Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Como evitar plastico no organismo

Como evitar plastico no organismo

Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
Como evitar plastico no organismo

Mais de 90% das pessoas possuem plástico no sangue, de acordo com a WebMD. Descobriram há pouco tempo que este fenômeno pode causar doenças cardíacas, obsesidade, abortos e deformações genitais subtis.

Os Ftalatos são produtos químicos flexível em durável. O Bisphenol-A (BPA) é usado em resina expóxi para revestimento e proteção de comida enlatada, garrafas de água e outros produtos. Ambos podem entrar no corpo humano através do contacto. Podem perturbar o sistema endócrino do corpo, e trazer efeitos negativos para o desenvolvimentos, para a reprodução e para os sistemas neurológico e imunológico, de acordo com o Instiuto Nacional de Ciências Ambientais e Saúde.

Estudos recentes feitos nos EUA, na Suécia e em Itália contradizem as diretrizes da Administração de Alimentos e Remédios (FDA - Food And Drugs Administration) sobre os BPA e os ftalato. Mostram que o nível dessas substâncias químicas no sangue, considerado seguro pelo FDA, pode não ser seguro.

Esforços para viver com menos plásticos estão a ganhar impulso em todo o mundo, devido a preocupações com a saúde e com o meio ambiente.

No dia 1 d Outubro, a Apple lançou um aplicativo chamado "Vença as Microesferas". Os utilizadores podem fazer scan a códigos de barras para ver se os produtos contém microesferas plásticas. Por exemplo, alguns cosméticos possuem essas microesferas, que são resíduos de plásticos invisível ao olho humano.

O aplicativo avalia o produto por cores. Verde é seguro; laranja significa que o produto prometeu melhorias; vermelho indica que o produto possui microesferas plásticas, e para as pessoas que desejam evitá-la, é melhor não consumir tal produto.

Aqui estão algumas dicas sobre como fazer pequenas e eficazes alterações no quotidiano para viver com menos plástico no seu sangue:



1. Mantenha-se atento para os seguintes plásticos e evite-os, pode manter uma lista para consulta fácil ao ler os rótulos: DBP (di-n-butil ftalato), DEP (ftalato diético), DEHP (di-ethilhexil) ftalato ou Bis (2-ethilhexil), BzBP (Benzibutil ftalato), DMP (dimethil ftalato) e códigos de reciclagem 3 e 7.

2. Pare de mascar pastilhas elásticas...Todas contém plásticos!

3. Não superaqueça a sua panela aderente. Se a aquecer vazia, pode chegar a mais de 500 graus, ponto em que os produtos químicos saão liberados. Um pássaro morreria respirando esses gases de cozimento.

4. O queijo é normalmente envolvido por plástico. Mas pode comprar uma bola completa de queijo, e mantê-lo em recpientes herméticos de aço, vidro ou enrolado num papel ou frigorífico. Pode também passar um pouco de azeite no lado cortado para evitar a desidratação. Se formar mofo, ele irá se alimentar do óleo e ná do queijo, assim pode simplesmente levá-lo e aproveitar o seu queijo por mais tempo.

5. Em vez usar fita adesiva para papel de embrulho, esxperimente as técnicas furoshiki de embalagem.




6. Evite embalagens plásticas. Faça os seus próprios lanches e condimentos; tente, por exemplo, fazer as suas próprias barras de cereais, iogurte, ketchup e maionese.

7. Compre uma árvore de natal de vidro de verdade, ou compre uma de papelão, madeira ou vidro, ao invés de uma de plásticos.

8. Use biberões de vidro derretido. Se usar garrafas de plástico, não as aqueça. Ao aquecê-las, pode fazer com que o plástico e outros produtos químicos no biberões se lebertem no leite.

9. Não use capas ou recepientes plásticos no micro-ondas, use cerâmica ou toalhas de papel no seu lugar.

10. Carregue no seu carro ou na bicicleta, sacas de materiais para fazer compras. E não esqueça de levá-las consigo quando for comprar comida, roupas e outros produtos. Ou...seja criativo e faça sua própria sacola. Uma camiseta é tudo que você precisa para fazer cinco sacos.




11. Evite roupas feitas de poliéster. acrílico, lycra, elastano e nylon. Estes materiais contém plástico.

12. Beba de canecas reutilizáveis de aço inoxidável ou de cerâmica. As crianças podem levar bebidas para a escola em garrafas Klean Kanteen para crianças, ou alternativas não tóxicas similares para sucos de fruta ou recipientes plásticos livres de BPA.

13. Não compre pão fatiado, ou faça-os você mesmo em casa.

14. Use barra de sabão natural ao invés de sabonetes líquidos que podem conter microesferas plásticas. Pode usá-los como creme de barbear também.

15. No lugar de usar shampoo em garrafa, use bicarbonato de sódio e água para limpar, e vinagre de maça para enxugar (ou compre barras de shampoo natural).

16. Use bicarbonato de sódio misturado com um pouco de óleo como desodorizante. Funciona.

17. Use vidro ou pirex ao invés de plástico para guardar comida.

18. Limpe sua casa com vinagre, água, bicarbonato de sódio e purificadores naturais, ao invés de usar detergentes químicos embalados em plástico.

19. Use absorventes de pano duráveis.


Miguel Pereira

Título: Como evitar plastico no organismo

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 2

609 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    18-04-2014 às 22:35:03

    Muito bom, a Rua Direita agradece sua contribuição no site.

    ¬ Responder

Comentários - Como evitar plastico no organismo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios