Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Os etarras

Os etarras

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
Os etarras

Euskada Ta Askatasuna (Pátria Basca e Liberdade), conhecida por Eta, é uma organização política que busca a independência do país basco. Em 1952, vemos aparecer em Bilbao um grupo universitário designado Ekin, que se juntou à Eta a 31 de julho de 1959. Em 1962, ocorre a primeira Assembleia em Belloc, em França. Delinear alguns objetivos para o sucesso da luta: considerar a história basca um elemento essencial para o aparecimento do orgulho nacional, aprovação do Socialismo, não é um movimento não religioso nem uma etnia, mas um grupo que procura a independência da Pátria Basca.

A ETA utiliza a violência (assassinatos, raptos, explosão de bombas) para abalar a instituição política. Desde 1953, a violência foi muito utilizada em causas políticas. Em Espanha, a ETA usou o terror para obrigar o governo a dar o estatuto de independência ao país basco. Claro, que os muitos governos recusaram de todo satisfazer as exigências dos membros da ETA.

Desde a segunda metade do século XX até ao dia de hoje temos assistido ao terror dos etarras, que tem como fim atingir membros do Estado e não civis. Em 1968, Melitón Mananzas, chefe da polícia secreta de San Sebastián, foi assassinado. Cinco anos depois, Luis Carrero Blanco, presidente do governo, também foi assassinado. Mais recente, em 1995, os etarras tentaram eliminar José Maria Aznar, líder do partido PP, o partido da oposição. Em 2000, explodiu um carro de um político, vitimando este e o seu guarda-costas. Em 2007, um carro-bomba explodiu no terminal 4 Aeroporto de Madrid-Barajas. Também em 2007, dois agentes da Guarda Civil foram vitimados em dois atentados. O funeral dos guardas Diego Salvá e Carlos Sáenz foi acompanhado por Felipe, herdeiro da coroa espanhola, e sua mulher, Letizia.

A 18 de fevereiro de 2004, a ETA anunciou as tréguas com a Catalunha. Estas tréguas têm como objetivo procurar unir o povo basco com o povo catalão.

Resumindo, os principais alvos da ETA são a polícia, os membros do governo basco e a Guarda Civil. O simbolismo deste grupo passa pela serpente e pelo machado. É um grupo que privilegia a violência para alcançar o seu objetivo: a independência do país basco.

A 18 de fevereiro de 2004, a ETA anunciou as tréguas com a Catalunha. Estas tréguas têm como objetivo procurar unir o povo basco com o povo catalão.


Daniela Vicente

Título: Os etarras

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 2

605 

Comentários - Os etarras

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios