Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Publicidade > Publicidade hoje

Publicidade hoje

Categoria: Publicidade
Visitas: 170
Comentários: 6
Publicidade hoje

No mundo de hoje, somos constantemente bombardeados por anúncios e campanhas publicitárias. Quer seja de vestuário, automóveis, bens, serviços ou alimentação, estamos rodeados de publicidade que orienta as nossas escolhas, quer seja de uma forma consciente, quer seja de uma forma inconsciente. Na verdade, acabamos muitas vezes por adquirir produtos dos quais não precisamos ou dos quais nem gostamos assim tanto, mas cuja publicidade é tão bem produzida e eficaz, que acabamos por comprar apenas porque está na moda.

Determinadas campanhas publicitárias são exclusivamente orientadas para as crianças. Não pensem que são apenas as destinadas à venda de brinquedos ou comida infantil. Na grande maioria dos casos, os bens consumidos em casa são escolhidos pelas crianças e não pelos adultos, já que os mais pequenos conseguem convencer os pais a comprar este ou aquele produto. Por sua vez, os publicitários aproveitam-se deste facto, elaborando campanhas publicitárias que induzam a criança a preferir o seu produto, relativamente à marca concorrente.

Pode dizer-se que, nos dias de hoje, arte e publicidade caminham de mão dada. Já todos nos deparámos com publicidade que poderia ser considerada obra de arte.

Quer seja uma fotografia, uma pintura ou até uma música, grande parte dos anúncios contemporâneos são obras primas de criatividade. Nestes casos, resistir ao consumo do produto ou bem anunciado, torna-se ainda mais difícil. Torna-se quase impossível não sentir uma certa empatia pelo bem ou serviço em causa, e desta até ao consumo, a distância é reduzida. Entre comprar um produto sem piada, cujo anúncio é pouco apelativo e adquirir um outro que tem cores apelativas, promete mundos e fundos e tem um anúncio tão viciante cuja música não me sai da cabeça durante todo o dia, não há muitas dúvidas sobre qual optar.

Escolher um produto pela sua publicidade pode ser mais ou menos grave. Se em alguns casos não é grave comprar um melhor ou pior, outros há que não é nada desejável comprar “gato por lebre”. Não será muito grave comprar uma escova de dentes que afinal não oscila a cabeça como aparece no anúncio, mas comprar um creme para peles sensíveis que me provoca irritação na face, já é bastante mais incómodo.

Por estas e outras razões, pondere sempre as compras antes de as realizar. Ajude os seus filhos a compreender que nem toda a publicidade é credível e que é a si que compete escolher os produtos mais indicados para todos!


Cláudia Bandeira

Título: Publicidade hoje

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 170

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • SophiaSophia

    19-05-2014 às 01:10:24

    As campanhas publicitárias cresceram muito nestes últimos dias. Devido o aumento de pessoas acessando a internet, isso ficou mais atrativo e acessível os produtos e serviços. Um site, por exemplo, possui inúmeros anúncios a fim de persuadir os consumidores.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • andersonanderson

    04-05-2012 às 00:59:26

    stc sistema de trabalho em casa

    trabalhe com mala direta de correspondencia evelopando etiquetando impressos marketing multinivel nois ensinamos para voce o trabalho voce faz sua propria hora ou trabalhar nas horas livres pode responder imails ganhar notbook e um computador conprindo metas interessados acessar site www.trabalheemcasaoverdadeiro.com.br clicar quero ser produtor mas codigo de convite 1996987 telefone esta no site horario de atendimento de segunda a sexta-feira,das 8:00 às 21:00 horas aos sábados das 8:00 às 14:00 quer saber um pouco do site clicar mapa do site.

    ¬ Responder
  • Olivia PalitoOlivia Palito

    27-01-2012 às 15:40:49

    Gostei bastante do artigo. Parabéns. =)

    ¬ Responder
  • lucianaluciana

    02-12-2011 às 18:06:26

    parabéns pelo texto.ideia bem elaborada e direta, agora posso fazer minha redaçao cim argumentos mais explicativos.

    ¬ Responder
  • lorraine slorraine s

    18-08-2010 às 17:57:55

    Me ajudou muito a fazer um trabalho,tirei 10

    ¬ Responder
  • lianlian

    07-01-2010 às 19:27:36

    Consiste mesmo em dizer uma mentira várias vezes

    ¬ Responder

Comentários - Publicidade hoje

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios