Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > As Dietas mais disparatadas…

As Dietas mais disparatadas…

Categoria: Saúde
Comentários: 1
As Dietas mais disparatadas…

Muitas são as pessoas que andam obcecadas em perder peso. E com a chegada do Verão a obsessão aumenta. Para conseguirem um corpo de sonho estão dispostas a tudo, mesmo em embarcar em dietas loucas que só trazem resultados a curto prazo, esquecendo que tudo isso poderá trazer consequências psicológicas, tais como: um aumento da vulnerabilidade ao stress, variações de humor, ansiedade, dores de cabeça e de estômago, impulsividade, irritabilidade e até mesmo depressão.

Antes de começar uma dieta, verifique se é uma opção saudável e para tal, indico-lhe aqui algumas formas de perceber se está a iniciar uma dieta perigosa. Assim, suspeite se incluir um determinado alimento apenas ou um grupo específico de alimentos; se for uma forma rápida, permanente e fácil de emagrecer com slogans do tipo “ Emagreça numa semana” ou “ “Perca 15 quilos num mês”; não precisa de fazer exercício físico; utilizam testemunhos de experiências anteriores mostrando pessoas satisfeitas com a dieta/produto; prometem o desaparecimento rápido ou diminuição de gorduras localizadas e restringem determinados alimentos, em vez de aconselharem uma redução da ingestão dos mesmos.

Em tempos, também eu entrei em algumas destas dietas, fiz a famosa Dieta da Seiva, em que durante dez dias não comia, apenas bebia a Seiva, cerca de dois litros por dia e a única coisa que podia comer era maças verdes, mas no máximo duas por dia. Só sei que me senti muito fraca e que no fim não compensou, porque depressa recuperei o peso. Também fiz a dieta da sopa, em que durante uma semana comia apenas sopa de cebola, apanhei um enjoo tão grande, que hoje não posso ver cebolas à frente. É certo que emagreci, mas uma vez mais recuperei tudo. Depois existem ainda dietas, como a da Lua, que consiste em ingerir apenas líquidos durante 24 horas, durante cada mudança de fase da lua. É mais uma dieta desequilibrada que nos obriga a consumir apenas chás, sopas, água e sumos de fruta natural. A dieta da clara do ovo, em que se pode consumir somente clara de ovo e batata cozida diariamente, até perder o peso pretendido. Tal como estas existem muitas mais, mas tudo com soluções rápidas que depressa acabam por lhe sair caro, porque além de voltar a recuperar o peso, perde massa muscular e ganha flacidez no corpo.

Eu já não entro nestas dietas ilusórias, porque respeito o meu corpo e a minha saúde e você talvez deva começar a pensar da mesma forma…

Catarina Guedes Duarte

Título: As Dietas mais disparatadas…

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

762 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Wallace RandalWallace Randal

    14-09-2012 às 14:15:34

    Essas dietas milagrosas são, como você disse, ilusórias e perigosas. O melhor mesmo é equilibrar a alimentação saudável, prática de exercícios, e ser feliz. Por que o importante é estar com saúde e bem consigo mesmo, amando ser quem cada um é, e sem medo de viver a vida. Ir ao nutricionista pode ser esclarecedor além de que ele pode indicar a melhor rotina de refeições para o cada tipo e fim específico.

    ¬ Responder

Comentários - As Dietas mais disparatadas…

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios