Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O Tarot

O Tarot

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 1
O Tarot

Tradição mística, leitura de sina pelas cartas, adivinhação, auto desenvolvimento… De quantas mais maneira se pode descrever o tarot? Acredite, de muitas!

Há quem lhe chame bruxaria e esta indicação não é nova, mas de todo falsa. O misticismo por detrás do tarot leva-nos a pensar no oculto e se para uns isto se trata de um fascínio, para outros, os desacreditados, tudo não passa de coisa de charlatão.

É preciso respeitar o Tarot, pois a sua idade não é pequena e a sua sabedoria é enorme – característica de “coisa” antiga e estudada.

Mas afinal o que é o Tarot?

O Tarot é considerado por muitos como a mais fantástica arte esotérica de adivinhação.




A sua origem, apesar de bastante discutida, é afirmada como originária do Egipto. No entanto, só está documentada através de cartas de tarot a partir do século XV e com origem em Itália (documentos e cartas do tarot de Viscondi-Sforza – Milão – 1450). Há quem afirme que o tarot foi criado para divertimento, mas existem fortes convicções de que estas cartas continham magias ocultas que levavam á adivinhação.

Como seria de calcular, e tendo o desenvolvimento do tarot ocorrido na velha Europa, a perseguição durante a inquisição foi histórica. Associado a cultos maléficos, bruxaria, pecado e ocultismo, muitos baralhos foram queimados, tal como os seus utilizadores. Tornava-se assim assunto proibido e arte perigosa.

A popularidade foi recuperada e nos últimos 40 anos a creditação nesta arte esotérica cresceu consideravelmente. Aprende-se com mestres e não é qualquer um que sente a magia destas tão especiais cartas.

O tarot composto por um baralho de 78 cartas, divide-se em dois grupos – arcanos maiores e arcanos menores – cada um com o seu significado e simbolismo.
Os arcanos maiores contêm 22 cartas e tratam-se das cartas mais conhecidas do tarot pois identificamo-las pelas figuras que apresentam. A carga energética nestas cartas é única e apresentam-se com riqueza de adornos e extraordinários detalhes.

Os arcanos maiores, com 56 cartas, fazem parte integral do baralho. São tratados muitas vezes como “caminhos”.

O Tarot é uma arte e há que saber interpretá-lo com sabedoria e intuição. Pela resposta às perguntas e interrogações da vida ou mesmo para “matar” curiosidades, o tarot oferece respostas, quando estudada cada carta em todos os seus aspetos. Mais do que um “jogo de cartas” é uma arte única e apaixonante e despertas curiosidades em todos. Mesmo que seja para os menos curiosos.


Carla Horta

Título: O Tarot

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAnónimo

    08-09-2012 às 21:30:19

    O que significa quando as cartas de tarot pegam fogo?

    ¬ Responder

Comentários - O Tarot

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios