Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > A arte da decoração

A arte da decoração

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Visitas: 87
Comentários: 5
A arte da decoração

Decorar é uma arte de ornamentar e embelezar um ambiente. Decoração ou design é uma técnica cenográfica visual e arquitetónica de composição e decoração de ambientes internos, ou seja, quartos, casas, escritórios, etc.

Decorar é uma arte de planejar e arranjar espaço, escolhendo ou combinando os elementos de um ambiente estabelecendo relações estéticas e funcionais. O designer de interiores projeta o ambiente, utilizando e combinando cores, materiais, texturas e dispondo móveis e acessórios. Eles estudam todos os detalhes, desde a área a ser criada ou reformulada, as obras a serem realizadas, o orçamento, e o cronograma da obra, desenha mobiliário e elementos que vão compor esse espaço, como a disposição dos móveis, escolhem os adornos e revestimento do piso, paredes e teto, sempre atento ao desejo do cliente, à estética e à funcionalidade do local.

Podem-se projetar também salas comerciais, residências, escritórios, bancos, consultórios, e lojas. Numa casa, devemos escolher as cores de acordo com o nosso gosto pessoal, mas devemos levar também em conta elementos e materiais de bom gosto, para que outras pessoas, também se sintam bem também em sua casa.

Deverá escolher cortinas que combinem com outras peças e cores presentes na divisão em questão, como com almofadas ou sofás. Unir a beleza, a criatividade, a funcionalidade e tecnologia, são palavras que devemos usar na hora de trabalhar na iluminação de uma casa é através dela que criamos cenários, destacamos móveis, quadros, e detalhes que mais gostamos, e que transmitimos ambientes diferentes conforme a nossa disposição ou conforme a ocasião.

Existem pessoas que são sensíveis à claridade, outras que não toleram luzes diretas, outras tem pavor ao escuro. Uma iluminação bem estudada, faz milagres, deixando o ambiente ou divisão em questão, alegre e descontraído, as atenção porque também pode, com ela destruir um ambiente. Uma iluminação bem estudada pode deixar um ambiente alegre, triste, romântico, ou em clima de festa.

A cozinha é o lugar em que mais é visitado numa casa, portanto devemos aproveitar todo o espaço que tivermos, os moveis de uma cozinha devem ser embutidos, para ter maior espaço possível, suas cores devem ser de descontração e estimulação do convívio das pessoas. Fuja aos armários de madeira castanha, se planeia fazer uma renovação veja o cozinhas mais modernas, com cores vibrantes e com linhas e estilos mais modernos.

Uma vez que os quartos são um lugar de descanso, onde o aconchego e a tranquilidade são primordiais, suas cores devem ser suaves, Trazendo descanso, e calma. Quando se realiza ou idealiza um quarto, deve-se sempre tentar trabalhar com cores relaxantes e que não se tornem um choque sensorial.

Devido o crescimento de habitantes no mundo inteiro, hoje os apartamentos e casas sempre são de tamanho bem menor que os de antigamente, e com isso temos de nos habituar com menos espaço e ambientes funcionais e adaptação de moveis e espaço. Decorar um ambiente é também lembrar flores, e quadros, que podem dar um toque de requinte ao ambiente.


Waldiney Melo

Título: A arte da decoração

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 87

794 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 22:09:01

    eu gostava de ter um dom de saber decorar, mas não tenho. sei os básicos para uma casa estar habitável. adoro ver os programas que abordam esses temas: como decorar a casa, que técnicas utilizar, quais os melhores materiais para determinada divisão, etc. as cores das paredes são sempre ao meu gosto, nem podia ser de outra maneira, assim como os cortinados. a casa é o nosso lar, e devemos conservá-lo sempre ao nosso gosto.

    ¬ Responder
  • flavia

    09-08-2012 às 19:51:13

    isso me cervira muito para um trablho escolar amei

    ¬ Responder
  • TiagoTiago

    11-07-2012 às 02:58:20

    Parabéns pelo artigo, para mais dicas de decoração e modelos de móveis finos, confiram o artigo abaixo:

    www.casabelainteriores.com

    ¬ Responder
  • lucaslucas

    28-11-2011 às 12:05:35

    açhei muito chatoe que eu estou procurando uma coisa chamada a arte da decoraçao para um trabalho e isso tem nada a ver poh

    ¬ Responder
  • tatytaty

    04-03-2011 às 02:06:31

    Adoro tudo que diz respeito a decoracao gostaria de fazer um curso especifeco mande algumas dicas para mim estou construindo e preciso decorar

    ¬ Responder

Comentários - A arte da decoração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios