Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Como limpar a fonte do computador?

Como limpar a fonte do computador?

Categoria: Informática
Comentários: 1
Como limpar a fonte do computador?

A fonte do computador é um dispositivo bastante importante, pois ela é responsável por receber a corrente alternada vinda da rede elétrica, converte-la para corrente contínua e distribuir para todos os componentes de seu computador. Devido ao uso e com o passar do tempo, ela pode juntar bastante poeira, prejudicando seu funcionamento e, consequentemente, o do computador. Confira algumas dicas sobre como limpar sua fonte e garantir o pleno funcionamento dela.

Por que limpar a fonte
A sujeira da fonte pode impedir o fluxo de ar entre o gabinete e o meio. Isso fará com que a temperatura interna da CPU aumente, podendo danificar os hardware de seu computador.

Quando devo limpar
O recomendado e fazer uma limpeza a cada três meses, mas quanto mais frequente melhor. Barulhos e ruídos vindos da fonte indicam que passou da hora de limpá-la.
Você pode usar os seguintes equipamentos para limpar a fonte: Chave de fenda e/ou Philips; Um pano macio e seco; Pincel; Ar comprimido (disponível em lata) e, em alguns casos óleo lubrificante.

Cuidados e recomendações
É recomendado, caso o computador esteja em uso, desliga-lo e aguardar cerca de 1 hora para que os componentes esfriem e a energia dos capacitores se dissipe, evitando possíveis choques.

Leve o computador para um local com bastante espaço e amplo. Desligue o interruptor da fonte, que está atrás do gabinete. Caso a CPU esteja empoeirada, limpe-a antes de abri-la, evitando que vá pó nos componentes do computador.
Antes de mexer nos hardwares e na fonte, descarregue a energia eletroestática de seu corpo segurando em um metal sem pintura. Essa energia pode gerar grandes danos aos componentes do micro.




Caso você tenha receio de desmontar a fonte, é possível realizar a limpeza simples:
1 – Após aberto a CPU, verifique se há espaço suficiente para você trabalhar na limpeza da fonte. Se não houver, retire os cabos conectados para facilitar.

2 – Boa parte das fontes possui um ventilador que tira o ar quente de dentro da CPU e joga-o para fora. Com a lata de ar comprimido na posição vertical, solte pequenos jatos nesse ventilador de forma a jogar a sujeira de dentro para fora do gabinete. Caso isso não seja possível, tire a sujeira pela parte de traz do computador.

3 – Com o pincel remova os excessos de sujeira, mas com cuidado. Limpe da melhor forma possível a grade de fluxo da ventilação. Tenha cuidado com os componentes do computador.

4 – Aplique mais uma dose de ar comprimido dentro do gabinete todo e, se achar necessário, repita o processo para garantir a limpeza.

Se você tiver mais afinidade com manutenção de hardware, a limpeza completa pode ser uma boa ideia:

1 – Com o gabinete aberto, desconecte todos os cabos de energia da fonte que estão alimentando os hardwares.

2 – Desparafuse a fonte e retire-a com cuidado para não cair em cima da placa-mãe e seus componentes.

3 – Tente retirar o ventilador, caso ele esteja parafusado, para uma melhor limpeza. Caso contrário, não arrisque danificar o equipamento.

4 – Tome cuidado quando for desencaixar o ventilador, pois ele tem cabos conectados a ele.
5 – Jogue ar comprimido em ambas as partes da fonte, mas utiliza jatos curtos.

6 – Finalize a limpeza com o pincel para remover a sujeira mais pesada, com bastante cuidado.

7 – Se sua fonte faz bastante barulho quando você liga a máquina, pode ser necessário lubrifica-la. Para isso, remova o adesivo que fica no centro do ventilador e, com um óleo lubrificante, aplica uma dose pequena no eixo do dispositivo.

8 – Coloque o ventilador de volta na fonte, encaixe-a no gabinete e conecte todos os cabos. Feche o CPU e coloque-o no lugar novamente.

No corpo da matéria há um vídeo feito pela equipe do site Baixaki, com detalhes sobre a limpeza de uma fonte.


Lucas Souza

Título: Como limpar a fonte do computador?

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

788 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • eduarda vargas

    07-10-2014 às 20:20:44

    ok muito bom precisei e me ajudou mt obrigado

    ¬ Responder

Comentários - Como limpar a fonte do computador?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cuidado com as curvas

Ler próximo texto...

Tema: Motas
Cuidado com as curvas\"Rua
Quando se fala em motas, delineia-se na nossa mente a figura de um indivíduo, “maluquinho” por estes veículos de duas rodas, vestido com colete preto de couro e envergando umas possantes botas da mesma cor, e, quiçá, umas caveiras ou outros distintivos aqui ou ali, nele ou na moto. Normalmente, os motociclistas, motoqueiros ou motards, como são conhecidos, regem-se por um espírito muito próprio, que ninguém sabe definir muito bem, mas que, sem dúvida, engloba a sensação de liberdade e, por vezes, umas bebedeiras a valer numa qualquer concentração de motas. A parte boa é que, não acontecendo nada de pernicioso à mota e ao seu condutor quando se desafia a sorte desta maneira, uma vez despojado das roupas e acessórios motards, colocando o fato e a gravata, este volta a ser uma pessoa “normal”, imbuído de sentido de responsabilidade e bom senso. Estas características, tão úteis no trabalho e em sociedade, são, amiúde, esquecidas quando se está ao “volante” de uma moto. Cede-se, frequentemente, à tentação de andar muito depressa, de ultrapassar em terceira fila, de passar à frente nas portagens, de desrespeitar o próximo perpetrando atrocidades inacreditáveis e fazendo tudo o que dá na veneta, com a segurança de se estar protegido pelo anonimato do capacete e da pouca ou nenhuma visibilidade da matrícula.

Por outro lado, também existe aquilo a que se chama de solidariedade motard, que apela aos mais puros sentimentos de entreajuda em caso de queda ou outra situação de aflição. Claro que, em determinadas circunstâncias, mais valia que estivessem quietos, em vez de retirar apressadamente o capacete a um colega estendido no chão (é a última coisa a fazer), e noutras ainda bem que se tem assistência em viagem, porque, dada a falta de visão periférica dos companheiros de estrada, bem se podia”esticar o pernil” que não apareceria vivalma para dar uma ajuda.

Definições e conceitos à parte, o motociclismo constitui uma paixão fervorosa de um grande números de indivíduos, com um incremento significativo do género feminino. Faz-se uso da mota por razões não profissionais, por diversão, por se ser praticante desta modalidade, para locomoção, ou, simplesmente, porque se gosta de motos. Seja qual for a razão, os agradecimentos têm de ser dados a Gottlieb Daimler (1834-1890), que inventou o primeiro protótipo. E, já agora, não custa render gratidão também a John Boyd Dunlop, veterinário escocês, que concebeu uma espécie de roda, que corresponde ao nascimento do pneu. Pode, portanto, afirmar-se com toda a legitimidade que um veterinário deu à luz um pneu…!

Pesquisar mais textos:

Maria Bijóias

Título:Cuidado com as curvas

Autor:Maria Bijóias(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • letícia Cristina Calixto de Souza 20-06-2013 às 17:19:32

    eu achei muito interessante esse texto por que ele me ajudou a fazer um trabalho escolar mas eu quero falar para a autora desse texto que ela está de parabéns e que esse texto possa incentivar cada pessoa que ler ele então meus parabéns

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios