Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Antiguidades > Aprenda a comprar em leilões

Aprenda a comprar em leilões

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Antiguidades
Visitas: 14
Aprenda a comprar em leilões

Um leilão é uma alternativa de compra e venda de tudo e mais alguma coisa: imóveis, carros, joias, brinquedos, móveis, etcétera, quer novos, quer usados, quer em estado de sucata. Também denominados de hasta pública, os leilões constituem a mais antiga forma de negociação conhecida, sendo o leiloeiro a personagem principal. Ele é, de facto, o administrador dos bens em transação, sendo contratado pelos respetivos vendedores, e devidamente habilitado para efetuar leilões.

Fica com o objeto apregoado quem fizer a maior licitação, isto é, a oferta mais alta. O valor do bem é pré-definido através de avaliação, e é a partir dele que o potencial interessado deve lançar ofertas. Nos avisos e editais deverão constar as datas e locais de visitação dos objetos, que permitirá examiná-los antes do leilão. É aconselhável que se avaliem os bens com o auxílio de técnicos especializados, uma vez que eles são vendidos da forma como estão, sem azo a reclamações ou desistências a posteriori.

Para ir a um leilão não é preciso convite. Por necessidade jurídica, ele é aberto a qualquer pessoa, individual ou coletiva. Com o intuito de aprender ou comprar, é útil visitar previamente a exposição.

A indumentária deve estar de acordo com o local, o ambiente, a hora do dia e o tipo de pessoas presentes no leilão. Atrasos à chegada revelam pouca educação e menos interesse, e podem ser aniquiladores de ótimos negócios. Chegar um pouco antes do início e registar-se para fazer licitações ou para receber convites de outros leilões é boa ideia. Atenção às bebidas! Embora grátis, elas costumam sair muitíssimo caras a quem abusa (o álcool potencia o descontrolo) …

As licitações devem ser bastante claras, mas não escandalosas, e restritas às posses reais do comprador (que será responsabilizado civilmente pelo seu comprometimento, que funciona com um contrato) e ao valor da peça. Licitações demasiado diminutas são indicadoras de ignorância ou constituem insultos, assim como cobrir ofertas de outros com um acréscimo de poucos cêntimos.

Também na Internet é possível participar em leilões. Aqui, podem encontrar-se artigos novos ou usados a preços bastante inferiores aos do mercado tradicional. Não ter de sair de casa para comprar algo que pode estar a milhas de distância constitui, sem dúvida, uma grande vantagem, mas é sempre útil entrar em contacto com o vendedor e pedir esclarecimentos e informações detalhadas. Todavia, a confiança é uma questão premente, passível de ser contornada através da escolha de sites que ofereçam algumas garantias acerca dos participantes.

Quem nunca tenha utilizado um site de leilões on-line deve ler o ficheiro de ajuda do site antes de fazer uma licitação. Adicionalmente, é preciso compreender a declaração de privacidade do site e o acordo de utilizador. Por exemplo, há muitos sites que não admitem a anulação de um negócio. Há que verificar a existência de seguros e garantias.

As informações que se conseguirem recolher sobre o vendedor podem revelar-se valiosíssimas. É de desconfiar se um vendedor der um número de telefone errado ou solicitar o envio do pagamento para um apartado. Do mesmo modo, causam suspeição uma encomenda com data de expedição superior a 20 dias após a receção do pagamento e a prática de preços muito inferiores a outros leilões para artigos similares (que podem ser indício de menor qualidade ou de produtos roubados).

Pesquisar acerca do artigo pretendido e comparar preços de peças semelhantes noutros leilões ou em lojas on-line conferem mais segurança e avontade na negociação. Não se podem tocar os objetos antes da compra, mas, depois desta, é só esperar que eles sejam entregues.


Maria Bijóias

Título: Aprenda a comprar em leilões

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 14

807 

Imagem por: unforth

Comentários - Aprenda a comprar em leilões

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Imagem por: unforth

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios