Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > CONTRADIÇÕES SOCIAIS COM MUITO BOM HUMOR. UM OLHAR SOBRE O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS.

CONTRADIÇÕES SOCIAIS COM MUITO BOM HUMOR. UM OLHAR SOBRE O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS.

Categoria: Literatura
CONTRADIÇÕES SOCIAIS COM MUITO BOM HUMOR. UM OLHAR SOBRE O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS.

Assim como muitas pessoas eu também saí traumatizado com os autores brasileiro por causa das obras que nos sugeriam/obrigavam a ler na idade errada. Entandam idade errada como adolescencia/Ensino Médio.
No entanto para minha felicidade resolvi insistir no Machadinho e minha primeira experiência, foi com “O Alienista”, que trago algumas abaixo algumas palavras sobre.

Enredo com SPOILERs: Caso ainda não tenham lido sigam esse link abaixo, pois a história já está em domínio público e por isso pode ser liga gratuitamente

Se liga aqui: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bn000012.pdf


AGORA QUE VOCÊ JÁ LEU VAMOS DAR SEQUÊNCIA A NOSSA INCRÍVEL JORNADA!

O Alienista traz a história de Simão Bacarmarte, um estudioso da mente humana, podemos chamá-lo assim, que resolve promover uma revolução em sua pequena cidade Itaguaí.

Além de tentar resolver os problemas sociais que os chamados "anormais", poderiam causar, Simão busca entender a mente dessas pessoas. Então percebemos que a ciência é a grande paixão dele, e que somente ela pode salvar o mundo.

Durante sua busca por mapear as "loucuras" dos moradores de Itaguaí, o Alienista, percebe que está com mais da metade das pessoas da cidade presas no seu hospício, a Casa Verde.

Diante dessa situação existe uma inversão de paradigmas no estudo da loucura feita por Simão.

Pensando ele, que estava indo para o caminho errado, ele manda soltar todos que antes eram considerados loucos, notando-se que por serem maioria a loucura virou normalidade, e manda prender os considerados normais, justamente por não se encaixarem no padrão.

Depois dessa reviravolta a história vai se desenrolando até que os "normais" possam se reintegrar à sociedade em uma nova ordem social.

No fim restará apenas o próprio Simão, que por não se encaixar nem como louco, nem como normal acaba tendo que tornar-se seu próprio objeto de estudo.

IMPRESSÕES EXTERNAS

Além da história ser muito divertida pela lógica absurda dos personagens, podemos ler uma crítica ao conceito de "normalidade" que merece ser discutido, principalmente nos dias de hoje.

Não se deixem intimidar por alguns termos antigos que o autor usa, pois não custa nada da um “Googleada” para enriquecer a leitura e é sempre bom lembrar que o texto foi escrito em 1881, dê uma chance a si mesmo.

A leitura é rápida, pois trata-se de um conto. Mas, isso não significa que ela seja prejudicada pela brevidade do texto. Talvez seja justamente o poder de síntese de Machado de Assis que faça dessa história uma obra imortal.

QUERO TESTAR A SUA CORAGEM, CARO LEITOR!

Na intenção de criar um desafio para o final desse texto, assim que terminar sua leitura, escreva um comentário, mesmo que seja para criticar, afinal a internet é maravilhosas justamente por termos opiniões diferentes, vamos lá.

O DESAFIO ESTÁ LANÇADO.

Aproveitem também para indicar a leitura do Machado de Assis para os seus colegas, mostre para eles que quando lemos os textos sem a obrigação de fazer um prova ou passar no vestibular, eles podem ser muito prazeirosos. Indiquem também esse texto (que você acabou de ler) para que eles possam pensar em algumas questões que vão além do próprio conto.


Jhon Erik Voese

Título: CONTRADIÇÕES SOCIAIS COM MUITO BOM HUMOR. UM OLHAR SOBRE O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS.

Autor: Jhon Erik Voese (todos os textos)

Visitas: 0

1 

Comentários - CONTRADIÇÕES SOCIAIS COM MUITO BOM HUMOR. UM OLHAR SOBRE O ALIENISTA DE MACHADO DE ASSIS.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios