Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > TV HIFI > Televisão – um pouco de história

Televisão – um pouco de história

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: TV HIFI
Visitas: 8
Comentários: 5
Televisão – um pouco de história

Tecnologicamente, a televisão é um sistema eletrónico de receção de imagens e som. Socialmente, é a maior companhia de muita gente.

Por volta dos anos 1920, iniciou-se a busca de um método que agrupasse e transmitisse ondas se som (como já se tinha feito anteriormente com o rádio) e de imagem. A primeira televisão da história data de 1928.

Ernst Alexanderson, engenheiro da GM, conseguiu a primeira transmissão com qualidade de som e imagem ainda para apenas três casas. Os primeiros aparelhos de televisão eram apenas rádios com um disco giratório mecânico que produzia imagens do tamanho de um selo postal.

A primeira transmissão com alta definição aconteceu em 1935, na Alemanha, com os Jogos Olímpicos de Berlim. Devido a todos os avanços sociais, económicos e tecnológicos sucedidos até à Segunda Guerra Mundial, foi ganhando uma popularidade cada vez maior. A primeira televisão a cores surgiu nos Estados Unidos em 1954. No início do século XXI, através de esquemas de modulação e compressão de imagens superiores, a televisão digital permite um enorme aumento da qualidade de imagem.

Foi a partir das Olimpíadas de Berlim que a televisão começou a ser vista como meio de divulgação para as massas, o novo “ópio do povo”, que se pensou vir a acabar com o cinema. No entanto, estas indústrias viriam a complementar-se, uma vez que a tecnologia ao serviço da televisão era algo ainda extremamente caro para a grande maioria da sociedade. A indústria de Hollywood, sentindo-se ameaçada, começou a fazer filmes em modo cinemascope, um método que consistia num ecrã largo que proporcionava ao público a sensação de fazer parte da ação.

No entanto, a televisão ganhava a primazia e começava a invadir as casas das pessoas através de programas de entretenimento, de notícias ou de divulgação, fazendo com que todos os hábitos familiares e sociais se alterassem por completo. A televisão tem um mercado de milhares de milhões, uma vez que atinge todos os públicos de todas as faixas etárias e extratos sociais. Seja para entreter, para educar ou para divulgar, entre muitas outras atividades que se podem desenvolver pela televisão, este instrumento é um dos melhores meios de divulgação, sendo apenas ameaçado no início do séc. XXI pela Internet. Apesar do choque inicial, estes dois serviços conseguem complementar-se através da produção e divulgação de conteúdos.

Apesar de frequentes ameaças que possam ter surgido ao longo dos tempos, estas acabaram por se transformar aliadas, uma vez que está mais do que provado que o poder da televisão é enorme.


Luís Seco Passadouro

Título: Televisão – um pouco de história

Autor: Luís Seco Passadouro (todos os textos)

Visitas: 8

789 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    22-09-2014 às 22:05:45

    Sempre é interessante saber das histórias em que surgiram muitas das coisas que hoje temos. Como, por exemplo, a televisão. Algo que é útil na vida das pessoas.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    03-06-2014 às 23:46:31

    A televisão é bem antiga mesmo. Adorei saber sobre a sua história. Valeu!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãodudinha

    02-05-2012 às 23:54:39

    gostei muito da mensagem... continue assim.Ok!!!
    By/: Dudinha.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAnacleto e Srª Jorquina

    20-05-2011 às 13:01:01

    Mai lindo
    Cosinha mai linda

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAlucardmcm

    09-05-2011 às 12:03:15

    LOOK AT MY HORSE..O.o MY HORSE IS AMAZING!!!! GIVE IT A LICK..mMMM I TASTES LIKE RAISINS!!!

    ¬ Responder

Comentários - Televisão – um pouco de história

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios