Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > TV HIFI > A moda que sai da TV para o palco da vida

A moda que sai da TV para o palco da vida

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: TV HIFI
Visitas: 2
Comentários: 1
A moda que sai da TV para o palco da vida

Muita gente admira e inveja as fatiotas dos seus ídolos de novelas, séries e programas televisivos sem fazer, contudo, a mais pequena ideia da máquina comercial que se instala por detrás dessas produções, relativamente a tais roupas. E não só! Acessórios, adereços como sofás, quadros e candeeiros, e até mobílias, também integram a cobiça e o negócio. Os telespectadores convertem-se, deste modo, numa espécie de telecompradores, não porque decidam recorrer às televendas, mas porque efetivam a aquisição de estilos e até de cenários que os foram acompanhando durante algum tempo.

Por dez euros, os adolescentes podem adquirir camisolas parecidas com as dos seus atores preferidos ou t-shirts como as que os elementos das bandas juvenis da berra usam nos concertos. Tudo se processa da seguinte forma: os figurinistas criam ou propõem um estilo, que os atores transformam numa moda, a que os segmentos-alvo aderem, aproveitando, então, as empresas que detêm o guarda-roupa o ensejo para fazer mercancia. É uma forma de a empresa produtora tentar reaver algum do investimento em figurinos (que não é coisa de pouca monta, nomeadamente no inverno, em que as coleções são maiores e a roupa mais cara).

Não há dúvida que o acordo é proveitoso para ambas as partes. As marcas, à partida, recuperam várias vezes mais o que investem em retorno de publicidade. Com efeito, o impacto visual em televisão é muito superior ao dos desfiles. Por outro lado, está provado que a atitude e os bons figurinos são garantia de sucesso das obras televisivas.

Embora o figurinista dê azo à sua imaginação para fazer moda, não pode jamais descurar a criação de propostas de acordo com o perfil da personagem, seguindo, naturalmente, as novas tendências de moda. Esta responsabilidade cresce com o sucesso das produções em causa. Neste âmbito, há pormenores suscetíveis de marcar a diferença.

Os psicólogos, por seu turno, mostram preocupação com a perda da individualidade. Efetivamente, a inclinação para imitar quem tem sucesso é natural, mas a imitação acaba por ser redutora e não permitir a expansão da criatividade, podendo até anular os próprios gostos. Porque é que as pessoas se conformam de maneira incontestada com os padrões que uns poucos definem para a moda social? Trata-se de uma formatação aceite que, no caso da infância e da adolescência, se pode revelar castradora do desenvolvimento pessoal. De facto, a juventude é mais permeável a estes modelos, que lhes são mais impostos do que propostos, num altura em que a individualidade devia ser trabalhada em ordem à descoberta da própria identidade e do equilíbrio.


Maria Bijóias

Título: A moda que sai da TV para o palco da vida

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

602 

Imagem por: LGEPR

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    04-06-2014 às 06:30:25

    É interessante como essa coisa de modinha da TV acaba sendo real na vidas de milhares de pessoas.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - A moda que sai da TV para o palco da vida

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Imagem por: LGEPR

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios