me ajudem.Obrigada IVANETE

    ¬ Responder
  • simonesimone

    15-11-2009 às 15:34:16

    ola! axei muito esclarecedoras as informaçoes ,mais queria saber sobre a incidencia da doença em crianças.valeu!!

    ¬ Responder

Comentários - Dermatite atópica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios